Prefeito Mauro Mendes tenta desmerecer denúncia do vereador Ricardo Saad, diz que Saad só cria “factóides” mas, em nota oficial, só confirma tudo que Ricardo Saad disse: a filha (Bruna Azóia Bezerra) e o enteado (Anacleto Giraldelli Bezerra) da deputada Luciane Bezerra estão mesmo mamando nas tetas esquálidas da Prefeitura de Cuiabá

Mauro Mendes e Ricardo Saad.  O prefeito acusa o vereador de produzir factóides. O vereador aponta empreguismo em favor de figurinhas carimbadas na Prefeitura

Mauro Mendes e Ricardo Saad. O prefeito acusa o vereador de produzir factóides. O vereador aponta empreguismo em favor de figurinhas carimbadas na Prefeitura

Todo mundo sabe que a Prefeitura de Cuiabá é um poder que enfrenta sérias e graves e continuadas dificuldades financeiras. Mas isso, pelo que demonstram as denúncias do vereador Ricardo Saad (PSDB) não tem sido impeditivo para que o prefeito Mauro Mendes (PSB) e o secretário de Saúde Kamil Fares (PDT) transformem a Prefeitura numa espécie de cabidão de emprego, sempre pronta a beneficiar correligionários e filhos de correligionários. Em meio aos desmentidos oficiais da Prefeitura, o que se destaca é a atual administração deu um jeitinho para acomodar sob o seu chapéu, a filha e o enteado da deputada Luciane Bezerra (PSB) que, como se sabem, já gozam de cômoda estrutura familiar. Instala-se, desde já, a desconfiança e o temor quanto aos métodos administrativos adotados pelo boquirroto Mauro Mendes. Além da deputada Luciane Bezerra, quantos correligionários mais o atual prefeito terá atendido com a oferta de holerites para seus apaniguados? Vamos ter que esperar pelo desdobramento da ação investigativa do gabinete do vereador Ricardo Saad, ou a administração de Mauro Mendes vai ter o simancol de perceber que esse empreguismo seletivo não se coadnuna com os novos tempos de depuração que se espera dos nossos governantes? Além do empreguismo, já se denunciou pretenso direcionamento das licitações para o favorecimento de amiguinhos seletos do prefeito Mauro Mendes. O fato é que, do jeito que está, não dá pra ficar. O minimo que se espera, neste momento, é a imediata demissão de quem está mamando nos cofres da Prefeitura só por que é amiguinho do “rei” – ou filha ou enteado do amiguinho do “rei”. A regra democrática é que as contratações no poder público se façam, prioritariamente, através de concurso. Confira o noticiário. (EC)

Nota do Alencastro desmente Luciane e Kamil

DO DIARIO DE CUIABÁ

As afirmações do secretário municipal de Saúde, Kamil Fares, e da deputada estadual Luciane Bezerra (PSB) acabaram desmentidas pela própria prefeitura de Cuiabá. Em nota disponibilizada em seu site, o Palácio Alencastro garantiu que Bruna Azoia Bezerra cumpre expediente de oito horas diárias e não de seis, como sustentado pela socialista.

A administração municipal ainda afirmou que a filha da deputada não atua mais na Secretaria de Saúde desde março, quando foi transferida para a Secretaria de Assitência Social e Desenvolvimento Humano, contrariando as declarações de Kamil, que reconheceu que a jovem trabalha em sua Pasta.

Em sua nova lotação, conforme a prefeitura, Bruna organiza “ações transversais das duas políticas públicas e auxilia na construção de novos programas municipais, como o Cuiabá Sem Miséria”.

A nota do Alencastro também acusa o vereador Ricardo Saad (PSDB), autor da acusação, de criar “factóides” e denúncias infundadas, fazendo da tribuna da Câmara de Cuiabá palanque eleitoral.

Ressaltando que o papel do vereador consiste em legislar, fiscalizar e assessorar ações do Poder Executivo, o texto avalia que o tucano tem exercido apenas a segunda atribuição, “uma vez que a população desconhece atos relevantes realizados pelo mesmo no período de seis meses” de atuação no Poder Legislativo.

Alvo de uma denúncia semelhante feita por Saad, o enteado de Luciane Bezerra, Anacleto Giraldelli Bezerra, também teria sido transferido da Secretaria de Saúde, onde era lotado. Ele, no entanto, teria passado a atuar na Procuradoria Geral do Município.

A transferência dele também é questionada por Saad, que afirma que antes da nova nomeação seria necessário um ato de exoneração.

——————–

Nota de Esclarecimento do vereador Ricardo Saad (PSDB)

A respeito da repercussão acerca das denúncias de funcionários fantasmas na Secretaria de Saúde do município, que fizemos durante a sessão plenária de ontem (04), esclarecemos que:
– Trouxemos o fato a público devido da gravidade da situação e por não conseguir informações junto ao Palácio Alencastro por meio de requerimentos. Além do mais, temos documentos comprovando todos os fatos que foram narrados;
– Não se trata de perseguição ou rixa pessoal, apenas estamos buscando os esclarecimentos dos fatos;
– Como mostra os documentos, a estudante Bruna Azoia Bezerra foi nomeada pelo prefeito Mauro Mendes (PSB) na Secretaria Municipal de Saúde em março deste ano. Sua nomeação foi publicada na Gazeta Municipal do dia 15 do mesmo mês. No entanto, sua cedência para a Secretaria de Assistência Social, como alega a Prefeitura, não foi oficializada por meio do Diário Oficial do Município;
– Há ainda uma contradição nos argumentos apresentados pelo secretário de Saúde Kamil Fares (PDT), pela deputada estadual Luciane Bezerra (PSB) e pela própria Prefeitura:
O secretário afirmou por meio da imprensa, que os ocupantes de cargo comissionado não têm a obrigação de cumprir a carga horária determinada pelo DAS, que no caso seriam 8 horas diárias. Isso mostra o desconhecimento do gestor com relação ao funcionalismo público.
Além do mais, em nenhum momento ele informou que a servidora em questão estava cedida para outra secretaria. Até mesmo porque, conforme a folha de pagamento da Prefeitura, a estudante recebe pela SMS.
Já a deputada estadual Luciane Bezerra, alegou que, como sua filha cursa a Faculdade de Direito no período matutino, ela optou por trabalhar seis horas corridas sem intervalos. No entanto. Esta prática não é permitida no funcionalismo público, uma vez que ela foi nomeada para exercer sua função durante oito horas diárias.
Por fim, a Prefeitura divulgou uma nota qual desmente tanto o secretário quanto a parlamentar. Primeiro trouxe a tona o fato de a estudante ter sido disponibilizada pela Secretária Municipal de Saúde à Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano. Fato que, se for verdadeiro continua sendo irregular, sendo que a mesma consta na folha de pagamento da SMS.
Além disso, eles garantem que Bruna cumpre carga horária de oito horas diárias, entretanto, não levaram em consideração o fato de a garota estar cursando a Faculdade de Direito.
Quanto às acusações de estar criando factoides e usar a tribuna da Câmara de Cuiabá como palanque eleitoral, esclareço que: Factoides são criados em cima de estórias e não com base em documentos que comprovam tal ato. Fora isso, não sou candidato no pleito do próximo ano, por isso, não tenho motivos para fazer palanque eleitoral.
Até o momento o vereador Ricardo Saad (PSDB) é um dos parlamentares mais atuante do Legislativo. Desde que assumiu tem lutado pela melhoria da qualidade de vida da população, principalmente na área da saúde, uma vez que é médico.
Já apresentou 31 projetos de lei, do qual quatro já foram aprovados; 9 requerimentos solicitando informações do Executivo Municipal, onde apenas quatro foram respondidos de maneira incompleta. Também apresentamos 04 projetos de decreto legislativo e 04 moções de aplauso.
Além disso, possui 292 indicações, sendo que grande parte delas não foram atendidas, talvez por ineficiência das pastas atreladas a Prefeitura ou por eu não fazer parte da base do prefeito Mauro Mendes (PSB).
Muitas vezes, precisei fazer cobranças falando diretamente com os secretários responsáveis, ou até mesmo usando a plenária da Casa de Leis, como foi o caso da instalação de uma faixa de pedestre na travessia do Hospital Santa Helena.
Fora isso, tem lutado incansavelmente com outros parlamentares pela permanência da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro Pascoal Ramos, e fiscalizado de perto o atendimento de todas as unidades de saúde da Capital fazendo visitas rotineiramente.

Vereador Ricardo Saad

Categorias:Direito e Torto

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

15 − oito =