13 instituições fiscalizadoras cobram obras da Copa

Entidades da Rede de Controle de Mato Grosso querem saber o que as autoridades do governo de Zé Pedro Taques pretendem fazer com as obras paralisadas, inacabadas e sem conservação do Veiculo Leve sobre Trilhos, herança do governo anterior do PMDB-PR-PT

Entidades da Rede de Controle de Mato Grosso querem saber o que as autoridades do governo de Zé Pedro Taques pretendem fazer com as obras paralisadas, inacabadas e sem conservação do Veiculo Leve sobre Trilhos, herança do governo anterior do PMDB-PR-PT

 

TCE-MT divulga nota da Rede de Controle em Mato Grosso
A Rede de Controle da Gestão Pública em Mato Grosso, formada por 13 instituições fiscalizadoras estaduais e federais reuniu-se no dia 06/05/2015 no Edifício Marechal Rondon, no Tribunal de Contas de Mato Grosso. Os representantes dos órgãos que compõe a Rede participaram de apresentação sobre o acervo produzido pelo TCE-MT a respeito das obras da Copa de 2014.

Participam desta organização a Controladoria Geral do Estado (CGE-MT); a Advocacia Geral da União (AGU); a Caixa Econômica Federal (CEF); o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU); a Controladoria Geral da União (CGU); o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-MT); o Ministério Público de Contas (MPC);o Ministério Público Estadual (MPE); o Ministério Público Federal (MPF); a Polícia Federal (PF); a Receita Federal do Brasil (RFB); o Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE/MT) e Tribunal de Contas da União (TCU).

Deliberou-se pela necessidade urgente do Poder Executivo do Estado de Mato Grosso e da Empresa Pública Infraero manifestar-se sobre a continuidade das obras da Copa de 2014, e estão paralisadas, inacabadas ou sem conservação.

Cabe ressaltar, que a Rede de Controle da Gestão Pública em Mato Grosso encaminhou ofícios ao Governo do Estado de Mato Grosso e a Infraero, solicitando as respectivas informações e recomendações:

1) Deem prioridade, continuidade e conservação às obras que estão paralisadas, suspensas ou inacabadas, conforme estabelece o art. 45, da Lei de Responsabilidade Fiscal ( Lei nº 101/00);

2) ocorram de forma transparente observando-se o Princípio Constitucional da Publicidade e os ditames da Lei de Acesso a Informação (Lei nº 12.527/2011) as ações governamentais relativas aos projetos e execução das obras dos corredores estruturais de transporte coletivo da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá, inclusive quanto às desapropriações, finalização do modal VLT, integração do sistema de transporte coletivo de Cuiabá e Várzea Grande e a política tarifária a ser adotada;

3) sejam encaminhadas à Rede de Controle os Cronogramas físico-financeiros das obras, os quais deverão necessariamente constar, de forma detalhada, todos os prazos de retomada e de conclusão das obras.

Assina: Rede de Controle da Gestão Pública do Estado de Mato Grosso

 

 

FONTE TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE MATO GROSSO

Categorias:Direito e Torto

6 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.86.183.19 - Responder

    Que feio Enock,não vi vce atacar Silval assim.É uma vergonha ,há muito tempo MT não tem um governador honesto como o Taques,sabemos que vce como petista,e apoiador fervoroso do Ludio, atacaria sempre o Zé Pedro.Mas de maneira ridícula e gratuíta como vce está tentando,é demais.Se amanhã,Zé Pedro por acaso filiasse ao seu PT ,mais sujo que pau de galinheiro,ele se transformaria no seu ídolo e de reputação inabalada.ISTO É UMA VERGONHA!

  2. - IP 201.71.158.130 - Responder

    Pelo que li do texto, as criticas do Enock se baseiam em postura clara de cobrança, com relação ao atual governo, por parte do Ministério Público Federal, Tribunal de Contas, Policia Federal e mais e mais. Logo o sr. Osmir que já puxar o saco deste governo em outra freguesia.

    • - IP 200.175.151.190 - Responder

      Marcio ,vce se junta a maioria do bando dos desinformados ,que campeiam por esta pagina.Taques foi um dos únicos homens de MT,que tiveram a coragem de combater e acabar com o maior chefão do crime organizado de MT,o comendador ARCANJO,que de fato comandava os 3 poderes constituídos do nosso Estado leia as denuncias do MPF de 2002.Teve, por essa organização, e pela mídia amestrada comandada na época do governo Dantesco do PSDB, pelo também já falecido “capo”,o Beccare ,a sua vida devassada,e NADA foi encontrado.Durante a campanha,foi a vez do Ludio do PT e do Riva da AL,vasculharem a sua vida e também nada foi encontrado.Em MT isso é extremamente raro.E agora quem é o puxa-saco?Você,e do Enock,do PT! Parbéns,vces se merecem!

  3. - IP 179.217.112.7 - Responder

    O Enock de fato está criticando o Pedro Taques pelas obras deixadas inacabadas pelo governo Silval aliado dos petralhas.

  4. - IP 187.7.245.3 - Responder

    Não podemos esquecer que o título de Comendador, dado a Arcanjo, foi iniciativa do então deputado estadual Wilson Santos, hoje líder de Pedro Taques. Tudo farinha do mesmo saco.

  5. - IP 191.222.3.253 - Responder

    Já visitei muito essa pagina, agora uma vez por semana é muito, creio que vou acabar tirando de meus preferenciais, pois a mesma tenta denegrir um governo que está a 4 meses tentando resolver as cacas feitas por governo defendido por esse site!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

2 × 2 =