Processo disciplinar instaurado a pedido do procurador-corregedor Mauro Viveiros, que apurava a suspeita de desvio de conduta do promotor Marcos Regenold foi anulado pelo Conselho Superior do MP. De acordo com investigações impulsionadas surpreendentemente pelo MPF-MT, Marcos Regenold teria ajudado o ex-secretário de Estado, Eder Moraes, a entrar em contato com a PF no intuito de desviar o foco das investigações. Paulatinamente, a digna atuação de Marcos Regenold, neste episódio, vai sendo reconhecida e a verdade dos fatos restabelecida. No passado recente, suspeita lançada pelo MPF-MT no episódio da Home Care contra o então promotor Marcos Machado também acabou completamente desacreditada

Marcos Regenold, promotor de Justiça em Mato Grosso

Marcos Regenold, promotor de Justiça em Mato Grosso

Processo contra Regenold é anulado

RAFAEL COSTA
DIÁRIO DE CUIABÁ

O processo disciplinar que apurava a suspeita de desvio de conduta do promotor de Justiça Marcos Regenold foi anulado pelo Conselho Superior do Ministério Público Estadual (CSMPE). A maioria do conselho composto por promotores e procuradores de Justiça acolheram embargo de declaração que reconheceu a omissão em um julgamento concluído em 2 de março deste ano que não apreciou corretamente novas provas acrescentadas aos autos desde 30 de janeiro.

Por isso, o julgamento foi anulado, o que por consequência levou a anulação da portaria que instaurou o Processo Administrativo. Uma eventual punição varia desde uma simples advertência por escrito a até uma mais severa que seria a demissão do serviço público.

Regenold argumentou que a única prova que incriminava sua conduta se resumia a uma ligação telefônica. Ao mesmo tempo, alegou que muitos dos documentos entregues por Eder Moraes à Polícia Federal por meio de seu intermédio resultou em novos desdobramentos da Operação Ararath, que apura a suspeita de crimes de lavagem de dinheiro e outros contra o sistema financeiro nacional.

De acordo com as investigações, Regenold teria ajudado o ex-secretário de Estado, Eder Moraes, a entrar em contato com a Polícia Federal no intuito de desviar o foco das investigações.

Por isso, foi até alvo de mandado de busca e apreensão em seu gabinete e residência durante a 5ª fase da Operação Ararath. Uma das suspeitas da proximidade de ambos foi uma ligação de Eder Moraes para o promotor de Justiça quando a PF cumpria mandado de busca e apreensão em sua residência.

Outro indício foi a troca de mensagens de celular trocadas entre Eder Moraes e Regenold. Um dia após o cumprimento do mandado de busca e apreensão, o promotor disse: “Iniciei os contatos no MPF [Ministério Público Federal]. Delegado da PF que estava contatando não respondeu a contento. Te mantenho informado”.

O Processo Administrativo Disciplinar havia sido instaurado pelo corregedor do Ministério Público, Mauro Viveiros, que entendeu ser necessária a investigação disciplinar pela suspeita de desvio de conduta. Antes integrante do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), Regenold foi afastado para desempenhar serviço na promotoria de trânsito.

Os desdobramentos da Operação Ararath da Polícia Federal geraram outro incômodo no Ministério Público Estadual. Isso porque uma lista contendo nomes de promotores e procuradores de Justiça relacionadas a pagamentos de cartas de crédito foi encontrada na casa do ex-secretário de Estado, Eder Moraes, durante mandado de busca e apreensão em sua residência.

Na ocasião, o procurador-geral de Justiça, Paulo Prado, rechaçou qualquer irregularidade e afirmou ter percebido uma conotação política com o objetivo de lançar suspeitas em torno da instituição.

 

——-

PARA ENTENDER O CASO CLIQUE E LEIA O ARQUIVO DESTA PAGINA DO E

http://paginadoenock.com.br/os-delegados-da-policia-federal-guilherme-torres-e-dennis-calli-podem-esclarecer-muita-coisa-sobre-atuacao-digno-procurador-paulo-paulo-e-digno-promotor-marcos-regenold-nas-investigacoes-ba/

http://paginadoenock.com.br/nesse-momento-em-que-paulo-prado-e-reconduzido-ao-comando-mp-estadual-ja-esta-mais-que-na-hora-de-fazermos-uma-autocritica-quanto-suspeitas-lancadas-contra-ele-e-contra-o-promotor-marcos-re/

http://paginadoenock.com.br/home-care-juiz-julier-recebe-denuncia-e-inicia-processo-contra-maggi-e-5-por-improbidade-administrativa-mas-rejeita-denuncia-do-mpf-contra-marcos-machado-inocentando-de-imediato-o-ex-secretario-de/

http://paginadoenock.com.br/espirito-de-corpo-procurador-da-republica-douglas-araujo-alvo-de-criticas-em-artigos-de-eduardo-mahon-e-marcos-machado-por-sua-atuacao-no-caso-home-care-recebe-solidariedade-da-associacao-naciona/

http://paginadoenock.com.br/marcos-machado-que-ja-reclamara-de-nao-ter-sido-ouvido-reage-de-novo-a-atitude-do-procurador-douglas-araujo-em-acao-sobre-home-care-ele-esta-buscando-divulgacao-sensacionalista-e-moralmente-ofensi/

 

 

 

4 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.203.1.95 - Responder

    Corporativismo repugnante. No bolso de Pedro Taques, MP-MT vive dias inglórios. Depois que perdeu a autoridade moral, não sabe o norte e segue trôpego.

  2. - IP 177.193.136.146 - Responder

    Tá ganhando quanto Enock p defender o Regenold e a cambada dele? Admirava o seu trabalho, mas depois q passou a defender o indefensável, vi q vc é mais um da impren$a golpi$ta. Procure levantar a capivara do Regenold e do Paulo Prado antes de falar bobagem.

  3. - IP 177.79.29.219 - Responder

    Queria ver se fosse um Juiz e a corregedoria do TJ, qual seria a manchete desse blog?!

  4. - IP 177.116.235.27 - Responder

    Impressionante como os leigos adoram sangue, mesmo que seja de inocentes. Sou advogado e acompanhei atentamente todas as noticias que foram publicadas acerca da denominada Operação Ararath. Impressiona ver que todas as ações propostas pelo Ministério Público Estadual nessa operação e já divulgadas se utilizam de provas dadas por Éder Moraes, especialmente os seus depoimentos que, sabe-se lá por qual motivo $$$, foram retratados posteriormente por ele mesmo. Mais interessante ainda é ver que as denúncias propostas pelo MPF também se utilizam das declarações produzidas através de Éder Moraes. Aqueles que querem sangue não vêem ou fazem de conta que não querem ver é que foi exatamente esse Promotor quem conseguiu convencer o dito cujo a falar tudo. Isso está muito claro para quem acompanha ou já leu alguma peça do MPE ou MPF na Operação. Para isso, o cara tem que conversar com o delator, tem que convencê-lo. Como queriam que ele fizesse isso, por telepatia? Como vcs acham que os Procuradores da Lava-Jato conseguem as delações?? Larguem de ser idiotas e procurem ler antes de falar m…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

1 × 4 =