PT de Cuiabá repudia censura da juíza Maria Aparecida Fago ao jornalista Enock Cavalcanti

Bob do PT, juíza Fago e jornalista Enock

Nota de Repúdio

O Diretório Municipal do PT de Cuiabá repudia veementemente a decisão da Juíza Maria Aparecida Ferreira Fago, do 2º Juizado Cível de Cuiabá, que concedeu antecipação de tutela à jornalista e colunista social Rosely Arruda, contra o Jornalista Enock Cavalcante, exigindo a retirada de publicações sobre a participação referida colunista nos atos Pró AI-5. O jornalista exerceu seu direito constitucional em publicar que a referida colunista havia participado da manifestação pelo retorno do AI-5, ocorrida em 19 de abril na capital do Estado de Mato Grosso, fato amplamente noticiado pela mesma em suas redes sociais.

Consideramos ser antidemocrático e inconstitucional os ataques aos poderes constituídos, inclusive ao próprio Judiciário e uma decisão controversa e absurda da Magistrada, que censura a liberdade de imprensa e apoia atos contra a justiça brasileira.

Nosso país tem sido palco de ataques diversos à Democracia e isso tem sido noticiado pelos maiores veículos de comunicação do mundo, onde salientam a atuação de milícias, que têm livremente determinado e realizado ataques frontais à liberdade. Isso é crime grave contra a segurança nacional e o estado democrático de direito!

Para que haja manutenção da nossa frágil democracia e para que os órgãos da Justiça se mantenham imunes à esses ataques, nos mantemos firmes na luta pelo direito constitucional da imprensa em amplamente divulgar atrocidades como essa, sem retaliações ou mordaças.

Bob Almeida

Presidente do Diretório Municipal

Categorias:Imprensa em debate

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

três + dezenove =