Vice de Brito é pastor e tem fama de milagreiro

O pastor Paulo Roberto atua no Grande Templo e é filiado ao PSD. Ele forma chapa pura com Brito na disputa pela prefeitura de Cuiabá

Informa o Circuito MT que o pastor Paulo Roberto, da Igreja Assembléia de Deus, que acaba de ser anunciado pelo vice-governador Chico Daltro como vice na chapa encabeçada por Carlos Brito à Prefeitura de Cuiabá, tem fama de milagreiro. Paulo Roberto tem o apelidado de “Sete Câncer” por conta dos “milagres” que ele teria alcançado durante suas pregações nos cultos de cura do Grande Templo, na capital.

“Estou aqui para somar, engrossar o caldo e ajudar o partido. Vamos fazer barulho nessa cidade”, afirmou o vice Paulo Roberto, ao assumir o desafio da campanha contra Mauro Mendes, Lúdio, procurador Mauro, Guilherme Maluf e Grassi do Pátria Livre.

Misturar política com religião nunca foi boa coisa. Lembro da sórdida campanha que Wilson Santos e Antero dispararam contra o PT e Alexandre César, em 2004, aqui mesmo em Cuiabá, apelando para os mais baixos instintos do povo evangélico. Era o auge do “Comitê da Maldade”. Wilson ganhou aquela, mas vejam só como Wilson acabou. Alguém poderia dizer que isto acontece, segundo o ensinamento bíblico, a quem não constrói seus argumentos firmado na rocha da verdade e, sim, nos pântanos da mentira.

Agora, nessa campanha de 2012, o pobre pastor Paulo Roberto é escalado para tentar fazer o milagre de tornar mais palatável a chapa do partido do superprocessado deputado José Geraldo Riva, na capital do Estado. Imagino que o sábio povo cuiabano saberá resistir a esta tentação.

Categorias:Jogo do Poder

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.73.253.172 - Responder

    Só o fato desse pastor estar misturado junto com o riva ( minusculo mesmo) já o desqualifica. Tomara que na campanha eles batam à minha porta; assim terei oportunidade de lhes dizer o que escrevi.

Deixe uma resposta para ROBERTO RUAS    ( cancelar resposta )

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

doze − onze =