PDT, PSB, DEM, PSDB E PPS, partidos de Oposição a Silval, se reúnem na terça, em Brasília, para debaterem possível aliança em 2014

 

Oposição a gestão Silval se reúne na 3ª e elabora plano de governo

Victor Cabral- RD NEWS

 

Lideranças de cinco partidos (PDT, PSB, DEM, PSDB e PPS), que fazem oposição ao governo Silval Barbosa (PMDB), se reúnem em Brasília (DF) na próxima terça (10) para debaterem a formação de uma possível aliança nas eleições do ano que vem. Apesar do deputado federal Júlio Campos (DEM) garantir que no encontro não será discutido nomes para a majoritária, o democrata diz que o senadores Pedro Taques (PDT) pode ser o candidato a governador da aliança e Jayme Campos (DEM) pode concorrer a reeleição ao Senado. 

Em 2010 – quando Mauro Mendes (PSB) e Wilson Santos (PSDB) concorreram ao governo e Silval a reeleição – as siglas caminharam separadamente e saíram derrotadas. Agora, pretendem unir forças contra o grupo de Silval. Para tanto, durante o encontro será discutido, por exemplo, o plano de governo com as propostas do grupo a partir de 2015. “Com o plano de governo poderemos até convidar outros partidos para somar”, detalha o democrata.

Júlio Campos ressalta que partidos coligados têm mais chance de sucesso. De acordo com o parlamentar, o PR é uma das agremiações que já sinalizou interesse em se coligar com os partidos de oposição. O bloco de oposição a Silval tem conversado com as Executivas nacionais para que não seja obrigatório o palanque único em Mato Grosso, já que o PSDB tem como pré-candidato o senador Aécio Neves, o PSB conta com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e o PDT é da base do PT, que deve buscar a reeleição da presidente Dilma Rousseff.

O presidente da Executiva Nacional do PDT, Carlos Lupi, afirmou ao RDNews, o senador Pedro Taques terá respaldo da nacional e poderá decidir sobre as alianças, independentemente dos palanques presidenciáveis. Assim, caso Taques seja o escolhido do grupo, a tendência é que não haja problemas.

A intenção do grupo oposicionista, ainda conforme Júlio Campos, é que também seja formada chapas fortes para a disputa de vagas na Assembleia e Câmara Federal. Entre os que participarão da reunião em Brasília estão os presidentes do PPS, prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz, do PDT, deputado estadual licenciado Zeca Viana (PDT) e do PSB, deputado federal Valtenir Pereira (PSB). Além do senador Jayme Campos.

Categorias:Plantão

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dez + 19 =