PREFEITURA SANEAMENTO

SÓ GOVERNADOR DE MATO GROSSO DESCUMPRE LEI DA CORREÇÃO INFLACIONÁRIA: Guilherme Maluf (PSDB) expõe arrocho de Zé Pedro Taques (PDT), que só concedeu 3,11% a servidores do Executivo, e manda pagar correção de 8,34% a servidores da Assembleia. Desembargador Paulo Cunha, no comando do Judiciário, também vai repor 6,23%.

pedro taques e guilherme maluf na pagina do enockAssembleia concede a funcionários correção de 8,34% da inflação

Da Redação – Laíse Lucatelli
OLHAR DIRETO

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Maluf (PSDB), e o 1º secretário, Ondanir Bortolini “Nininho” (PR), anunciaram a reposição de 8,34% a ser paga na folha de maio para os funcionários ativos e inativos do Poder Legislativo, referente às perdas inflacionárias entre maio de 2014 e abril de 2015.
“Os outros poderes têm um percentual menor de reposição porque contam o índice de janeiro a dezembro do ano anterior, o que deu 6,23% em 2014. Nós calculamos de maio do ano passado a abril deste ano”, explicou Maluf. O Poder Judiciário também concederá aumento de 6,23% aos servidores, enquanto o Poder Executivo decidiu conceder apenas uma parcela de 3,11% em maio, e ainda não definiu prazo para o restante do índice, o que tem provocado reações dos sindicatos.

O deputado explicou que o reajuste da Assembleia já está aprovado em lei e é feito automaticamente todos os anos, sem precisar ser colocado novamente em votação. Ele destacou que a Mesa Diretora, que assumiu em 1º de fevereiro, cumpriu e está cumprindo suas obrigações, mesmo tendo que cortar gastos, reduzir custos e devolver parte do seu orçamento para ajudar o Governo do Estado a promover políticas sociais de interesse da sociedade.

“Não é fácil para o gestor público a tomada de decisões que muitas vezes acabam desagradando, mas quando olhamos para trás e vemos que o Legislativo efetivamente contribui na administração estadual e na definição de políticas sociais de interesse do cidadão, ficamos satisfeitos. Avaliamos que, com o reajuste, cumprimos nossas obrigações com os servidores da Assembleia. Valeu a pena, tomamos as medidas corretas”, disse Nininho, que também é ordenador de despesas.

Tanto Guilherme Maluf quanto Nininho garantiram que a concessão da reposição das perdas não atrapalhará o cumprimento de outras obrigações para com o servidor da Assembleia, como o pagamento da URV mensal, feita por decisão judicial transitada em julgado.

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 179.217.123.124 - Responder

    VAMOS COLOCAR ESTE POVO TODO, NO BANCO DA ESCOLA, OU SÃO BURROS, OU SÃO SAFADOS.

  2. - IP 187.53.178.235 - Responder

    O reajuste foi 6,22% e deveria ser cumprido na íntegra, ou seja, 29.05.15 nos proventos dos servidores públicos.
    Foi liberado apenas 3,11% (metade do correto), que outra metade seja pelo menos em junho/15, corrigidos pela inflação do mês;
    Aguardamos na próxima folha de pagamentos o acerto constitucional.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

um × cinco =