Que vexame! Depois de enrolação de César Zilio, governador Silval é chamado para minorar crise que se abate sobre o MT Saúde!

Silval, Padilha e Pedro Henry. Gente para tentar faturar prestígio na área da Saúde sempre aparece de montão. Mas quem é que vai solucionar a crise do MT Saúde em Mato Grosso? Esperemos que intervenção do governador, desta vez, seja pra valer

A tarde desta terça-feira foi mais um dia de luta para os integrantes do Fórum Sindical de Mato Grosso. Acatando proposta do sindicalista Gilmar Brunetto, dirigente do Sinterp (Sindicato dos Trabalhadores da Empaer), os sindicalistas resolveram fazer pressão em cima do gabinete do governador e subverteram a pautya de reunião no Palácio Paiaguás. É que as humilhações a que têm sido submetidas os servidores que são associados do MT Saúde tem sido tantas, que os dirigentes sindicais resolveram botar pressão pra cima do Paiaguás para ver se alguma coisa se mexe nesta administração que costuma se confundir com as próprias pernas.

A turma do Fórum Sindical chegou no Paiaguás com disposição de acampar até serem atendidos pelo governador Silval Barbosa.

Felizmente, Silval reagiu logo à pressão, quebrou o chamado protocolo e fugiu da agenda traçada pelos burocratas palacianos para conversar com os sindicalistas. O que o Fórum Sindical quer é que, nesta fase de crise, pelo menos um hospital, em cada cidade-pólo, garanta o atendimento àqueles servidores que precisam de atendimento, de consulta, de exames, de internações. E o grande problema é que a crise, que se instalou no MT desde 2011, depois da gestão desastrosa de Yuri Bastos Jorge, tem feito penar os servidores e transformou o MT Saúde numa espécie de abacaxi que ninguém consegue descascar.

Vejam que foi só o pessoal do Fórum Sindical fazer pressão para que Silval Barbosa revelasse uma carta que vinha guardando na manga: a possibilidade de que o Plano de Saúde mantido pelo governo de Mato Grosso se beneficie da experiência e do relativo sucesso que vem tendo o plano de saúde que atende aos servidores do vizinho Estado do Mato Grosso do Sul, no caso a Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul. Silval deu a dica e as negociações vão agora se dar à luz do dia, entre o governo do Silval, o pessoal da Caixa e os sindicalistas do Fórum.

Será que José Lacerda, César Zilio e Silval Barbosa não tem competência suficiente para acabarem com esta crise? Já são mais de um ano que o MT Saúde entrou para o noticiário dos escândalos estaduais – e volta e meia a gente houve falar de trabalhador que foi atrás de atendimento e recebeu com a porta na cara. Até quando esta situação vai continuar vigorando, governador Silval Barbosa?

Gilmar Brunetto, sindicalista, presidente do Sinterp

O sindicalista Gilmar Brunetto – que, há poucos dias, ele próprio, quase se viu impedido de fazer uma cirurgia no Hospital São Mateus – está cheio de razão quando propõe que se aumente a pressão sobre esse governo enrolador. Um governo que demora quase um ano para propor um encaminhamento sério para que se solucione a crise do Plano de Saúde de seus servidores, decididamente, tá deixando furo.

Vamos ver, nos próximos dias, o que acontece. O fato é que os sindicalistas do Forum Sindical, que congrega lideranças do Sinterp,Sintep, Sinterp, Siagespoc, Sinpaig, Sindespen,  Sinetran, Assinfra, Sintema, Sinpp e ACSPMBM estão mobilizados e estão de olho nesse governo. Se depois do encontro desta tarde, o governador voltar a vacilar no encaminhamento desta negociação, certamente que esse seu furo não vai passar desapercebido!

Categorias:Direito e Torto

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.72.192.151 - Responder

    MT Saúde, faltou punho do então Secretário Cesar Zilio.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

quatro + sete =