(65) 99638-6107

CUIABÁ

O mundo sobre rodas

Toyota Corolla Cross encara o rival VW Taos Highline. Qual vence?

Publicados

O mundo sobre rodas


source
Toyora Corolla Cross e VW Taos: dois SUVs médios rivais, mas com várias diferenças entre ambos
Carlos Gumarães

Toyora Corolla Cross e VW Taos: dois SUVs médios rivais, mas com várias diferenças entre ambos

Ao colocar o Toyota Corolla XRX Hybrid (R$ 200.160) e VW Taos Highline (R$ 204.900) lado a lado temos um dilema: por quase o mesmo, preço, vale mais levar o SUV híbrido ou a combustão? Entre prós e contras, a resposta mais direta possível é: a menos que você realmente se importe com o consumo ao rodar na cidade, o modelo da marca alemã acaba sendo a melhor opção, vamos aos detalhes a seguir.

Exceto pelo consumo em trechos urbanos , quando o motor elétrico da Toyota dá uma boa ajuda, o VW supera o rival nos demais quesitos, com acabamento mais caprichado, itens mais sofisticados, melhor desempenho e espaço extra no porta-malas, o que é importante em um SUV médio, mais voltado para levar a família que gosta de viajar. 

Talvez a Toyota tenha passado um pouco do limite ao simplificar a versão vendida no Brasil do Corolla Cross com itens como freio de estacionamento acionado pelo antiquado “pedalzinho” do lado esquerdo, com um cluster que não é totalmente digital e configurável, como no VW Taos e com um teto solar que não é panorâmico e, ainda por cima, opcional.

Levando em conta as versões topo de linha de ambos os modelos, o nível de equipamentos do Taos é maior. Há itens que o VW tem e o Toyota não, como porta-luvas climatizado e iluminado, carregador de celular por indução, sistema Stop&Start, hastes para trocas no volante, monitoramento da pressão dos pneus, vetorização de torque, frenagem automática nas manobras, entre outros.

Leia Também:  Ford lança a nova Transit Furgão, que pode ser guiada com a CNH tipo B

A bordo de ambos os modelos, fica claro que o VW Taos é mais sofiticado até por detalhes, como o filete de LED no painel. Quanto ao espaço interno, porém, ambos de equivalem, com 2,64 metros de entre-eixos do Corolla Cross e 2,68 m do Taos, que leva uma pequena vantagem na hora de levar a bagagem no porta-malas, com 500 litrios, ante 440 litros do rival. E o espaço fica mais arejado no VW com o teto solar panorâmico, que é opcional no Corolla Cross.

Na hora de acelerar os dois, o VW Taos mostra mais fôlego , com o motor 1.4 turboflex, de 150 cv e bons 25,5 kgfm a meros 1.500 rpm que funciona com câmbio automático de seis marchas. O conjunto do Toyota Corolla Cross e bem diferente, com motor 1.8 de ciclo Atkinson , de apenas 101 cv e 14,5 kgfm que funciona com o elétrico de 72 cv e 16,6 kgfm, o que leva a uma potrência combinada de 122 cv.

A grande vantagem desse conjunto da Toyota é a economia de combustível na cidade. Conforme dados do Inmetro, o Corolla Cross XRX Hybrid é capaz de fazer 17 km/l de gasolina em trechos urbanos, ante 10,2 km/l do VW Taos Highline.

Interior do Corolla Cross é mais simples que o do VW Taos com vários aspectos
Divulgação

Interior do Corolla Cross é mais simples que o do VW Taos com vários aspectos

Com etanol, a boa distância entre os dois continua, com 11,8 km/l do Toyota e 6,8 km/l do VW. Isso significa uma autonomia teórica de 612 km na cidade a bordo do Corolla Cross e de 520 km no Taos, com gasolina, uma difença de 92 km.

Mas essa questão do baixo consumo na cidade é uma das únicas vantagens do Toyota em relação ao Volkswagen . Se formos nos voltar à questão do desempenho, o Taos deixa o Corolla Cross comendo poeira, com aceleração de 0 a 100 km/h em 9,3 segundos, ante 13s do rival e máxima de 193 km/h, contra 170 km/h do concorrente.

Quando ao consumo na estrada, ambos ficam bem mais próximos, ainda conforme dados do Inmetro. O Corolla Cross faz 13,9 km/l de gasolina, ante 12,2 km/l no Taos, que fica em 8,5 km/l de etanol em trechos rodoviários, contra 9,6 km/l do Toyota, que também se mostra mais econômico, mas com uma vantagem menor.

Além do cluster totalmente digital e configurável, multimídia do Taos é mais moderna, entre as vantagens
Divulgação

Além do cluster totalmente digital e configurável, multimídia do Taos é mais moderna, entre as vantagens

Até pelo maior vão livre do solo, de 18,5 cm do Taos ante 16,1 cm do Corolla Cross, o VW tem mais facilidade de superar obstáculos urbanos, como valetas e lombadas. Além disso, o aspecto visual do SUV da VW acaba sendo um pouco mais moderno por detalhes como a grade dianteira com filete de LED.

Leia Também:  Empresa lança bicicleta elétrica dobrável e que brilha no escuro

Conclusão

Não resta dúvida de que em tempos de combustíveis caros é tentador optar pelo Toyota Corolla Cross híbrido , que é bem mais econômico que o rival VW Taos Highline , principalmente na cidade. Mas essa questão da economia de combustível é praticamente a única vantagem do modelo da marca japonesa na comparação com o rival.

Ficha técnica

Toyota Corolla Cross XRX 1.8 Hybrid

Preço: a partir de R$ 200.160

Motor: 1.8, quatro cilindros, flex

Potência: 101 cv (E) / 98 cv (G) a 5.200 rpm (122 cv com o elétrico)

Torque: 14,5 kgfm a 3.600 rpm (16,6 kgfm com o elétrico)

Transmissão: Automático, CVT, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / discos sólidos (traseiros)

Pneus: 225/50R 18

Dimensões: 4,46 m (comprimento) / 1,83 m (largura) / 1,62 m (altura), 2,64 m (entre-eixos)

Leia Também

Tanque: 36 litros

Porta-malas: 440 litros 

Consumo etanol: 11,8  km/l (cidade) / 9,6 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 17 km/l (cidade) / 13,9 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 13 segundos 

Velocidade máxima: 170 km/h

VW Taos Highline

Preço: R$ 204.900

Motor: 1.4, quatro cilindros, turboflex

Potência:  150 cv a 5.000 rpm

Torque:  25,5 kgfm a 1.500 rpm

Transmissão:  Automático, seis marchas, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / discos sólidos (traseiros)

Pneus:  215/55 R18

Dimensões: 4,46 m (comprimento) / 1,76 m (largura) / 163 m (altura), 2,68 m (entre-eixos)

Tanque: 51 litros

Porta-malas: 500 litros 

Consumo etanol: 6,8  km/l (cidade) / 8,5 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 10,2 km/l (cidade) / 12,2 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 9,3 segundos 

Velocidade máxima: 194 km/h

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O mundo sobre rodas

Kombi alemã: VW Caravelle de Stephen Hawking vai a leilão

Publicados

em


A VW Caravelle das fotos pertenceu e está sendo oferecida à venda através da casa de leilões Silverstone Auctions
Reprodução

A VW Caravelle das fotos pertenceu e está sendo oferecida à venda através da casa de leilões Silverstone Auctions

A casa de leilões inglesa Silverstone Auctions anunciou que vai leiloar , o Volkswagen Caravelle GL 112 de 1988 que pertenceu ninguém mais, ninguém menos que o professor Stephen Hawking, considerado um dos mais renomados cientistas do século.

Hawking nasceu em uma família de médicos, ele recebeu um bacharelado em física no University College em Oxford. Pouco tempo depois, ele se formou no Trinity Hall em Cambridge, onde fez doutorado em matemática aplicada e física teórica.

Em 1963, o físico teórico foi diagnosticado com uma forma de doença do neurônio motora, que gradualmente espalhou por todo o corpo de Stephen e, apesar das limitações, ele continuou em seu trabalho tornando-se um autor de best-sellers.

Leia Também:  Empresa lança bicicleta elétrica dobrável e que brilha no escuro

Comprado zero-quilômetro por Hawking em junho de 1988, o Caravelle das fotos foi usado em seu casamento em 1995 e com a condição de Hawking se deteriorando, em 1999, o veículo foi passado para os parentes do professor em 1999.

O irmão de Hawking cuidou e guardou a van em um estacionamento subterrâneo. Repintada há alguns anos, este veículo pode ser considerado um elemento significativo da vida posterior de Stephen Hawking , herdado em 2003 pelo sobrinho do estudioso.

O Caravelle está sendo oferecido pela  Silverstone Auctions  sem lances de reserva, e certamente desencadeará uma guerra entre os participantes não só pela brilhante carreira de um físico teórico e cosmólogo britânico, reconhecido internacionalmente por sua contribuição à ciência, mas também pelo veículo em si.

Leia Também:  BMW anuncia compra da preparadora alemã Alpina

O Volkswagen Caravelle GL 112 de 1988 é equipado originalmente com motor boxer de 2,1 litros de 113 cv acoplado a uma caixa de câmbio automático, de três marchas. Usado como transporte pessoal de Hawking por uma década, o carro conta com apenas 90.000 milhas, o que dá 144.840 km.

No Brasil, o modelo teve uma passagem curta através de suas variantes Eurovan , uma versão mais simples e a Caravelle , a mais luxuosa e as importações começaram em 1998 como uma opção mais cara a nossa boa e “Velha Senhora”, a Kombi . O fim da importação ocorreu em 2001 e a versão brasileira continuou reinando sozinha no segmento de vans.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA