PREFEITURA SANEAMENTO

UM OUTRO BRASIL É POSSÍVEL: Quatro universidades brasileiras estão entre as 50 melhores do mundo. A USP teve o melhor desempenho entre todas as instituições avaliadas no país, ficando em primeiro lugar entre as universidades brasileiras em 20 disciplinas, e a Unicamp no topo em 8 disciplinas

 

USP - Universidade de São Paulo, excelência na Educação e espaço privilegiado para a participação políticos dos estudantes

USP – Universidade de São Paulo, excelência na Educação e espaço privilegiado para a participação políticos dos estudantes

USP aparece na lista mundial em oito áreas e teve melhor desempenho entre todas as nacionais em 20 disciplinas

Paulo Saldaña – O Estado de S. Paulo

Um ranking internacional de ensino superior aponta quatro universidades brasileiras entre as 50 melhores do mundo em oito áreas do conhecimento – entre 30 citadas. O QS Quacquarelli Symonds University Rankings – organização internacional de pesquisa em educação – foi divulgado por áreas nesta terça-feira, 26, e mostra duas estaduais de São Paulo em destaque entre as instituições brasileiras: a Universidade de São Paulo (USP) e de Campinas (Unicamp). Mas nenhuma brasileira conseguiu figurar entre as “top 10”.

Os rankings tomam por base índices de citações de pesquisas, além de estudos de reputação. A área em que as brasileiras vão melhor é a classificada como Agricultura e Silvicultura. A Unicamp ficou como a 22.ª melhor do mundo na área, seguida por USP (27.ª) e Universidade Estadual Paulista (Unesp, 50.ª). A Unicamp ainda lidera entre as brasileiras nas áreas de Filosofia (42.ª) e História (34.ª). Na área de História, a Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) aparece em 42.ª no mundo.

A USP é a instituição brasileira que mais se destaca nas áreas avaliadas pelo QS. A estadual paulista, que completa 80 anos em 2014, está entre as 50 melhores do mundo em oito áreas e teve o melhor desempenho entre todas as brasileiras em 20 disciplinas. A Unicamp está no topo do País em oito disciplinas.

A 27.ª posição da USP em Agricultura e Silvicultura é a melhor colocação da universidade entre as 30 áreas, seguida de Matemática (39.ª no mundo), Geografia (42.ª), Estatística e Investigação Operacional (45.ª), Comunicação e Mídia (46.ª), Farmácia e Farmacologia (48.ª) e História (50.ª).

No total, 22 instituições brasileiras estão no “top 200” mundialmente em pelo menos uma das 30 disciplinas avaliadas no ranking. A instituição brasileira particular mais bem colocada é a Fundação Getúlio Vargas (FGV), listada entre as 100 melhores do mundo nas áreas de Contabilidade e Finanças e em Economia. Nesta última, a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) é listada na faixa entre 101 e 150.

No ranking mundial, a instituição com melhor desempenho foi a Universidade Harvard, que ficou em primeiro lugar em 11 das 30 disciplinas, duas a mais que o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).

Especialistas em pesquisa e ensino superior têm apontado a necessidade de melhorar a relevância da ciência brasileira, um dos quesitos avaliados nos rankings internacionais. No último levantamento da Times Higher Education (THE), a universidade perdeu posições em relação ao ano anterior – saiu do 158.º lugar, em 2012, para a faixa entre o 226.º e o 250.º lugares em 2013.

 

————–

Ranking mundial põe USP e Unicamp entre 50 melhores em sete disciplinas

Unicamp se destaca em agricultura e história no ranking QS.
USP vai bem em matemática, geografia, estatística, mídia e farmácia.

Do G1, em São Paulo

Um ranking divulgado nesta terça-feira (25) pela QS Quacquarelli Symonds University Rankings, organização internacional de pesquisa em educação que avalia o desempenho de instituições de ensino médio, superior e pós-graduação, aponta a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade de São Paulo (USP) entre as 50 melhores instituições do mundo em sete de um total de 30 disciplinas avaliadas (veja ao lado). Os rankings são baseados em citações de pesquisas, ao lado de pesquisas de reputação de mais de 90 mil acadêmicos e empregadores de pós-graduação em todo o mundo.

Unicamp (Foto: divulgação)Unicamp (Foto: Unicamp/Divulgação)
Cidade Universitária, Universidade de São Paulo: vista do novo prédio da Reitoria (Foto: Ana Carolina Moreno/G1)
Cidade Universitária, Universidade de São Paulo
(Foto: Ana Carolina Moreno/G1)

A Unicamp teve o melhor desempenho da América Latina em agricultura e silvicultura, com o 22º lugar no geral, e também se destacou em história (34º lugar). A USP está no “top 50” em cinco disciplinas: matemática (39º), geografia (42), estatística e investigação operacional (45º), comunicação e mídia (46º) e de farmácia e farmacologia (48º).

A USP teve o melhor desempenho entre todas as instituições avaliadas no país,  ficando em primeiro lugar entre as universidades brasileiras em 20 disciplinas,  e a Unicamp no topo em 8 disciplinas. No total, 22 instituições brasileiras estão não “top 200” mundialmente em pelo menos uma das 30 disciplinas avaliadas no ranking.

“Estes rankings mostram que as melhores universidades do Brasil são de renome internacional dentro de várias áreas disciplinares específicas”, diz Ben Sowter, diretor da QS. “Através de uma abordagem mais centraliza na classificação das universidades  somos capazes de descobrir os pontos fortes das instituições brasileiras, de forma mais eficaz do que é possível em rankings institucionais em geral.”

No ranking mundial, a instituição com melhor desempenho foi a Universidade Harvard, que ficou em primeiro lugar em 11 das 30 disciplinas, duas a mais que o Instituto de Tecnologia de Massachussetts (MIT).

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

8 + 8 =