PREFEITURA SANEAMENTO

Prefeito Percival Muniz e deputado Max Russi acusam partido PSD, presidido pelo vice-governador Carlos Fávaro, de oferecer dinheiro a vereadores em troca da filiação. Fávaro diz que vai processar Percival e Max. Segundo o vice-governador, “esse comportamento mostra claramente o incomodo da velha política com o novo modelo de se fazer política em Mato Grosso”. Agora é saber se Percival e Max vão sustentar e provar a acusação que pode desmoronar com toda a empáfia do sr. Fávaro.

Carlos Fávaro

Carlos Fávaro

“Injúrias”

Fávaro diz que vai processar Percival

DO MIDIA NEWS

O vice-governador do Estado Carlos Fávaro, que deverá processar o prefeito Percival Muniz

O vice-governador do Estado, Carlos Fávaro (PSD), vai tomar “medidas judiciais” contra o prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz, que acusou seu partido oferecer dinheiro a vereadores em troca da filiação.

 

A acusação foi feita em um grupo do WhatsApp e envolve aindaRenancildo Soares França, assessor do vice-governador.

 

Percival escreveu que a cooptação se daria em troca de R$ 300 mil para a eleição deste ano.

 

“A assessoria jurídica do vice-governador Carlos Fávaro irá tomar todas as medidas judiciais a fim de repelir as injúrias proferidas, tanto na esfera penal como cível”, diz trecho da nota enviada pelo vice no início da tarde desta quinta-feira.

Confira nota na íntegra:

 

“Vice-governador repudia falsas acusações e vai processar prefeito e deputado

O vice-governador de Mato Grosso, Carlos Fávaro, vem a público refutar as declarações do deputado estadual Max Russi e do prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz, a respeito da formação do PSD no Estado. O vice-governador esclarece que nunca praticou ou orientou práticas ilegais para a composição do PSD, sigla da qual é presidente em Mato Grosso, e repudia os fatos dos quais está sendo acusado pelo deputado e prefeito.

Segundo Carlos Fávaro, esse comportamento mostra claramente o incomodo da velha política com o novo modelo de se fazer política em Mato Grosso. “O PSD cresceu nos últimos meses em Mato Grosso, crescimento coordenado de forma séria e transparente e isso está incomodando a velha política”.

Fávaro reitera sua forma íntegra de fazer política, prezando pela ética e respeito, e afirma que é o que tem aproximado e atraído deputados, prefeitos, vereadores e lideranças de todo o Estado a se filiarem ao PSD, partido que faz parte da base do Governo de Mato Grosso.
 
Deixa claro também que não admite a injustiça que está sendo praticada contra a sua honra e moral, e de seu assessor Renancildo França,  e que medidas judiciais estão sendo tomadas para que as acusações feitas de forma irresponsáveis sejam esclarecidas à sociedade. A assessoria jurídica do vice-governador Carlos Fávaro, irá tomar todas as medidas judiciais a fim de repelir as injúrias proferidas, tanto na esfera penal como cível.
 
O vice-governador reforça seu compromisso com a moralidade e ética e se coloca à disposição da imprensa para maiores esclarecimentos.”

Categorias:Jogo do Poder

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.172.54.12 - Responder

    Maggi nos deixou o sivá barbosta…
    A história vai se repetir e acabaremos herdando esse monte de favas do anão do jardim dos campos…vão rapar o tacho do estado…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

um × 5 =