RAPOSA TOMANDO CONTA DO GALINHEIRO – Nomeação de Humberto de Campos desrespeita o Detran, diz Veneranda

"Não sabemos qual o intuito do governo com essa ação, mas de qualquer forma oferecemos denúncia no Ministério Público, pois entendemos que isso fere os princípios constitucionais da administração pública e, em tese, configura ato de improbidade administrativa", afirma a sindicalista Veneranda Acosta, presidente do Sinetran

Sinetran-MT protocola denúncia sobre irregularidades na nomeação do Diretor de Habilitação do Detran-MT

 

O Sindicato dos Servidores do Detran/MT (Sinetran-MT) protocolou na última quarta-feira (23) um ofício onde denuncia irregularidades na nomeação do novo diretor de habilitação da autarquia, Humberto de Campos Silva que é proprietário de empresas de auto escolas e ex-presidente do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Mato Grosso – SINDCFC-MT. “Fizemos a denúncia no dia da publicidade da nomeação e estaremos agora apensando as certidões comprobatórias no processo que formalizamos no Ministério Público”, explica Veneranda Acosta, presidente do Sinetran-MT.

A denúncia foi feita na Procuradoria de Justiça Especializada – Defesa da Probidade, do Patrimônio e da Ordem Tributária e dos Crimes Contra a Administração Pública, do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, logo após a publicação da nomeação no Diário Oficial do dia 22/01.

“Ficamos surpresos com o governo do Estado por nomear o proprietário de quatro auto escolas e ex-presidente do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de MT, para ser o Diretor de Habilitação do Detran-MT. Não sabemos qual o intuito do governo com essa ação, mas de qualquer forma oferecemos denúncia no Ministério Público, pois entendemos que isso fere os princípios constitucionais da administração pública e em tese, configura ato de improbidade administrativa”, afirma Veneranda.

No ofício, o Sinetran/MT argumenta que a nomeação fere os princípios da legalidade, impessoalidade e moralidade, já que a LC nº 266 de 29/12/2006 em seu artigo 9º veda a nomeação de pessoas que tenham sociedade ou que sejam funcionárias de empresas que tenham contratos com a administração pública, e além disso, Humberto presidiu o Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Mato Grosso (auto escolas), fazendo assim, parte de um segmento econômico com interesses diretos nos serviços prestados pelo Detran-MT, onde por meio desse cargo, há a possibilidade de praticar atos de clientelismo dentro da administração pública.

“Nem o conheço pessoalmente, só vejo que cada coisa tem que ficar no seu lugar. O Detran-MT merece ser tratado com respeito e ter gestores com conhecimento técnico aprofundado, que tenham compromisso com a Entidade, e não com interesses comerciais e políticos. Penso que é por isso que o nosso trânsito continua sendo um dos piores do país”, finaliza Veneranda que espera providências do MPE.

fonte SINETRAN MT

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.59.42.198 - Responder

    os políticos deveriam aprender que o Detran é um órgão importante e não deviriam nomear qualquer um. Desde quando Alvaro Scolfaro passou pelo Detran eles estão procurando arrumar o estrago que o Cel Alvaro Scolfaro cometeu no Detran. Depois do Detran acabou com o Clube Esportivo Dom Bosco e mais recentemente com outro órgão Publico o Conselho Regional de Administração de Mato Grosso, alem a prisão pelo espancamento de sua esposa denunciado pelo próprio filho. O Detran deve dar a sociedade o ela deseja e não novos problemas que traz a população.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

5 + quatro =