(65) 99638-6107

CUIABÁ

O mundo sobre rodas

Tecnologias contribuem para redução de  acidentes de trânsito em 30%

Publicados

O mundo sobre rodas

source


Monitoramento eletrônico do trânsito ajuda a reduzir acidentes e mortes, segundo estudo  da RENAEST
Marcelo Casal Jr/Agencia Brasil

Monitoramento eletrônico do trânsito ajuda a reduzir acidentes e mortes, segundo estudo da RENAEST

De acordo com dados divulgados pelo Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (RENAEST), da Secretaria Nacional de Trânsito, pasta do Ministério da Infraestrutura, o número de mortes por acidentes de trânsito caiu em 30% no Brasil, entre os anos de 2011 e 2020.

Em 2011 o Brasil registrou 44.553 mortes resultantes de acidentes de transporte . O número baixou para 33.625 em 2018 e para 11.647 em 2021. Já o número de acidentes em 2021, foi de 632.764 registros, volume 33% menor se comparado ao ano de 2020, com 845.872 acidentes.

Com as novas regras no Código Brasileiro de Trânsito (CTB) – que passaram a valer neste ano – e investimentos em educação e planejamento estratégico especialistas acreditam que os números de acidentes no Brasil deverão melhorar.

Leia Também:  Vendas de veículos recuam 21,4% no primeiro quadrimestre

Entre as tecnologias que têm ajudado a reduzir o número de acidentes no trânsito estão os radares , que atualmente são dotados de softwares que também conseguem emitir dados referentes à quantidade de pessoas que se deslocam de uma origem a um destino, de acordo com o horário, modo de transporte utilizado, (matriz origem-destino), velocidade média, tempo médio de percurso, entre outros.

O especialista em mobilidade, Guilherme Araújo, conta que a partir dos dados gerados pelos radares é possível comprovar uma redução média de até 35 vezes no comportamento irregular dos condutores em locais em que os equipamentos estão instalados.

Em apenas um mês a Velsis, uma das empresas brasileiras responsáveis pela fabricação de tecnologia em mobilidade , monitora três vezes mais do que o valor da frota nacional em passagens de veículos. Ao todo, são 370 milhões de passagens fiscalizadas por meio de equipamentos instalados em rodovias e vias do país.

“Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os radares servem para garantir a segurança da população. Ao aferir a velocidade, a tecnologia ajuda a evitar acidentes e mortes em vias, rodovias e em locais como no entorno de escolas, hospitais e residências”, afirma Guilherme Araújo.

Leia Também:  Ford vai ter novo crossover elétrico em parceria com a Volkswagen
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O mundo sobre rodas

SUV de luxo DS7 recebe novo visual e fica mais futurista

Publicados

em

DS 7 é híbrido plug-in tem versão capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 5,6 segundos
Divulgação

DS 7 é híbrido plug-in tem versão capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 5,6 segundos

A DS, marca de luxo da Citroën, apresenta a nova linha do 7, seu SUV que recebe atualizações visuais e perde a nomenclatura “crossback”.

A dianteira agora conta com novos faróis de LED , com tecnologia matrix, a grade recebeu novo padrão e desenho levemente modificado, para conversar melhor com o desenho dos faróis, que são mais finos.

Porém o que mais chama a atenção na dianteira do DS7 é a nova assinatura do DRL, composta por 33 LEDs, e coberta com policarbonato transparente.

Graças às alterações, a dianteira do DS7 atualizado , além de se tornar mais elegante, também passa a ficar mais de acordo com os outros modelos da linha DS . Na traseira, a tendência de l anternas mais finas se mantém, e dão a impressão que o DS7 é mais largo do que realmente é. Além disso, há um elemento pintado de preto que conecta as lanternas, que apresentam um visual que lembra escamas.

Leia Também:  Volvo adota nova geração de motores e baterias nos SUVs XC60 e XC90

O interior também teve mudanças, mas são mais simples. A cabine agora tem uma tela de 12 polegadas, sensível ao toque, que conta com Android Auto e Apple CarPlay sem fio, além de um modo de visão noturna, mas ainda mantém uma alavanca física de câmbio, similar a vista no Peugeot 3008 , por exemplo.

Os motores consistem em opções a gasolina, diesel e versões híbridas plug-in . Dependendo do mercado, será oferecido um motor a diesel ou gasolina de 130 cv.

Com baterias de 14.2 kWh, e um motor elétrico para auxiliar na economia de combustível, o DS7 possui potência total de 228 cv nos modelos de tração dianteira e 304 cv nas versões de tração integral, o que é suficiente pra levar o modelo de 0 a 100 km/h em 5.6 segundos.

O DS7 renovado mede 4,60 m de comprimento, 1,62  de altura e 2,1 m de largura, sendo 2,7 m de entre-eixos.A novidade da marca francesa DS deve ser vendida a partir de setembro na Europa, e deve custar a partir dos € 54 mil (em torno de R$ 295.980 numa conversão simples).

Leia Também:  Ford vai ter novo crossover elétrico em parceria com a Volkswagen

A DS já foi vendida no Brasil entre 2012 e 2017 e ofereceu os modelos DS3, DS4 e DS5, e apesar de registrar alguns modelos atuais no Brasil, não há sinais de um retorno ao nosso país.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA