PREFEITURA SANEAMENTO

PEDE PRA SAIR! Complexo Maruanã fechado, atividades dos Juizados Especiais suspensas, população e advogados tiriricas. Assim vai se definindo o triste legado da administração do desembargador Rubens de Oliveira

Rubens de Oliveira: desperdiçando dinheiro público para promover o Judiciário na televisão, enquanto instalações dos juizados especiais, na capital, estão com vazamentos por todos os lados, a ponto de fazer a juiza Lucia Peruffo determinar o fechamento do Complexo Maruanã para evitar riscos à integridade de quem o frequenta

O Maruanã, todo mundo sabe, é um prédio novo, na Avenida do CPA, não tem dois anos. Mas os Juizados Especiais ali instalados estão em petição de miséria. Tanto que a juiza Lúcia Peruffo, que responde pela direção administrativa daquele Complexo, resolveu fechar a porta, já que as péssimas condições das instalações estariam pondo em risco a saúde de servidores, juízes, advogados e de todas as pessoas que ali comparecem em busca da tão decantada e tão esquiva tutela jurisdicional. Se o prédio é novo, onde é que está o descompasso? O que vai ficando evidente é que falta comando no Tribunal de Justiça para dar funcionalidade àquelas varas destinadas ao atendimento de nossa população mais pobre. Enquanto a atual administração do TJ vai fazendo pesados investimentos na mídia (ou seja, desperdiçando o dinheiro público), com destaque para a televisão, para dizer que tudo está cor de rosa no Tribunal, no apagar das luzes da gestão do desembargador Rubens de Oliveira, o que vai ficando evidente é que o atual presidente não vai deixar saudade – pelo menos a quem atua nos Juizados Especiais. Confira o noticiário. (EC)

SEM ESTRUTURA

Atividades dos Juizados Especiais são suspensas por falta de estrutura; advogados e população reclamam
Prédio onde funciona área da justiça tem problemas de infiltração; água atingiu quadros de distribuição de energia e equipamentos de informática

KARINE MIRANDA
HIPERNOTICIAS

O Primeiro, Segundo e o Terceiro Juizados Especiais Cíveis de Cuiabá completam dois dias fechados nesta terça-feira (29) devido problemas estruturais. A paralisação dos serviços não agrada a população e advogados que precisam recorrer à justiça.

Os juizados funcionavam no Complexo Maruanã, na Avenida do CPA, e teve suas atividades suspensas por determinação da gestora administrativa do Complexo, juíza Lúcia Peruffo. Em portaria fixada na entrada o prédio, ela listou os motivos como infiltrações de água no teto do local, causadas pelas fortes chuvas, que atingiram os quadros de distribuição de energia e equipamentos de informática. A juíza cita possibilidade de “ocorrência de insalubridade” aos servidores.

Segundo porta-voz do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ), “desde o final de semana, equipes técnicas das Coordenadorias de Infraestrutura e de Tecnologia da Informação trabalham para solucionar os problemas no menor tempo possível”.

No entanto, “o menor tempo possível”, não está sendo tão curto assim. Somente no período em que a equipe do HiperNotícias esteve no prédio, pouco mais de 10 pessoas estiveram em busca de acesso aos Juizados Especiais.

O advogado Welbert Mauro Ferreira, afirma que esteve no prédio na segunda-feira (28), mas sem expediente, voltou hoje e novamente deu “com a cara na porta”. “Se há problemas estruturais e não se pode atender, que façam o atendimento no Fórum, pelo menos em questões de urgência e atendimento ao público”, afirma.

Segundo ele, é muito desgastante não somente para o advogado, mas para a população ter de se deslocar por falta de informação.

“A Justiça não pode se esquecer que quem precisa e quem procura os Juizados são aquelas pessoas que querem respostas com urgências, que têm audiências. Que seja avisado, por meio de portaria, por exemplo, o período em que as atividades serão suspensas”, sugere.

Até agora, foram publicadas as portarias nº 001 e 002 de 2013. Uma portaria para cada dia de atividade suspensa.

A dona-de-casa Isolinda Souza, também foi ao prédio Maruanã e mais uma vez teve de voltar para casa sem os problemas resolvidos. “Vim aqui na sexta-feira, me atenderam e informaram que eu devia vir ontem e aí eu vim, estava fechado e hoje também. Se é um problema no prédio que impede o trabalho, que interditem uma semana, porque ai a gente sabe e não perde tempo”, afirma.

O advogado Giorgio Aguiar da Silva, vice-presidente da Comissão de Juizados Especiais da Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso (OAB-MT), assegurou que são muitas as reclamações recebidas, especialmente quanto aos processos.

“Nossa maior preocupação é quanto à suspensão de prazos, os prejuízos processuais, além da previsão de retorno e novas datas das audiências designadas”, assegura.
Segundo ele, havia previsão de uma reunião no TJ para solução do problema.

O porta-voz do TJ informa que os prazos não foram suspensos, mas que o problema será resolvido até o início da manhã da quarta-feira (30). Já a assessoria da Corregedoria do tribunal esclarece que a juíza Lúcia Peruffo não irá se pronunciar sobre a determinação.

———————

PROBLEMAS TÉCNICOS
Expediente no Complexo Maruanã continua suspenso

Por medida de segurança, o expediente no Complexo Maruanã, onde funcionam o Primeiro, o Segundo e o Terceiro Juizados Especiais Cíveis de Cuiabá, continua suspenso em virtude de problemas técnicos. A suspensão foi determinada na segunda-feira (28 de janeiro) pela gestora administrativa do Complexo, juíza Lúcia Peruffo.

A impossibilidade de atendimento ao público se deu por conta de infiltrações de água no teto do local, causadas pelas fortes chuvas, que acabaram atingindo os quadros de distribuição de energia e equipamentos de informática.

Desde o final de semana, equipes técnicas das Coordenadorias de Infraestrutura e de Tecnologia da Informação do Tribunal de Justiça de Mato Groso trabalham para solucionar os problemas no menor tempo possível.

FONTE MATO GROSSO NOTICIAS COM ASSESSORIA

16 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.3.33.202 - Responder

    uai enock, os Juizes podem despachar ate de casa se quiser! os processos são virtuais, eles tem acesso a todo o seu conteúdo, o prédio pode ta atacado, mais cade os Juizes? porque não estão trabalhando? os processos podem ser acessados de qualquer lugar!!!!!! Ora, bem que poderia da falta para esses Juizes e descontar no seu salario! e que salários hemmm!

  2. - IP 189.59.54.151 - Responder

    José deixa de falar besteira…a matéria fala que o complexo fechou e não q os magistrados não estivessem trabalhando…quanta besteira

  3. - IP 201.57.233.221 - Responder

    Engraçado, né, Enock? Quando o assunto é Poder Judiciário, é gastar dinheiro público empublicidade. E o que vc me diz quanto aoDERRAME DE VERBA PÚBLICA lançada mão pelo Governo do Estado em suas propagandas mentirosas, enganosas, que só servem para encher as contas dos seus apaniguados??? E quanto à Assembleia Legislativa que gasta A RODO o nosso dinheiro? Nestes casos, não é desperdicio???

  4. - IP 201.67.17.33 - Responder

    Caro Mestre Augusto

    acho que vc não utiliza os serviços destes juizados, pois ESTANDO FECHADO OU NÃO, esses Juizes que estão instalado neste complexo NADA ANDA! nem quando está aberto ao público e nem quando esá fechado! Pois quando o jurisdicionado e os advogados se dirigem aos Gabinetes dos Magistrados, alem de não ewncontralos, há somente estagiários que anotam num pedaço de papel os números de processos, quando e um pedaço de papel e um caderno que sempre está muito muito anotado rsrsrsrsr! A sociedade merece respeito pois esses magistrados estão ganhando muito bem! alguns com mais 100.000,000 (CEM MIL REAIS) conforme consulta pública no TJ. Ora caro Augusto, vc acha normal que mero despacho de BACEN, ANÁLISE DE RECURSO,CITAÇÃO,LIMINARES, entre outros demorem mais de 06 (seis) meses? um absurdo!!!!!!!!!!!!! Caro mestre Augusto o judiciário não está fazendo favor para população mais sim ganha e muito bem para isso! Pense nisso amigo.

  5. - IP 189.10.40.20 - Responder

    materiazinha fraca e encomendada só para falar mal da gestão do TJMT se contradiz elogiando o prédio que é novo e afirma que são problemas estruturais (do prédio novo) o que existe ali é uma infiltração do prédio (novo) que atingiu a central de informatica, o jornalista continua publicando matérias sem se informar da realidade

  6. - IP 201.34.17.184 - Responder

    Caros leitores

    A questão toda não e só prédio! o ponto principal e que com prédio ou sem prédio NADA ANDA NESTES JUIZADOS!!!! e brincadeira!!!!!!!!!!! e mais férias para esses magistrados e seus assessores!!!!!

  7. - IP 201.34.17.184 - Responder

    Vale Resaltar

    2 Juizado Juiz Agamenon – morosidade total a informação dada pelo Gestor Marcos e seus assesores Marcelo e que o Magistrado está de férias? nossa que férias rsrsr – 3 Juizado Juiza Ana Cristina está substituindo ainda quase todos juizados da capital um ABSURDO coisa de Cuiabá – 2 Juizado estava bom agora parou de vez, pois o segundo Magistrado Juiz Hildebrando subiu para turma e seus processos ficaram com a Juiza Lucia, enfim estamos a população de Cuiabá está bem servida para não dizer contrário rsrsr….. Quanto mais pior melhor!!!!! So CNJ mesmo para dar um jeito.

  8. - IP 201.10.174.136 - Responder

    Caros Amigos Advogados e Jurisdicionados “POVO”

    Finalmente apos muita luta da imprensa!! as portas do complexo maruanã abriu! PORÉM como ja tinha dito anteriormente, NÃO e o prédio a questão, mais sim a não prestação jurisdicional! Pois:

    1 – 2º Juizado Cuiabá – Juiz Agamenon – Não se encontra no Gabinete, informação da estagiária que fica anotando números dos processos num papel rsrsrs! e NADA ANDA!.

    2 – 3º Juizado Cuiabá, – Juiza Ana Cristina – Não se encontra no Gabinete, informação estagiário NÃO SABE!.

    2- 1º Juizado Cuiabá – Lúcia Peruffo, Veio mas Saiu! e despacho NADA! acumulando processos do Juiz Hildebrando que se encontra na Turma Recursal – que até agora NÃO mostrou serviço junto a Turma.

    Enfim, abriu as portas MAS CONTINUA A MESMA COISA!!!!!!!!!! TRISTE!!!!!

  9. - IP 201.24.141.153 - Responder

    Enock popr favor venha ver com seus proprios olhos onde foram construir o forum da Cidade Jaciara Mt quase na divisa do municipio de Dom Aquino que vergonha se ja não funciona no centgro imagina fora da cidade coitado das pessoas que mais precisam da justiça e não tem veiculo pois não tem onibus circular para aquele local onde esta sendo contruido o elefante branco venha constatar e ainda mais a defendoria publica foi construida do outro lado da cidade coitado dos funcionario que não tem veiculo uma pergunta o local atual do forum e no centro ja que não construiram no mesmo local para quem vai ficar.

  10. - IP 201.24.148.78 - Responder

    Caro Mestre Boca Maldita

    Se os Juizes desta comarca tiverem trabalhando vc está com sorte! pois de nada adianta prédio novo prédio velho, o principal Magistrado nao despacha NADA!!!!!!!!! veja os Juizados da Capital, mero depacho de BACEN JUD está demorando em média 09 meses expedição de alvara judicial Socorro!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  11. - IP 201.41.127.54 - Responder

    Vale Resaltar

    2 Juizado Juiz Agamenon – morosidade total a informação dada pelo seu Gestor Marcos e seus assesores Marcelo etc… e que o Magistrado está de férias? nossa que férias hemm rsrsr – enquanto isso no omipresente 3 Juizado nao sabemos mais quem o juiz que se encontra atualmente, pois a Juiza Ana Cristina, segundo informações voltou para a vara de violência doméstica, seus assessores estão comemorando porque será rsrsrsr! a Juiza Valdeci do 4 Juizado (antigo mora da serra), que alias NÃO está dando conta nem de seu proprio juizado, pois tem processo concluso para sentença e mero despacho há mais de 09 (nove) meses um absurdo! – no 1º Juizado de Cuiabá Juiaza Lucia estava bom, mais infeslimente agora parou de vez! Pois o segundo Magistrado Juiz Hildebrando que estava auxiliando a mesma, subiu para turma recursal unica, Porém O juiz Hildebrando na Turma ainda nao mostrou o porque foi nada anda!!!! igualmente o Juiz Walmir este dispensa comentários rsrsr, enfim estamos a população de Cuiabá está bem servida para não dizer contrário….. Quanto mais pior melhor!!!!! So CNJ mesmo para dar um jeito.

  12. - IP 187.5.109.196 - Responder

    Esse tal Hildebrando NUNCA trabalhou, ficou quase 10 anos pulando de galho em galho no TJ, e nunca trabalhou de verdade, só simulou !!!!!

  13. - IP 201.24.10.162 - Responder

    SEXTA-FEIRA dia 01/02/2013 – Corregedoria TJ/MT da um pulo no complexo maruanã – NÃO HÁ UM MAGISTRADO PARA FAZER REMÉDIO rsrsrsr!!! e brincadeira – olha que lá tem 03 juizados, ou seja deveria haver no mínimo 03 juizes!!!!!!!!!!! Socorroooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

  14. - IP 177.163.165.232 - Responder

    TRISTE SÓ SE FOR PARA VOCE ENOCK, QUE VEM CARREGANDO PROCESSOS NAS COSTAS MOVIDOS POR RUBENS DE OLIVEIRA…..

  15. - IP 189.74.60.192 - Responder

    Todos esses problemas só vão acabar quando os magistrados trabalharem 08 (oito) horas diárias. Enquanto isso não ocorrer… como o “Justo Veríssimo” fala: “O Povo que se esprodam”. O Des. Rubens com certeza tnbtou consertar, mas, o CORPORATIVISMO não deixou. Vamos começar a exigir que os MM de MT trabalhem 08 horas.

  16. - IP 187.65.249.39 - Responder

    Prezado, Enock, cuidado! Vc já foi processado e eu tb! Fui reclamar da atuação da Corregedoria e levei por injúria e difamação da trupe!
    No MT tem 02 tipos de liberdade de expressão: a contra o povo, que a mídia pode DESTRUIR sem respeito algum E outra contra os poderosos. Contra esses vírgula por vírgula é sentenciada!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

três × 5 =