(65) 99638-6107

CUIABÁ

O mundo sobre rodas

Polestar quer ser rival da Porsche na categoria dos carros elétricos

Publicados

O mundo sobre rodas


source
Veja como será a estratégia da Polestar para os próximos anos
Divulgação

Veja como será a estratégia da Polestar para os próximos anos

A Polestar sempre foi uma ‘submarca’ da Volvo , mas desde 2015, o grupo sueco comprado pela chinesa Geely quer mudar o seu posicionamento. Nos últimos anos, a marca passou a lançar carros mais esportivos e luxuosos que sua ‘matriz’ sueca. E segundo o chefe-executivo da marca, Thomas Ingenlath, o objetivo é rivalizar com a Porsche.

“Estamos competindo com a Porsche para ver quem faz os melhores carros elétricos do mundo”, disse o executivo ao site alemão Auto Motor und Sport. “Nosso portfólio vai crescer muito nos próximos cinco anos. Então sairemos da sombra da Volvo e seguiremos de forma independente”.

Ingenlath se refere ao catálogo unificado das montadoras. Atualmente, os modelos Polestar são totalmente baseados na Volvo – e o executivo sugere que sua marca pode ter veículos totalmente independentes.

Leia Também:  Ford EcoSport sairá de linha nos EUA e ficará próximo do fim no mundo todo

Ao referenciar a Porsche como concorrente entre os carros elétricos, o chefe-executivo da Polestar também sugere que a marca pode lançar um concorrente para o Taycan. Isso deverá acontecer em meados de 2025, com o lançamento do Polestar 5. O futuro rival do Cayenne deve chegar nos próximos três anos, assim como o rival elétrico do Macan.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O mundo sobre rodas

Piloto põe raridades da Ferrari à venda e pode arrecadar R$ 40 milhões

Publicados

em


source


Coleção de Ferrari inclui um modelo de Fórmula 1 e supercarros icônicos, com 288 GTO e o 275 GTB/4
Divulgação

Coleção de Ferrari inclui um modelo de Fórmula 1 e supercarros icônicos, com 288 GTO e o 275 GTB/4

Um piloto de corrida pouco conhecido, Marcel Petitjean está colocado a sua invejável coleção de modelos da Ferrari cujo montante de 28 exemplares dos mais raros modelos serão oferecidos sem reservas em um leilão da RM Sotheby’s em Paris, no dia 2 de fevereiro.

Petitjean não teve muito sucesso como piloto de corrida nos anos 60, mas com certeza compensou mais tarde com seus investimentos inteligentes. O ex-piloto até pensou em abrir um museu do automóvel , mas seus planos fracassaram e mais tarde ele decidiu vender as raridades.

Entre as preciosidades, estão uma 288 GTO de 1985, com apenas 272 unidades fabricadas e esta em específico, conta com apenas 9.600 quilômetros. O preço? Pelo menos US$ 2,8 milhões de dólares, ou R$ 15.164.800, em conversão simples.

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Leia Também:  Ford EcoSport sairá de linha nos EUA e ficará próximo do fim no mundo todo

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Outra das raridades é a 275 GTB/4 de 1966, a primeira Ferrari de produção a ser equipada com a versão de quatro árvores de cames no cabeçote do V12. Provavelmente chegará a mais de US$ 2,2 milhões de dólares (R$ 11.915.200).

Outros destaques incluem uma Ferrari 250 GT Series II Cabriolet restaurada de 1959 e uma Ferrari 250 GT/L Berlinetta de 1964. Ambos apresentam o motor V12 “Colombo” de bloco curto de 3,0 litros e, sem dúvida, adicionarão quase R$ 40 milhões de reais à conta bancária de Petitjean.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA