Rui Ramos interrompe férias para comandar julgamento de Silval

Esta terça-feira promete muitas emoções no Tribunal Regional Eleitoral. A informação mais recente é de que o desembargador Rui Ramos, presidente do TRE, que se encontrava de férias, resolveu interromper o seu descaso, de forma que estará comandando o julgamento do chamado Caso Empaer, que pode resultar na cassação do governador Silval Barbosa.

Nos últimos dias, o julgamento do Caso Empaer se transformou no centro de todas as discussões e especulações nos bastidores da política, em Mato Grosso. No julgamento desta noite, o TRE estará analisando as provas, apresentadas pela coligação encabeçada pelo empresário Mauro Mendes, segundo as quais, Silval Barbosa, no exercício do mandato de governador, teria engajado a máquina administrativa em sua campanha eleitoral, no ano de 2010. De acordo com o processo, que também tem o Ministério Público como um de seus autores, além da Empaer, também as estruturas da Policia Militar foram utilizadas aberta e escancaradamente para promover captação ilícita de votos em favor de Silval Barbosa e demais políticos de sua coligação.

O advogado Paulo Taques, que representa Mauro Mendes neste processo, garante que, em 18 anos de atuação na Justiça Eleitoral, nunca viu um julgamento com provas tão robustas. Atuando na defesa de Silval, o advogado Francisco Faiad, confronta, neste julgamento, seus antigos parceiros do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) e garante que o caso será arquivado, como já aconteceu com dezenas de outras ações movidas pelos adversários contra a coligação PMDB-PR-PT, no ano de 2010.

A expectativa pelo julgamento é grande, com o Movimento Organizado pela Cidadania e Moralidade Pública, o MCCE e o Movimento Nas Ruas comandando uma mobilização visando pressionar os juízes eleitorais “a julgarem segundo as provas que estão no processo”. O início do julgamento está marcado para as 18 horas.

 

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

13 + três =