PREFEITURA SANEAMENTO

SÓ PRA DAR UM TOQUE: Chega a hora do confronto, agudiza-se a luta de classes, a plutocracia tem sua poderosa mídia montada, toda sua aparelhagem ideológica a postos, e a resposta popular é demorada. Precisamos aprender ou reaprender alguma coisa com essa crise. Esperar não é saber. Quem sabe faz a hora – mas precisa saber, né mesmo? À medida que o PT, esquecendo-se da experiência histórica dos partidos de esquerda, no Brasil e pelo mundo afora, abriu mão do fortalecimento das organizações independentes e autônomas do povo, é que passamos a viver esse impasse.

Zé Dirceu chega para depor, na Justiça Federal, em Curitiba

Zé Dirceu chega para depor, na Justiça Federal, em Curitiba, conduzido por carcereiros da Polícia Federal. O grande ideólogo do PT é hoje um presidiário, exposto como troféu pela direita golpista.

 

Em São Paulo, pulmão econômico do País, não duvidem, a mobilização popular contra o golpe não para, dia após dia. Já pensou se esse ânimo se espalha por todas as capitais,e cidades-pólos? Talvez o golpe parlamentar-midiático não estivesse na bica de acontecer.

À medida que o PT, esquecendo-se da expeeriência histórica dos partidos de esquerda, no Brasil e pelo mundo afora, abriu mão do  fortalecimento das organizações  independentes e autonomas do povo, é que passamos a viver esse impasse. O governo não dispõe uma sólida base social disposta a defendê-lo e que hegemonize a sociedade.

Chega a hora do confronto, agudiza-se a luta de classes, a plutocracia tem sua poderosa mídia montada, toda sua aparelhagem ideológica a postos,  e a resposta popular é demorada. E muitos proletários estão do lado de lá, marchando atrás do pato da Fiesp.

Precisamos aprender ou reaprender alguma coisa com essa crise.  Esperar não é saber. Quem sabe faz a hora – mas precisa saber, né mesmo?

O Zé Dirceu preso lá em Curitiba é, de certa forma, vítima de uma desmobilização das esquerdas da qual ele mesmo foi um dos planejadores, quando empurrou o PT tão apaixonadamente para a priorização do campo parlamentar, desmantelando a estrutura de nucleos e plenárias, através dos anos.

Digo isso só pra dá um toque. Há muito o que se refletir. Mas que é triste ver o sonhado governo dos trabalhadores se esfarelando entre nossos dedos lá isso é. Triste.

 

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

quinze − onze =