TUDO EM FAMÍLIA: Depois de nomear o primo Paulo, governador Pedro Taques (PDT) nomeia Mariella, esposa de outro primo, o Jorge, com salário de R$ 9,3 mil

Paulo e Pedro Taques.  O primeiro, chefe da Casa Civil. O segundo, governador. E parece que o resto da família está chegando

Paulo e Pedro Taques. O primeiro, chefe da Casa Civil. O segundo, governador. E parece que o resto da família está chegando

EM FAMÍLIA

Taques nomeia esposa de primo com R$ 9 mil

do FOLHA MAX

O governador Pedro Taques (PDT) nomeou Mariella Figueiredo Granja, esposa do seu primo e advogado Jorge Taques, para exercer o cargo em comissão de Direção Geral e Assessoramento, Nível DGA-2, de Assessora Especial I da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico. O salário mensal corresponde a R$ 9,3 mil.

O advogado Jorge Taques é irmão do também advogado e atual chefe da Casa Civil, Paulo Taques. A nomeação se tornou pública no 12 deste mês com a publicação no Diário Oficial do Estado (DOE).

 

Reprodução/DOE

Nomeação Família Taques.jpg

Categorias:Direito e Torto

16 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 187.7.244.101 - Responder

    Já começou a FARRA com o dinheiro público nesse Novo Governo? Estava indo tao bem!… Afinal de contas, a Lei Antinepotismo só pode ser aplicada no Judiciário mato-grossense, que desde 2007 já se enquadrou nessa lei? Por que nos outros poderes essa prática nefasta continua na cara dura? Que vergonha!!!

  2. - IP 191.33.161.76 - Responder

    Tudo como dantes no quartel de abrantes. A família inteira está bem empregada.

  3. - IP 201.24.175.71 - Responder

    Muito estranho… se fosse Geraldo Riva a Ong. Moral, o MCCE e o MP-MT já teriam disparado todos seus misseis e torpedos… mas trata-se do aliado e companheiro Pedro Taques. A indignação seletiva dessas organizações coloca todo mundo na valo comum da corrrupção, carecendo todos de autoridade moral. Esse Mato Grosso não muda?

  4. - IP 179.216.196.23 - Responder

    Duro e descobrir se a moçoila é de fato eficiente !!!vamos ver o currículo antes de tirar conclusões …tomara que Pedro Taques não seja mais uma decepção

  5. - IP 201.24.175.71 - Responder

    E o silêncio constrangedor do “angú” Moral e seus membros? do MCCE e do MP-MT? Amarelaram diante de Pedro Taques ou tá todo mundo no bolso do colete?

  6. - IP 177.205.161.150 - Responder

    VERGONHA!!! Sendo ou nao competente arrepia a impessoalidade. Impossivel ser uma sumidade. Insubstituivel.

  7. - IP 177.132.246.185 - Responder

    Essa postura não é pra mudar, é pra deixar do jeito que tá.

  8. - IP 191.179.130.14 - Responder

    1° – O manual da ética jornalística recomenda que antes de soltar uma reportagem deve-se procurar todos os envolvidos;

    2° – Não ouviram o Governador, a Dra Mariela e sequer ligaram para saber a verdade do que esta sendo alegado nessa reportagem;

    3° – A Dra Mariela trabalha com o Governador desde quando o mesmo era Senador, então não é uma escolha pelo simples fato de estar casada com seu primo a nomeação dela;

    4° – Seria NEPOTISMO, conforme entendimento do STJ a nomeação de parentes até o 3° grau. Porém as pessoas não sabem fazer essa contagem conforme a lei. O nível de parentesco segundo o Código Civil e feito da seguinte forma: Gov. Pedro Taques para sua mãe ou pai, conta-se 1° grau. O Gov. Pedro Taques para seus avós conta-se que é de 2° grau. O Gov. Pedro Taques para sua tia ou tio, que são os país do Dr Paulo Taques, conta-se como 3° grau. E do Gov. Pedro Taques Pará o Dr Paulo Taques ou Dr Jorge Taques (irmão e esposo da Dr Mariela), conta-se 4° grau.

    5° – Logo fica claro que não há NEPOTISMO;

    6° – Fica a pergunta como que o Gov. Pedro Taques vai governar tranquilo se não colocar as pessoas de sua ESTRITA CONFIANÇA??????

    7° – Temos que lembrar que quem saiu foi o ex Gov. Silval Barbosa que era coligado com o PT que estão arrebentando com o Brasil, e que ainda tem um monte de pessoas ligadas a ele que não são de confiança de ninguém.

    • - IP 187.183.135.178 - Responder

      Só nos responda uma coisa… O sr se referiu a Mariella Figueiredo Granja como doutora. Ela é doutora mesmo? Em que? Alguém por acaso, publique o Curriculum dessa mulher para podermos tirar nossas conclusões.

  9. - IP 189.74.59.24 - Responder

    Mesmo estilo político de Júlio Campos!!!Basta reportar à história contemporânea dos governos de Mato Grosso.

  10. - IP 191.179.149.171 - Responder

    A moralidade administrativa e impessoalidade exigida no artigo 37 da constituicao tao decantada pelo atual governador sò vale na cozinha alheia! Para ele pode primo mulher de primo e por ai vai!!! Isso mostra que o discurso nao condiz com a acao!! Essa è uma velha pratica q pelo jeito se repete!!!

  11. - IP 177.132.247.148 - Responder

    Se o Pedro Taques começar a roubar, aí a petralhada vai elogia-lo, exatamente como elogiam os meliantes Zé Dirceu e outros criminosos do partido.

  12. - IP 177.193.154.32 - Responder

    Por que não se diz, apenas, que o governador nomeou a cunhada do seu primo, secretário da casa civil?? Ou seja: mais um familiar direto mamando nas tetas do Estado. Cade a economia do meu pobre dinheiro, arrecadado com altíssimos impostos?? Até tu, Pedro Tá que???

  13. - IP 177.193.129.183 - Responder

    Senhor Ubiratan Coutinho, o fato desta ilustre senhora trabalhar com Taques desde quando este era senador apenas evidência que ele usou o cargo para contemplar parentes consanguíneos ou por afinidade. Premiar a competência indiscutível da Dra. Mariela com dinheiro público é algo inaceitável. A nomeação da festejada causídica pode ser legal, como de fato o é, porém reveste-se de imoralidade gritante e clamorosa. Será que fora da família ninguém mais existe com condições técnicas e intelectuais para assumir o cargo em questão?
    Ora, “Doutor” Coutinho, qualquer calouro do curso de direito que não tenha sido aluno de Taques, sabe fazer a contagem para se chegar ao grau de parentesco. Sua lição é inócua. Por vias oblíquas, transversais ou na horizontalidade, o que se apura extreme de dúvida é o fato inquestionável do governador que se diz santo e se fez santo para chegar ao poder esta fazendo uso escancarado da velha prática de proteger os familiares, amigos e protegidos políticos. Se isto não for nepotismo, então é safadeza, mesmo!

  14. - IP 187.183.160.37 - Responder

    Deveria ser sem pano roubou, facilitou ajudou alguém de forma indevida, uso do poder pra facilitar algo a alguém, deveria prisão sem chance de defesa prisão perpétua, não ter o direito de exerce nei um cargo público, político teria que aprodecer na cadeia, Pedro Taques está começando mostrar as asinhas

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

vinte − 20 =