Valtenir é destaque em site internacional em defesa da desocupação da Suiá-Missú

O site de notícias The New American publicou ontem (07/01), matéria relatando o caso da desocupação das famílias da Gleba Suiá-Missú, localizada na região nordeste do estado de Mato Grosso. A notícia cita a interferência do deputado federal mato-grossense Valtenir Pereira (PSB) junto ao governo federal com objetivo de impedir a barbárie.

Há época, o parlamentar defendeu a publicação de uma Medida Provisória por parte do Governo Federal para determinar o fim da desintrusão da área que abrigava cerca de 7.500 pessoas que seriam despejadas da terra que foi demarcada e homologada pela Funai para receber índios Marawatséde.

Conforme ressaltou o site, Valtenir advertiu a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, sobre o crescente risco de derramamento de sangue caso o governo continuasse com a desocupação. A desintrusão da Suiá-Missu ordenada pela Justiça começou oficialmente no dia 10 de dezembro de 2012. A operação comandada pela FUNAI tirou centenas de pessoas de suas casas e propriedades e os colocou, literalmente, na rua.

A publicação destaca que o deputado pedia alteração da situação jurídica à presidenta da República Dilma Rousseff, suspendendo a desocupação da área para negociar a permuta de uma área de 230 mil hectares doada pelo Governo do Estado para os índios, pela área da reserva, que tem 160 mil hectares.

Na oportunidade, Valtenir Pereira disse também que a transferência forçada de famílias arriscava danificar a imagem e reputação do Brasil diante da comunidade internacional.

“Eu disse à ministra e à presidenta que a comunidade internacional está ciente do problema. Nós estamos correndo o risco de permitir que ocorra derramamento de sangue. O conflito já começou, tivemos incidentes entre a polícia e moradores que não querem deixar a área. Este conflito pode se tornar uma mancha de sangue na presidência. A presidente Dilma e seu vice-presidente não podem deixar que isso aconteça, caso contrário, eles vão manchar a imagem do Brasil internacionalmente. A solução depende apenas do presidente”, disse

De acordo com a notícia, se autoridades brasileiras continuarem agindo com truculência, em breve, cidades maiores serão as próximas vítimas e famílias serão forçadas a deixar suas casas e propriedades sob a mira do cano de uma arma.

Confira a publicação no link abaixo:

http://www.thenewamerican.com/world-news/south-america/item/14131-amid-federal-land-grab-in-brazil-whole-towns-evicted-at-gunpoint

Categorias:Plantão

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.74.159.3 - Responder

    ninguem merece.

    • - IP 177.5.107.44 - Responder

      É um absurdo despejar muitas famílias que há tempos produzem nas terras, originando riquezas, empregos e produção na pecuária e agricultura, bem como recolhendo seus tributos. Há muitas terras para serem doadas que não estão produzindo nada e que os índios podem ocupar, basta a Presidente Dilma providenciar e os representantes da FUNAI serem menos corporativistas. Que chegue ao conhecimento da ONU essa aberração, uma vez que o Brasil, pretende realizar a Copa do Mundo………….

Deixe uma resposta para Marihá Lopes    ( cancelar resposta )

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

3 × 1 =