Para falar de grana para magistrados, Rubens censura web

Transparência relativa
Rubens corta transmissão pela internet antes do fim de sessão

DO MIDIA JUR

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Rubens de Oliveira, demonstrou, na sessão administrativa extraordinária desta quinta-feira (24), que a tal transparência tão propagada no Tribunal de Justiça de Mato Grosso é só pra inglês ver. Antes do fim da sessão, ao fazer algumas considerações, Rubens fez um sinal – com as mãos em forma de tesoura – para a equipe de vídeo que estava no plenário, determinando que a transmissão pela internet fosse imediatiamente cortada.

Pelo jeito, o presidente do TJ quis falar só com os magistrados, a “portas fechadas”, como acontecia em tempos de outrora no Tribunal. A assessoria do Tribunal informou que Rubens mandou cortar a transmissão porque falaria a respeito de um assunto que não condizia com a pauta.

Dando publicidade só aquilo que quer, fica fácil pregar transparência….

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.59.50.167 - Responder

    No TJMT tudo é censurado! Somente os juízes têm direito, os servidores estão sempre implorando migalhas!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

cinco + 13 =