Wilson Santos defende título de cidadão mato-grossense para o presidente Lula

Filiado ao PSDB, deputado lembra que Assembleia nunca recusou oferecer título de cidadão

Laíse Lucatelli, do saite O Livre

[email protected]

 

 

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) saiu em defesa do título de cidadão mato-grossense aprovado para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Durante sessão na noite de quarta-feira, 19, o tucano subiu à tribuna para argumentar em favor da manutenção da homenagem ao petista.

“Eu tive meu primeiro mandato nesta Assembleia Legislativa em 1990 e nunca vi esta Casa reprovar nenhuma cidadania”, afirmou Wilson. “É praxe deste parlamento não desonrar a propositura de nenhum colega que apresente título de cidadania.”

Wilson lembrou que outros políticos que entraram de forma positiva para a história também já estiveram sob bombardeio de críticas e acusações, como o também ex-presidente Juscelino Kubitschek. O tucano, que não estava presente no dia da votação, declarou seu voto favorável à cidadania mato-grossense de Lula.

“Talvez o momento tenha sido inoportuno porque o ex-presidente Lula está sob fogo cruzado,  talvez mais que qualquer outro líder da história”, ponderou. “É muito difícil julgar a personalidade que vive porque ela desperta dois sentimentos: amor e ódio. Da minha parte, não há condenação. Não votei, mas se estivesse aqui teria votado”, afirmou.

Na mesma sessão, o líder do governo, Dilmar Dal’Bosco (DEM), deu continuidade à polêmica. “Na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), eu pedi que o título fosse retirado de pauta. Meu voto foi contra o relator. Acho que não é o momento de votar uma condecoração como essa. Talvez eu tivesse votado contra no plenário, se estivesse aqui”, disse, destacando que estava em viagem no dia da sessão que aprovou a homenagem.

A polêmica em torno do título de Lula começou com o Movimento Brasil Livre (MBL), que criticou o fato de a indicação não mencionar as investigações contra Lula na Operação Lava Jato. Depois de iniciada a polêmica, o deputado Daltinho de Freitas (SD) tentou derrubar a votação, alegando que não tinha conhecimento de que estava votando um título para Lula pois o nome do homenageado não foi lido em plenário.

Autor da homenagem, o deputado  Valdir Barranco (PT), disse que o titulo para Lula não apenas é merecido como está atrasado. “Lula é uma personalidade homenageada no mundo todo, com 27 títulos de doutor honoris causa. O presidente da República que mais acumulou títulos nas universidades do mundo. Vários títulos de cidadão, várias comendas. Mato Grosso demorou para dar esse título a ele. O título é merecido e tardio”, afirmou.

Categorias:Gente que faz

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 191.250.34.164 - Responder

    Babaca,desinformado,idiota,por isso que a classe política está mais suja que pau de galinheiro!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezoito − treze =