Vandoni: TCE-MT virou uma casa de penhores

Alguns propõe o fim dos Tribunais de Contas. Mas os Tribunais de Conta resistem, em Mato Grosso e pelo Brasil afora. Aqui, em nosso Estado, funciona como uma espécie de Castelo Encantado, que garantia a vida deliciosa de tantos quantos o habitam e faturam lá dentro. Seria lindo, se não fosse trágico. Seria decente, se a conta não fosse paga pelo suado dinheiro da grande maioria dos contribuintes, essa gente pobre e desassistida de Mato Grosso. Com o pedido de afastamento do conselheiro Alencar Soares, está aberto mais um período de sucessão no TCE-MT. Alencar sai, mas vai levando rica aposentadoria. Agora é saber quem o sucederá – e a que preço. Tudo indica que o novo príncipe eleito para usuir do rico quinhão será o deputado estadual Sérgio Ricardo (PR), mas há outros disputando este páreo. Confira o noticiário. (EC)

 

TCE de Mato Grosso virou uma casa de penhores
por ADRIANA VANDONI

Alencar Soares era deputado estadual de nenhuma expressão – cujo único fato relevante que se tinha notícia foi sobre um episódio em que ele teve um desarranjo intestinal durante um vôo sem banheiro -, até que deu bons motivos e virou conselheiro do Tribunal de Contas de MT. Hoje, convencido por outros bons motivos, deixa a cadeira.

Sérgio Ricardo, o deputado que era vendedor de carro usado na pedra, hoje é proprietário de um título de posse da cadeira de Alencar Soares no TCE. Como em licitações públicas arranjadas, Sérigo Ricardo arrumou quatro outros deputados que vão dar cobertura à sua escolha pela assembléia – Jota Barreto (PR), João Malheiros (PR), Mauro Savi (PR) e José Domingos Fraga (PSD).

Emocionante essa escolha! Mais emocionante que essa só mesmo a escolha de Humberto Bosaipo (ex-deputado que é co-réu de Riva em mais de cem ações de improbidade) e de Campos Neto, o garotão que era deputado e ganhou a cadeira no TCE de seu papai.

Depois não sabem por que o Tribunal de Contas de Mato Grosso é um mero legitimador de ilegalidades. Composta em sua maioria por pessoas sem preparo e sem grandes compromissos com a ética e a legalidade, que estão sempre dispostos a trocar suas cadeiras por bons motivos.

fonte PROSA E POLITICA

Categorias:Direito e Torto

4 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.49.165.95 - Responder

    Adriana, voce disse tudo.

  2. - IP 187.89.212.214 - Responder

    COMUNDO DO MESMO ENTENDIEMNTO ESPOSADO PELA ILUSTRE ARTICULISTA. REALMENTE, ESSE TCE/MT, MAIS QUE OS DEMAIS AFORA, É UMA VERGONHA! e O PIOR: CONSOMEM O MEU SUADO DINHEIRO RECOLHIDO EM PESADOS IMPOSTOS.

  3. - IP 187.58.31.78 - Responder

    È um orgão totalmente inútil esse tce, não tem poder nenhum de julgamento so de parecer, faz um mixto de função dos legiladores, que nada fazem e tentam imitar sem função juridica nenhuma o Ministério Público.È um absurdo, quem sabe um dia cai um Presidente louco e coloca um fim nos tribunais de contas dos Estados, mas sou favóravel ao TCU.

  4. - IP 189.53.37.89 - Responder

    Quando vejo a figura desses políticos desonestos ocupando vaga no Tribunal de Contas eu sinto vontade de vomitar, na realidade deveria ter um outro sentimento que resolveria tudo . . .

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

5 × 3 =