(65) 99638-6107

CUIABÁ

O mundo sobre rodas

Nissan começa a produzir nova geração da Frontier nos Estados Unidos

Publicados

O mundo sobre rodas


source
Apesar do visual arrojado, modelo é feito sobre chassi usado no Brasil entre 2008 e 2017
Divulgação

Apesar do visual arrojado, modelo é feito sobre chassi usado no Brasil entre 2008 e 2017

A Nissan confirma o início da produção da Frontier renovada no Mississippi (Estados Unidos), com visual exclusivo e muitas diferenças na comparação com o modelo produzido na Argentina.

Apesar do visual exclusivo, a Nissan Frontier dos Estados Unidos ainda é baseada no mesmo chassi da picape que foi feita entre 2008 e 2017 na fábrica brasileira de São José dos Pinhais (PR), uma geração mais antiga do que a variação internacional atualmente oferecida no Brasil.

O conjunto mecânico foi atualizado, com motor 3.8 V6 a gasolina de 314 cv, combinado a um câmbio automático de nove marchas. Outras melhorias feitas na nova Frontier 2022 dos Estados Unidos foi a adoção do sistema de direção hidráulica com pinhão e cremalheira, que substitui o sistema setor e rosca sem fim (outra antiga particularidade da picape americana), garantindo respostas mais rápidas e menos esforço na direção, e a adoção de novos coxins na carroceria e suspensão, para reduzir a vibração e melhorar o conforto em rodagem.

Leia Também:  Hyundai HB20 ganha nova versão 1.0 turbo, com câmbio manual

A Nissan  renovou lista de equipamentos de conforto e comodidade na nova geração da picape, com itens como carregador de celular por indução, central multimídia com tela de 9″ e compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto, painel com tela de 7″, assentos dianteiros do tipo Zero Gravity, câmera de 360° com modo off-road e detector de objetos em movimento.

O pacote de equipamentos de segurança inclui frenagem autônoma de emergência, monitor de pontos cegos e tráfego cruzado na traseira com frenagem autônoma e os alertas de risco de colisão frontal e de mudança involuntária de faixa.

A nova geração da Frontier estreia no Estados Unidos no início do segundo semestre, com as opções de cabine estendida ou dupla, com caçamba longa ou curta. Já o sistema de tração pode ser 4×4 com reduzida ou nas rodas traseiras.

A gama da nova Nissan Frontier inclui também a versão PRO-4X, que além das quatro rodas motrizes traz preparações para melhorar o desempenho no off-road, como diferencial blocante eletrônico e placas metálicas de proteção do assoalho.

Leia Também:  Já rodamos com a Honda Africa Twin com câmbio do tipo DCT
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O mundo sobre rodas

Pagou-se 44,3% a mais para abastecer com gasolina na virada do ano

Publicados

em


source
No Réveillon de 2020 para 2021, a gasolina estava custando R$ 4,775. Já neste, o valor chegou a R$ 6,847
Reprodução: iG Minas Gerais

No Réveillon de 2020 para 2021, a gasolina estava custando R$ 4,775. Já neste, o valor chegou a R$ 6,847

De acordo com o mais recente levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), 2022 inicia com o valor médio da gasolina sendo cobrado a R$ 6,828 nos postos brasileiros, um pequeno recuo de 0,89% em relação a dezembro de 2021, quando o valor do litro estava em R$ 6,890.

Já o etanol , fechou os primeiros dias do ano a R$ 5,758, um recuo de 0,36% no valor, que no mês passado estava a R$ 5,779. Porém, se comparado ao mês de janeiro de 2021, a gasolina ainda está 41,79% mais cara e o etanol 52,37%.

O levantamento também analisou os preços em relação ao feriado de Ano Novo, dias 31 de dezembro de 2021, 1 e 2 de janeiro deste ano, e identificou que os brasileiros pagaram 43,39% mais caro pela gasolina , se comparado ao mesmo período do ano anterior.

No Réveillon de 2020 para 2021, a gasolina estava custando R$ 4,775. Já neste, o valor chegou a R$ 6,847. O preço do etanol também apresentou acréscimo em relação ao Réveillon 2020/21, de 53,19%, passando de R$ 3,707 para R$ 5,679.

Leia Também:  Haojue NK 150: conheça a 'trail' que chega ao Brasil em 2022

Os preços pelo Brasil

Na relação 70/30, a gasolina continua sendo a opção mais vantajosa para os motoristas abastecerem, exceto para GO e MT
Divulgação

Na relação 70/30, a gasolina continua sendo a opção mais vantajosa para os motoristas abastecerem, exceto para GO e MT

Na análise regional, o cenário mudou se comparado a dezembro passado, com a Região Sudeste comercializando a gasolina pelo valor mais alto do País, a R$ 6,897, mesmo com baixa de 0,75%.

Bem como no mês anterior, o valor mais barato para o combustível foi novamente encontrado na Região Sul, por R$ 6,556. Os postos sulistas também apresentaram o maior recuo para o valor da gasolina, de 2,48%.

Ainda analisando o comportamento das médias nas regiões, também houve mudança em relação ao etanol mais caro. Desta vez, a maior média foi registrada no Norte, a R$ 6,109, alta de 0,31%, em relação a dezembro. Já o etanol mais barato, se manteve no Centro-Oeste, comercializado a R$ 5,442, mesmo com alta de 1,80% no valor.

Leia Também

Leia Também

Nos destaques por Estado, o IPTL identificou uma baixa expressiva no valor da gasolina nos postos de abastecimento do Rio Grande do Sul, um reflexo da redução na alíquota do ICMS, divulgada pelo governo e implementada no Estado no primeiro dia do ano.

Leia Também:  Já rodamos com a Honda Africa Twin com câmbio do tipo DCT

Os postos gaúchos apresentaram uma redução de 5,35% no valor do combustível, que passou de R$ 7,032 para R$ 6,656. Mesmo assim, o menor valor médio para a gasolina foi encontrado no Amapá, a R$ 6,334. O Rio Grande do Sul também registrou a maior redução para o etanol (5,60%), que passou de R$6,983 para R$6,592.

Todos os Estados brasileiros apresentaram recuo no valor da gasolina, com exceção da Bahia, que registrou um aumento de 0,80% no valor, passando de R$6,859 para R$6,914; e do Rio Grande do Norte, onde a gasolina ficou 0,64% mais cara, passando de R$ 6,899 para R$ 6,943. Assim como em dezembro, o Rio de Janeiro registrou o litro mais caro da gasolina no País, a R$ 7,224.

Com a redução de 2,48% no valor do etanol, em relação a dezembro, o Estado de São Paulo apresentou o menor preço para o combustível, vendido a R$ 4,952. Já os postos do Pará registraram o maior valor médio para o litro, a R$ 6,596. O maior aumento para o etanol foi identificado em Alagoas (1,25%), passando de R$5,665 para R$5,736.

“Na relação 70/30, a gasolina continua sendo a opção mais vantajosa para os motoristas abastecerem, de acordo com o Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Exceto para o Estado de Goiás e Mato Grosso, que tiveram o etanol como o mais favorável e para o Amapá onde não foi possível analisar”, ressalta Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasi.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA