(65) 99638-6107

CUIABÁ

O mundo sobre rodas

Zero Motorcycles lança linha 2022 de suas motos elétricas

Publicados

O mundo sobre rodas


source


Zero Motorcycles é uma marca norte-americana que aposta nos modelos elétricos na nova era da mobilidade
Divulgação

Zero Motorcycles é uma marca norte-americana que aposta nos modelos elétricos na nova era da mobilidade

A Zero Motorcycles , especializada na fabricação de motos elétricas, anunciou algumas mudanças para a linha para 2022, além de baterias mais eficientes e a capacidade de adquirir atualizações por meio de seu telefone celular.

Os modelos  S e Dual DS e DSR são os que chegam com as principais atualizações. Começando pelo modelo S , voltado para a cidade, este conta com autonomia para rodar 143 km por carga, e seu valor é de US$ 11.195 (aproximadamente R$ 58,8 mil).

De acordo com a Zero Motorcycles , sua velocidade máxima de 158 km/h, possui bateria de 7,2 kWh e motor Z-Force com potência de 34 kW , o equivalente a 46 cv.

Leia Também:  Yamaha planeja lançar triciclo futurista e novas motos elétricas

A Dual DS , por sua vez, é vendida pelo mesmo preço e oferece as mesmas configurações de motor e bateria com uma diferença de autonomia: 8% menor por conta da otimização para terreno off-road.

Leia Também

Leia Também

Por fim, a DSR que sai por US$ 15.695 (R$ 82,4 mil) possui uma autonomia de 260 km com uma única recarga e sua velocidade final é de 164 km/h. Pesa a favor desses números a bateria maior de 14,4 kWh que gera uma potência de 52 KW, ou 70 cv.

Além dessas a qual a marca já havia anunciado em setembro passado, a linha SR também passou por novidades. Começando com o SR atual, o roadster plug-in que custa R$ 101.133 no Reino Unido compartilha a mesma aparência, motor e componentes do modelo SR/F (19 kgfm e 91 cv), no entanto, produz uma potência de pico mais modesta de 74 cv , mais 16,86 kgfm de torque.

Leia Também:  Peugeot 3008 GT-Pack: o injustiçado

Fora essas novidades, a Zero está implementando um sistema no qual o usuário possa atualizar as baterias para maior capacidade de até 20% por meio d o ‘Cypher Store’.

Trata-se de um sistema de atualização de aplicativo móvel que permite adquirir um carregamento mais rápido, alcance estendido, aumentos de velocidade e desempenho, punhos aquecidos, navegação por satélite e muito mais. O uso da loja também permitirá que você atualize o desempenho do seu SR para corresponder ao SR/F.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O mundo sobre rodas

Piloto põe raridades da Ferrari à venda e pode arrecadar R$ 40 milhões

Publicados

em


source


Coleção de Ferrari inclui um modelo de Fórmula 1 e supercarros icônicos, com 288 GTO e o 275 GTB/4
Divulgação

Coleção de Ferrari inclui um modelo de Fórmula 1 e supercarros icônicos, com 288 GTO e o 275 GTB/4

Um piloto de corrida pouco conhecido, Marcel Petitjean está colocado a sua invejável coleção de modelos da Ferrari cujo montante de 28 exemplares dos mais raros modelos serão oferecidos sem reservas em um leilão da RM Sotheby’s em Paris, no dia 2 de fevereiro.

Petitjean não teve muito sucesso como piloto de corrida nos anos 60, mas com certeza compensou mais tarde com seus investimentos inteligentes. O ex-piloto até pensou em abrir um museu do automóvel , mas seus planos fracassaram e mais tarde ele decidiu vender as raridades.

Entre as preciosidades, estão uma 288 GTO de 1985, com apenas 272 unidades fabricadas e esta em específico, conta com apenas 9.600 quilômetros. O preço? Pelo menos US$ 2,8 milhões de dólares, ou R$ 15.164.800, em conversão simples.

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Leia Também:  Motorhome Knaus Van I: uma prática casa sobre rodas

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Outra das raridades é a 275 GTB/4 de 1966, a primeira Ferrari de produção a ser equipada com a versão de quatro árvores de cames no cabeçote do V12. Provavelmente chegará a mais de US$ 2,2 milhões de dólares (R$ 11.915.200).

Outros destaques incluem uma Ferrari 250 GT Series II Cabriolet restaurada de 1959 e uma Ferrari 250 GT/L Berlinetta de 1964. Ambos apresentam o motor V12 “Colombo” de bloco curto de 3,0 litros e, sem dúvida, adicionarão quase R$ 40 milhões de reais à conta bancária de Petitjean.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA