O POVO, UNIDO, JAMAIS SERÁ VENCIDO: Movimentos sociais e sindicais realizam ato pela reforma política em Cuiabá, neste sábado (13). A concentração será às 10h, na Praça Alencastro, no Centro de Cuiabá. Da Praça, os manifestantes seguirão em caminhada pela Av. Getúlio Vargas, Rua Barão de Melgaço, Avenida Isaac Povoas até a Praça Ipiranga

ATO REFORMAA Central Única dos Trabalhadores de Mato Grosso (CUT/MT) participa neste sábado (13/12), de Ato Público em defesa da Reforma Política organizado em conjunto com os sindicatos e movimentos sociais e religiosos.

A concentração será às 10h, na Praça Alencastro, no Centro de Centro de Cuiabá.  Da Praça, os manifestantes seguirão em caminhada pela Av. Getúlio Vargas, Rua Barão de Melgaço, Avenida Isaac Povoas até a Praça Ipiranga.

As entidades defendem que seja convocado o Plebiscito Oficial com a mesma pergunta do Plebiscito Popular: “Você é a favor da convocação de uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político?”

“Vamos para rua reivindicar a Reforma Política. Mas, a gente sabe que não será feita por esse Congresso que foi eleito, por isso queremos que seja convocado um Plebiscito Oficial, pois já temos quase 8 milhões  de pessoas que votaram pela realização de uma Constituinte. A presidenta Dilma já fez o compromisso de fazê-lo. Por isso vamos as ruas dizer: Dilma siga em frente com a idéia de um Plebiscito para convocar uma Constituinte sobre a Reforma Política”, explica o secretário de comunicação da CUT/MT, Robinson Ciréia.

Plebiscito

O plebiscito é uma consulta onde a população se manifesta sobre um assunto antes de uma lei ser constituída, permitindo a participação popular na elaboração da legislação. A vantagem desse instrumento é que os/as brasileiros/as podem expressar a vontade política e pressionar o Poder Público a seguir decisão do povo.

Os brasileiros, em 1993, escolheram o presidencialismo, respondendo um plebiscito sobre a forma de governo: presidencialismo, parlamentarismo ou monarquia.

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

15 − 8 =