Sindicalista Veneranda Acosta defende enxugamento das chefias no Detran. São 200 cargos usados como cabides de emprego

Veneranda, que preside o Sindicato dos Servidores do Detran, entende que há cabides de emprego em demasia, em todas as repartições do Governo do Estado

Sindicalista Veneranda Acosta defende enxugamento das chefias no Detran

A presidente do Sindicato dos Servidores do Detran (Sinetran), Veneranda Acosta, protocolou  oficio na Secretaria de Administração (SAD ) pedindo a redução de 56 cargos de chefia no Detran. “O Detran precisa urgentemente de uma reestruturação e isso inclui um enxugamento na sua administração pois temos algumas coordenadorias e gerências que executam praticamente o mesmo trabalho, porque até hoje o Detran não possui Regimento Interno. A entidade possui quase 200 cargos de chefias sem especificar para que serve cada cargo e isso acaba servindo apenas como cabide de emprego”, denuncia a sindicalista.

Segundo o levantamento que o Sinetran realizou,  a extinção desses 56 cargos vai gerar uma economia anual de mais de R$ 2,2 milhões para o Detran, até porque não fariam falta. “Estamos pedindo que sejam criadas mais funções para servidores efetivos como, por exemplo: inclusão de interprete de libras, de engenheiro mecânico, arquiteto, dentre outros. Isso está incluso no  projeto de modernização do Detran dentro do Plano de Cargos Carreiras e Salários (PCCS) que estamos propondo”, anuncia Veneranda.

A sindicalista ainda questiona que se o Estado está passando por dificuldades financeiras,  como alega o governador Silval Barbosa, não só o Detran mas todos os órgãos deveriam ter sua estrutura reduzida a fim de economizar recursos, já que  a maioria desses cargos estão sendo ocupados por indicação política.

“Muitas vezes por pessoas que sequer sabem o que é o objeto de trabalho e portanto a sua ausência não impactaria o Estado negativamente. Creio que é um sacrifício que deve ser feito para o bem da população de Mato Grosso”,  sugere a presidente do Sinetran.

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

catorze + 14 =