O POVO NÃO É BOBO: Torcida do Corinthians repete protesto contra CBF e Rede Globo. “CBF e FPF, vergonha do futebol”, dizia a primeira faixa erguida pelos torcedores. “Futebol refém da Rede Globo” e “ingresso mais barato” eram outras mensagens de protesto que apareceram na arquibancada. “Quem vai punir o ladrão da merenda?”, indagava uma quarta faixa dos uniformizados alvinegros. O protesto é uma referência direta ao deputado tucano Fernando Capez, que defende a extinção das uniformizadas

Torcida do Corinthians repete protesto contra CBF e Globo

protesto_corinthians_cbf_globo

Comentário do blog: Os possíveis crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas cometidos pela Globo na Copa do Mundo de 2002 permanecem não investigados pelo Ministério Público e ocultos pela grande imprensa. Talvez seja o momento de retomar o fio daquela meada…

***

Torcida do Corinthians repete protesto contra CBF e Globo

no Terra

A torcida organizada Gaviões da Fiel voltou a protestar no clássico contra o São Paulo, nesse domingo, na Arena de Itaquera, contra a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a Federação Paulista de Futebol (FPF) e a Rede Globo de Televisão, que detém os direitos de transmissão do Campeonato Paulista. Com faixas erguidas logo no começo do segundo tempo, a facção ligada ao Corinthians também pediu ingressos mais baratos e se manifestou contra o deputado estadual Fernando Capez (PSDB-SP), um dos críticos das uniformizadas paulistas.

“CBF e FPF, vergonha do futebol”, dizia a primeira faixa erguida pelos torcedores. Com ela em mãos, os organizados desceram para perto do alambrado e estenderam o manifesto em um local visível na transmissão oficial da partida pela televisão. “Futebol refém da Rede Globo” e “ingresso mais barato” eram outras mensagens de protesto que apareceram na arquibancada.

“Quem vai punir o ladrão da merenda?”, indagava uma quarta faixa dos uniformizados alvinegros. O protesto é uma referência direta ao deputado tucano Fernando Capez, que defende a extinção das uniformizadas. Presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, o político foi citado por delatores como um dos beneficiários de um esquema de pagamento de propina em contratos superfaturados de merenda escolar. Ele nega a acusação.

Com as faixas em punho, os organizados entoaram um canto de protesto. “Ladrão, devolve o futebol para o povão”, gritavam os membros da Gaviões da Fiel. Na vitória por 2 a 1 contra o Capivariano, na última quinta-feira, a fação pendurou uma faixa com críticas à Rede Globo nas arquibancadas. A Polícia Militar, alegando que a faixa trazia dizeres ofensivos, exigiu a retirada do material e iniciou um tumulto nas arquibancadas.

O descontentamento da Gaviões da Fiel com a Rede Globo e as entidades que regulam o futebol paulista e brasileiro teve inicio após uma suspensão de 60 dias ser aplicada à facção. Os organizados foram punidos pela FPF por utilizarem sinalizadores na final da Copa São Paulo de Juniores, disputada entre o Timão e Flamengo, no Pacaembu. Dois protestos em frente à sede da federação paulista já foram realizados pela uniformizada alvinegra desde então.

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 186.213.229.129 - Responder

    Isso foi pago pelo Andrés Sanches,lógico,todo mundo reclama que a Globo paga mais para Corinthians e Flamengo.Então como pode ser contra a Globo?É a torcida organizada e paga por diretores.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

quinze + 9 =