PAULO BOMFIM: Pesquisas sobre eleição em Chapada terão que ser feitas também em Cuiabá

Bomfim

Pesquisas sobre eleição em Chapada terão que ser feitas também em Cuiabá

por PAULO BOMFIM

Recentemente foi veiculada a notícia, com ares de denúncia e de escândalo, pelo site RDNEWS, link abaixo, sobre a suposta transferência de títulos eleitorais da capital Cuiabá, para a nossa Chapada dos Guimarães, pelo grupo político da Prefeita Thelma de Oliveira.

Realizei um rápido levantamento, junto ao Sistema do TRE-MT, constatando que a transferência de eleitores de Cuiabá para votarem em Chapada dos Guimarães, não é um fato novo e podem estar ocorrendo desde 2015. O que, talvez, poderia estar ocorrendo é a “reativação de processo”, configurando constituir-se no “efeito surpresa”, cabendo a justiça eleitoral a avaliação e manifestação sobre se este fato é, ou poderá ser, uma grande ameaça de fraude

Para ilustrar descrevo, os dados do levantamento e o quadro de evolução, com a leitura e observações sobre o que estes números expressam:

Eleitores aptos à votar em janeiro de 2015 ……………………………………13.592

Eleitores aptos à votar em janeiro de 2016 ……………………………………14.001

Eleitores aptos à votar em outubro de 2016 …………………………………..14.745

Eleitores aptos à votar em janeiro de 2017 ……………………………………14.719

Eleitores aptos à votar em dezembro de 2019 ……………………………….15.290

Entre janeiro de 2015 a janeiro de 2016 houve a evolução de 409 eleitores, representando a elevação percentual de 3%;

A partir de janeiro de 2016, quando haviam 14.001 eleitores, verifica-se que, com a Lei eleitoral estabelecendo o prazo mínimo de 01 ano de domicilio eleitoral, portanto, em outubro de 2016 haviam 14.745 eleitores cadastrados, com variação de positiva de mais 744 eleitores, representando um percentual de evolução de 5,31% em relação a janeiro;

Já, entre janeiro de 2015 a outubro de 2016 ocorreu a substancial elevação de 1.153 eleitores, representando evolução percentual de 8.5%;

Registre-se que após as eleições de outubro de 2016, em janeiro de 2017 ocorreu o decréscimo no número de eleitores aptos a votar no total de 26 eleitores;

Também registramos que de janeiro de 2017 a dezembro de 2019 houve uma nova variação positiva de mais 571 eleitores, aptos a votação, representando um percentual de evolução de 3.90%;

De janeiro de 2015 a dezembro de 2019 houve uma evolução total positiva de 1.698 eleitores aptos a votação, representando um expressivo percentual total de 12,50%;

Como ocorreram alterações na legislação eleitoral, com o prazo de transferências de domicilio eleitoral, antes da eleição, passando a ser de 06 meses de domicilio eleitoral – o prazo vence em maio, portanto, para a próxima das eleições das prefeituras, em outubro de 2020, poderemos ter evolução positiva, novamente, em torno de 5% ou até mais, fato já ocorrido às vésperas das eleições de outubro de 2016;

Estes percentuais de evolução nos números de eleitores, representam o efeito surpresa nas eleições, pois não são verificados ou expressados em pesquisas eleitorais, pelo simples fato de que não são computados por estarem camuflados na capital, Cuiabá.

Como “o seguro morre velho”, caberá ao Cartório Eleitoral e Ministério Público a devida atenção para os fatos que se desenrolam.

https://www.rdnews.com.br/curtinhas/cuiabanos-votando-em-chapada/123252

 

Paulo Bomfim Ativista Social. Cidadão Brasileiro natural do Rio de Janeiro, imigrante, radicalizado no Mato Grosso – Chapada dos Guimarães, aposentado, em pleno gozo e exercício de direitos políticos e sociais.

 

Categorias:Cidadania

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dois × 2 =