Nome de Filinto Muller será retirado de ala no Senado

Filinto Muller, mato-grossense, ex-senador e chefe da polícia na Era Vargas

História

Comissão aprova retirada de nome de Filinto Müller de ala no Senado

DE BRASÍLIA – O Senado deu na terça-feira o primeiro passo para retirar de uma de suas alas o nome de Filinto Müller, ex-senador que foi chefe de polícia durante o governo Vargas.

Müller foi responsável pela deportação da judia Olga Benário, militante comunista, para um campo de concentração nazista na Alemanha, onde ela foi executada em 1942

A Comissão de Educação do Senado aprovou projeto que troca o nome da ala, mas não indicou substituto.

Autor do projeto, o PT sugeriu o nome de Luiz Carlos Prestes, mas, por resistência de alguns senadores, o texto foi aprovado sem a indicação do futuro nome do espaço.

Defensora do nome de Prestes, a senadora Ana Rita (PT-ES) disse que o Senado deveria aprovar o projeto especialmente quando o Brasil “se empenha em esclarecer os fatos obscuros que mancham a história da democracia no país”.

O senador Inácio Arruda (PC do B-CE) afirmou que a biografia de Müller “está marcada por sua atuação como chefe da polícia do Distrito Federal, no período de 1933 a 1942, quando comandou a prática da tortura a presos políticos”.

O projeto segue para a análise da Mesa Diretora do Senado, que vai dar a palavra final sobre a mudança.

FONTE FOLHA DE S.PAULO

Categorias:Jogo do Poder

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.0.165.161 - Responder

    Mesa Diretora, comanda por Sarney… seis não acho que vai “dar proagro” na ótima ideia de tirar o nome deste fascista desta ala do Senado.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

seis + 14 =