(65) 99638-6107

CUIABÁ

O mundo sobre rodas

Toyota Hilux ganha novos equipamentos de série na linha 2022

Publicados

O mundo sobre rodas


source
Sistema de pré-colisão frontal passa a identificar pedestres e ciclistas nas versões mais bem equipadas
Divulgação

Sistema de pré-colisão frontal passa a identificar pedestres e ciclistas nas versões mais bem equipadas

A Toyota anuncia o lançamento da linha 2022 da picape média Hilux , importada da Argentina, a partir do dia 25 de novembro. O modelo chega com novos equipamentos de segurança e conveniência de série para manter a liderança do segmento.

A Hilux passa a oferecer ar-condicionado digital de duas zonas e câmera 360° como equipamentos de série, além de ter recebido uma atualização no Safety Sense para que o sistema de pré-colisão frontal detecte pedestres e ciclistas. Essa função de segurança estará habilitada apenas no modelo SRX.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Leia Também:  Testamos a cera para plásticos que hidrata peças com bom acabamento

A v ersão SR também passa a contar com sensores dianteiro e traseiro de estacionamento. Antes este recurso estava habilitado apenas a partir do modelo SRV.

Outro equipamento de série para as versões cabine dupla é a central multimídia de oito polegadas com TV Digital, GPS nativo e espelhamento via Android Auto e Apple CarPlay. 

Leia Também

A Hilux havia passado por atualizações mecânicas durante o lançamento da linha 2022, e elas continuam valendo. O motor 2.8 diesel pode desenvolver 204 cv de potência e 50,8 kgfm de torque, com câmbio automático de seis velocidades. O modelo com câmbio manual de seis marchas, por sua vez, mantém o torque de 42,8 kgfm.

Leia Também

O catálogo de cores continua sendo o mesmo: Vermelho Metálico, Preto Mica, Prata Metálico, Super Branco e Branco Perolizado. A Toyota mantém a condição de garantia do modelo 2021, ou seja, 5 anos de garantia ou 100 mil quilômetros (o que acontecer primeiro). Veja abaixo como ficaram os preços

Hilux C/C – R$ 208.090 Hilux S/C STD – R$ 215.490 Hilux DC/C STD – R$ 230.590 Hilux SR – R$ 257.490 Hilux SRV – R$ 273.990 Hilux SRX – R$ 306.990

Leia Também:  MotoE da Ducati faz estreia no circuito de Misano
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O mundo sobre rodas

Piloto põe raridades da Ferrari à venda e pode arrecadar R$ 40 milhões

Publicados

em


source


Coleção de Ferrari inclui um modelo de Fórmula 1 e supercarros icônicos, com 288 GTO e o 275 GTB/4
Divulgação

Coleção de Ferrari inclui um modelo de Fórmula 1 e supercarros icônicos, com 288 GTO e o 275 GTB/4

Um piloto de corrida pouco conhecido, Marcel Petitjean está colocado a sua invejável coleção de modelos da Ferrari cujo montante de 28 exemplares dos mais raros modelos serão oferecidos sem reservas em um leilão da RM Sotheby’s em Paris, no dia 2 de fevereiro.

Petitjean não teve muito sucesso como piloto de corrida nos anos 60, mas com certeza compensou mais tarde com seus investimentos inteligentes. O ex-piloto até pensou em abrir um museu do automóvel , mas seus planos fracassaram e mais tarde ele decidiu vender as raridades.

Entre as preciosidades, estão uma 288 GTO de 1985, com apenas 272 unidades fabricadas e esta em específico, conta com apenas 9.600 quilômetros. O preço? Pelo menos US$ 2,8 milhões de dólares, ou R$ 15.164.800, em conversão simples.

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Leia Também:  Representante da JAC explica sobre os novos carros elétricos da marca

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Outra das raridades é a 275 GTB/4 de 1966, a primeira Ferrari de produção a ser equipada com a versão de quatro árvores de cames no cabeçote do V12. Provavelmente chegará a mais de US$ 2,2 milhões de dólares (R$ 11.915.200).

Outros destaques incluem uma Ferrari 250 GT Series II Cabriolet restaurada de 1959 e uma Ferrari 250 GT/L Berlinetta de 1964. Ambos apresentam o motor V12 “Colombo” de bloco curto de 3,0 litros e, sem dúvida, adicionarão quase R$ 40 milhões de reais à conta bancária de Petitjean.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA