SERVIDORES DE PRIMEIRA CLASSE: Além dos salários, membros do Ministério Público de Mato Grosso recebem, ainda, seis benefícios: auxílios alimentação, transporte, moradia e ajuda de custo quando mudar de cidade e para aquisição de livros e materiais didáticos

mp_beneficiosAlém dos salários, membros do MP ainda recebem 6 benefícios

Glaucia Colognesi
RD NEWS
Os membros do Ministério Público de Mato Grosso – promotores e procuradores de Justiça – recebem salários-base entre R$ 18 mil a R$ 25 mil para exercer a função de proteger o patrimônio público e social, o meio ambiente, interesses difusos e coletivos. O salário varia de acordo com o cargo, tempo de serviço e entrâncias em que atuam. Além dos vencimentos, ainda têm direito aos chamados auxílios alimentação, transporte, moradia e ajudas de custo quando mudar de cidade e para aquisição de livros e materiais didáticos.

Somados, os seis benefícios incorporados podem acrescentar quase R$ 10 mil aos salários. Isso porque, todas as vantagens citadas anteriormente, quando somadas, chegam a R$ 8,6 mil. Alguns integrantes do MP ainda ganham mais R$ 1 mil referente à substituição de função.

A substituição de função acontece quando um colega sai de férias e o promotor acumula responsabilidade sobre outra Promotoria. Neste período, que ocupa o cargo em aberto, recebe um adicional no salário de mais 5% sobre o menor salário de um membro, que é um promotor-substituto. Os membros do MP também recebem vantagens decorrentes de sentenças judiciais, que é difícil mensurar os valores recebidos, porque variam de acordo com a produtividade de cada promotor.

Hoje, Mato Grosso possui 30 procuradores, 168 promotores e 19 promotores substitutos. Todos têm direitos aos benefícios. Os promotores são chamados de substitutos quando estão dentro do período de estágio probatório de dois anos

 

 

Mauro Viveiros, corregedor e Paulo Prado, chefe do Ministério Público, confraternizam com o atual governador de Mato Grosso, Silval Barbosa. Membros do Ministério Público integram a elite do serviço público em nosso Estado, com salários e vantagens que os deixam a quilômetros de distância, por exemplo, dos profissionais da Educação, atualmente em greve - e sem nenhuma manifestação de solidariedade por parte do MP

Mauro Viveiros, corregedor e Paulo Prado, chefe do Ministério Público, confraternizam com o atual governador de Mato Grosso, Silval Barbosa. Membros do Ministério Público integram a elite do serviço público em nosso Estado, com salários e vantagens que os deixam a quilômetros de distância, por exemplo, dos profissionais da Educação, atualmente em greve – e sem nenhuma manifestação de solidariedade por parte do MP

viveiros, silval e paulo prado

11 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.193.172.103 - Responder

    Independente do questionamento jurídico sobre os auxílios, um fato é certo: quando o rdnews começa a publicar este tipo de matéria é porque o MP está incomodando o Governo e ponto final. Tanto é assim que se silenciou sobre vantagens semelhantes pagas ao Judiciário Defensoria, Procuradoria do Estado e Tribunal de Contas.

    • - IP 187.7.212.2 - Responder

      Bem observado

  2. - IP 187.69.15.250 - Responder

    O que tem a ver o C.. com a calça? Esse discurso de classes….coisa de petista mesmo….quem quiser ser Promotor faça concurso….e va ser agraciado com os benefícios citados…..

  3. - IP 189.59.69.195 - Responder

    Não entro no mérito, pois é assunto para discutir no foro correto. Mas quando vejo anônimos fazendo defesa do do MP cmo fazem de outros, fico pensando que se o cara é promotor e não tem coragem de colocar seu nome, a coisa é grave. O anonimato é ilegal e a covardia é imoral.

    • - IP 187.6.109.186 - Responder

      O Brasil, infelizmente, não detém maturidade institucional alguma, tampouco consciência republicana e o mínimo de ética pública. Reparem, em todos os rincões, em todas as esferas e níveis de “poder”, grassa a corrupção, o patrimonialismo, a ineficiência, a incompetência e…. a preocupação no aumento dos subsídios e no recebimento dos malfadados auxílios para burlar o teto constitucional…. porque no Ministério Público seria diferente?

  4. - IP 189.10.40.35 - Responder

    Augusto. O que importa é saber se é legal e moral esses benefícios. Que absurdo falar que quem quer ser beneficiário deve fazer concurso para promotor. Temos que ser tratados igualmente dentro de nossas especificidades; independente que tipo de trabalhador somos.

  5. - IP 200.163.53.226 - Responder

    Parabens aos Promotores. Continuem sugando os cofres públicos e tentando colocar os outors politicos que tambem o fazem na cadeia.

  6. - IP 201.34.222.197 - Responder

    – Se a máfia comprasse os seus parasitas com o ”próprio” dinheiro roubado daria muita briga…pra ficar tudo em paz entre as gangs eles compram os agentes das instituições de forma legal, com o nosso dinheiro, mas espertamente comprometendo judicial e moralmente o próprio corrompido. Estes por sua vez, covardes e omissos, preferem ser os comprados que ser os que desejam ser comprados. Esse gordo gasta tanto tempo comendo que não sobra tempo para correr atrás de ninguém…kkkk

  7. - IP 177.64.235.119 - Responder

    ESSA IMORALIDADE JÁ HAIA SIDO DENUNCIADO PELO RODRIGO RODRIGUES, EM UM ARTIGO INTITULADO “OS MARAJÁS”. NESTE ARTIGO ELE DESAFIA OS PROMOTORES A MOSTRAREM OS RECIBOS DE ALIMENTAÇÃO, COMBUSTIVÉIS E AUXILIO LIVRO. CADE QUE ELES MOSTRARAM?

  8. - IP 177.193.128.129 - Responder

    OS VERDADEIROS LESA PATRIAS DO BRASIL,MINISTERIO PUBLICO AGORA ALEM DO SALARIO DE 25.000,00 AUXILIO MORADIA ,AUXILIO CUECA,AUXILIO PALETO,AGORA TAMBEM COITADINHOS AUXILIO ALIMENTAÇAO.ENQUANTO ISSO OS PROFESSORES QUE TAMBEM ESTUDARAM E MUITO TEM BONUS.É UM ABSURDO ESSES MARAJAS MAMADORES DE DINHEIRO PUBLICO.SOU CONTRA,

  9. - IP 177.193.128.129 - Responder

    XUPA CABRAS ,SANGUESSUGAS,MORFETICOS.PRA QUE SERVE ESSE MP AQUI EM MATO-GROSSO?PRENDE QUEM?

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

4 × dois =