PERDEU, PLAYBOY: Orlando Perri não entra no jogo dos Poderes e dá pau no pedido da Assembleia para que invalidasse decisão do juiz Luis Bertolucci que suspendeu sabatina de Janete Riva. Ela é candidata a vaga de conselheira do Tribunal de Contas por indicação da Assembleia, controlada por seu marido, o deputado José Geraldo Riva, o parlamentar mais processado por corrupção de toda história de MT. Perri não se comportou como Silval e Waldir Teis que tudo fizeram para agradar a Riva. LEIA A DECISÃO

Orlando Perri mantém suspensa a sabatina de mulher de Geraldo Riva by Enock Cavalcanti

Orlando Perri, desembargador e presidente do TJMT

Orlando Perri, desembargador e presidente do TJMT

Este periodo de festas natalinas parece que é tempo de vacas muito magras para o deputado José Geraldo Riva, o parlamentar mais processado por corrupção de toda a história de Mato Grosso, mais ainda alimentando a veleidade de ser um dos políticos mais influentes do Estado. Essa influência, se algum dia existiu, agora está em baixa, notadamente no Poder Judiciário.

É que o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Orlando Perri, indeferiu o recurso apresentado pela Procuradoria da Assembleia contra a decisão do juiz Luis Aparecido Bertoluci, que suspendeu a sabatina da empresária e mulher de Riva, Janete, impedindo a sua nomeação como primeira conselheira do Tribunal de Contas.
Pelo que se soube, tanto o governador Silval Barbosa, representado pelo seu chefe da Casa Civil, Pedro Nadaf, quando o presidente do TCE-MT, conselheiro Waldir Teis, articularam intensamente a fim de viabilizar a efetiva nomeação de Janete e o atendimento aos desejos de Geraldo Riva. Mais detalhes sobre esses agrados, em breve aqui mesmo nesta PAGINA DO E.
Orlando Perri, pelo visto, resolveu desafinar o coro dos contentes. Confira no destaque a decisão do presidente do Poder Judiciário.

 

 

Juiz Bertolucci suspende sabatina de Janete Riva na Assembleia by Enock Cavalcanti

MP requer anulação da indicação de Janete Riva para conselheira do TCE-MT by Enock Cavalcanti

Desembargador Luis Carlos Costa rejeita recurso do MP e mantém indicação da AL by Enock Cavalcanti

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

4 × 2 =