PDT de Taques pode se unir a PSD de Riva em Sinop

O povo não é gado e o PDT não é boiada, diz pedetista sobre Taques  

Nayara Araújo

RD NEWS

O presidente do diretório do PDT em Sinop, Carlos Toledo, acusa o senador Pedro Taques e o presidente regional da sigla, deputado Zeca Viana, de venderem o partido como se fosse “boiada”. Irritado com os líderes, Toledo disse que Taques negociou de Brasília apoio aos tucanos com o presidente do PSDB no Estado, deputado federal Nilson Leitão. Pela suposta articulação, o grupo iria lançar a esposa do parlamentar, Renata Leitão, a vice-prefeita na chapa a ser encabeçada pelo ex-deputado Dilceu Dal’Bosco, presidente regional do DEM.

A intervenção, segundo Toledo, seria para que o PDT enfrentasse o pré-candidato à reeleição, prefeito Juarez Costa (PMDB).      Com a articulação, o empresário e suplente de deputado federal Roberto Dorner (PSD) iria desistir do projeto de concorrer ao Executivo para apoiar Dilceu, que teria Taques no mesmo palanque. O contraditório é que o senador pedetista sempre disse que nunca estaria ao lado do presidente da Assembleia, deputado José Riva (PSD).

Toledo, por sua vez, classifica a intervenção de “abusiva” e “ditatorial”. Segundo ele, o “recado” foi emitido por Leitão, que teria se reunido com Taques no gabinete do senador, em Brasília, para fechar o acordo. A irritação do presidente é que nenhum dos líderes foi até ele conversar sobre o assunto pessoalmente. “O povo não é gado e o PDT não é boiada de ninguém. Quem quiser dizer que somos radicais, pode falar, mas não vamos apoiar quem eles querem, se não vierem até aqui”, dispara.

Ele também reclama que tanto o DEM como o PSDB não o procuraram com propostas que considera “dignas”. Toledo nega qualquer conversa no sentido do partido apoiar a reeleição de Juarez. Segundo ele, há uma orientação da executiva estadual para que o PDT não negocie com o PMDB.

A intenção dos pedetistas, segundo Toleto, é lançar candidatura própria. Os nomes cotados são o do próprio presidente municipal e o de Paulo Henrique Abreu, o Paulinho Abreu. Segundo o militante, a convenção do partido está agendada para o próximo sábado (30), a partir das 13h. “Eu só espero que homens como Taques não caiam nessa armadilha para comprar o nosso PDT como boiada. Isso é mais que capitalismo! Nós estamos vivendo uma ditadura, pois o capitalismo está decidindo tudo na política”, dispara, quase aos gritos.

Outro Lado      Por meio de assessoria, Taques nega participar das negociações relatadas por Toleto. O senador também alega que as articulações sobre o pleito deste ano são conduzidas por Zeca, que, por sua vez, refuta a acusação. Segundo o presidente da executiva estadual, não há “venda” do PDT em Sinop. Zeca também garante buscar o diálogo com o diretório no município para definir o melhor caminho para a legenda.

Categorias:Plantão

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

7 + dez =