PAGINA DO E entrevista craque Luiz Carlos Beleza

Luiz Carlos Beleza veste a camisa comemorativa dos 100 anos de atividades do clube onde atuou ao lado de Pelé, o Santos Futebol Clube

Luiz Carlos Beleza veste a camisa comemorativa dos 100 anos de atividades do clube onde atuou ao lado de Pelé, o Santos Futebol Clube

A PAGINA DO E entrevistou Luiz Carlos José da Silva, o craque Beleza, ex-lateral-direito do Santos, nos anos 70, que mora hoje em Cuiabá (MT) e trabalha como oficial de justiça na capital. Ele tambem colabora voluntariamente com o projeto “Bom de Bola, Bom na Escola”, da Prefeitura Municipal de Cuiabá, criado pelo prefeito Roberto Franca e abandonado pelos prefeitos Wilson Santos e Mauro Mendes, mas que sobrevive, numa difícil prática, graças ao voluntariado de pessoas dedicadas como ele.

Carioca do bairro de Copacabana, Rio de Janeiro, Beleza começou jogando futebol de areia na praia. Sua carreira profisional teve início em 1969, atuando na categoria de base do Botafogo, em General Severiano, quanto teve como técnico ninguém menos Mário Jorge Lobo Zagallo, que há pouco deixara a carreira vitoriosa de jogador para iniciar carreira vitoriosa de técnico, que culminaria com as glórias na seleção brasileira.

O primeiro time profissional de Beleza foi o Ceara Futebol Clube, em 1972. No ano seguinte, o lateral foi emprestado para o América Mineiro. “O técnico do América era o Orlando Fantoni e eu fui eleito o melhor lateral-direito na temporada de 1973. Tenho o troféu Guará”, lembra com orgulho.

O apelido de Beleza surgiu quando chegou na Vila Belmiro, em 1974. “O apelido foi dado pelo Pelé. Eu não era bonito. Era uma gozação do Pelé mas ele gostava do meu futebol”. brinca Luiz Carlos. Ele conta que teve tanta amizade com ele que, quando ganhou um motorádio de presente, pelo desempenho em um rodada, acabou dando o rádio para o Crioulo.

Depois do Santos, Beleza jogou pelo Juventus e depois encerrou a carreira no Mixto, ocasião em que se transferiu para Cuiabá, fixando-se definitivamente em Mato Grosso.

Beleza, na conversa, defendeu também na importancia de se ter um time que represente o Estado na serie B pra que a Arena Pantanal não se torne um elefante branco. “Temos que nos espelhar no Luverdence que não tem nem 10 anos e já foi visto e conhecido pelo Brasil todo”.

Categorias:Gente que faz

5 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 179.217.114.86 - Responder

    Bacana a entrevista com o grande lateral-direito Luiz Carlos Beleza, campeão 04 (quatro) vezes pelo Mixto Esporte Clube.

  2. - IP 177.1.232.160 - Responder

    Valeu Beleza! Você é 10, a sua “Beleza” é a maior: A Beleza da Alma. Parabéns pelo Jogador que foi, por ser um ótimo profissional Oficial de Justiça. e principalmente por ser meu Amigo Camarada!

  3. - IP 179.204.94.64 - Responder

    Parabéns Beleza, que tenha sempre muita luz no teu caminho! E VIVA O BELEZA!

  4. - IP 177.193.156.50 - Responder

    Cheguei em Cuiabá em 1.979, assisti muitos jogos desse atleta, cidadão,profissional exemplar… raramente se vê no futebol pessôa tão aplicada, acredito ter sido o lateral que mais garra teve em todos os tempos do futebol de Cuiabá, apoiava o ataque e defendia com muita técnica, abraços.

  5. - IP 177.64.249.73 - Responder

    Parabéns Beleza, alem de bom jogador que foi você fez um ótimo trabalho no “Bom de bola, bom de escola”. Pessoa maravilhosa. Merece com todas as honras homenagens.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

14 + 12 =