Celestino ataca “proposta leviana” de Lúdio

João Celestino (entre João Agripino e Jayme Campos) atacou a proposta de Lúdio de reestatizar a Sanecap. Para o vice do DEM na chapa de Maluf, o papel da prefeitura em relação a gestão do abastecimento de água será fiscalizar a concessionária.

Vice de Maluf acusa de “leviana” proposta de Lúdio de retomar a gestão da Sanecap

Gilson Nasser
O DOCUMENTO

O candidato a vice-prefeito de Cuiabá pela coligação “Cuiabá Prá Você”, advogado João Celestino (DEM), classificou como “leviana” a proposta do candidato petista, vereador Lúdio Cabral (PT), de devolver a prefeitura o comando da Sanecap (Companhia de Saneamentod a Capital), hoje sob administração da empresa CAB Ambiental. “O candidato não pode ser leviano de falar que amanhã vai anular o contrato com a CAB. A rescisão vai ter um custo muito grande para a prefeitura e a população é quem vai pagar”, declarou Celestino em entrevista ao Jornal do Meio Dia (TV Record).

Para Celestino, o papel da prefeitura em relação a gestão do abastecimento de água será em fiscalizar a concessionária. “A prefeitura deve cobrar da CAB a solução para o abastecimento de água. Se a empresa não fazer o que está estabelecido no contrato, aí sim deve-se romper”, defendeu.

Apesar de não contar com o PTB, do prefeito Chico Galindo, no arco de alianças, o candidato a vice colocou que alguns pontos da atual gestão serão defendidos sem temor pelo desgaste do prefeito. “Penso que não existe Governo tão bom ou tão ruim. São pontos positivos e negativos e vamos defender a continuidade dos positivos”, assinalou.

Sobre a “disputa” com o também advogado Franciso Faiad (PMDB), candidato a vice de Lúdio Cabral (PMDB), o democrata analisou que mostra a capacidade dos advogados em participar da vida política. Todavia, ele discordou do adversário que declarou que ambos possuem mais convergências do que divergências. “Partidariamente e dentro da OAB não somos convergentes”, assinalou.

Categorias:Jogo do Poder

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezessete + 2 =