(65) 99638-6107

CUIABÁ

O mundo sobre rodas

Lamborghini terá supercarro híbrido nas 24 Horas de Le Mans em 2024

Publicados

O mundo sobre rodas

source
Lamborghini poderá disputar as 24 Horas de Le Mans em 2024
Divulgação

Lamborghini poderá disputar as 24 Horas de Le Mans em 2024

A divisão de competição da Lamborghini, a Squadra Corse, anuncia que em 2024 irá participar do Campeonato Mundial de Endurance – provas de longa duração – e também no campeonato norte-americano, o IMSA.

Um esboço de um veículo de competição também foi mostrado, e pode ser como a Lamborghini pensa seu futuro competidor pelas 24 Horas de Le Mans.

Com um visual bastante agressivo, a ilustração mostra um veículo com elementos de outros modelos da Lamborghini , como o formato parecido com o Essenza SCV12 (feito exclusivamente para as pistas) e com o elemento óptico trazido do Sián.

A tendência é que o modelo tenha um visual ainda mais agressivo na versão final, quando irá receber todos os apêndices aerodinâmicos necessários para competir.

Leia Também:  Jeep Commander Limited TD:  SUV mostra sua verdadeira vocação

O veículo irá participar da categoria LMDh, e por conta do novo regulamento conjunto entre IMSA e WEC , poderá disputar os dois campeonatos.

Por ordem de regulamento, a motorização será híbrida , com as fabricantes escolhendo o formato e capacidade do motor, mas não podendo passar de 670 cv, já com o motor elétrico .

A Lamborghini ficará a cargo da fabricação do motor e adaptação do chassis à sua linguagem visual. Por regra e redução de custos, os competidores na LMDh compram a parte estrutural dos carros de corrida de quatro empresas, e rumores dizem que a Lamborghini terá apoio da Ligier .

Stephan Winkelmann, CEO da Lamborghini comentou o anúncio: “Essa aproximação com o ápice da competição de resistência é um marco histórico na Lamborghini. Vamos nos provar contra os melhores, nas pistas mais desafiadoras do mundo.” Declarou Winkelmann.

A entrada na categoria faz sentido para a Lamborghini , já que planeja que em 2024 todos seus modelos tenham algum tipo de motorização híbrida .

“Esse movimento dá ainda mais visibilidade para o nosso programa de competições, que já é um sucesso, e ainda nos permite testar tecnologias . Nossos protótipos LMDh serão nossos mais sofisticados laboratórios, mas em quatro rodas”, completou o executivo.

Leia Também:  Stellantis teme efeito de uma recessão econômica para carros elétricos

Desde 2015, o programa Lamborghini Squadra Corse já venceu mais de 40 campeonatos pelo mundo e agora irá competir pela vitória geral em provas tradicionais como às 24 Horas de Le Mans e 12H de Sebring, mas os veículos Supertrofeo e GT3 seguirão sendo desenvolvidos e competindo simultaneamente.

Entrando na competição em 2024, a Lamborghini irá enfrentar marcas como Acura , BMW , Cadillac , Alpine , Toyota , Peugeot e Ferrari , além das “irmãs” de Grupo Volkswagen: Porsche e Audi .

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O mundo sobre rodas

Saiba tudo sobre o carro elétrico que Gil do Vigor deu para sua irmã

Publicados

em

source


Caoa Chery iCar tem autonomia estimada em 282 km. de acordo com dados da marca chinesa
Divulgação

Caoa Chery iCar tem autonomia estimada em 282 km. de acordo com dados da marca chinesa

A Caoa Chery  lança seu primeiro subcompacto elétrico no Brasil, o iCar com motorização 100% elétrica da marca. Importado da China, onde é vendido há cinco anos, está em sua quarta geração, já teve mais de 200 mil unidades vendidas. Logo que o carro chegou ao Brasil, o ex-BBB Gil do Vigor resolveu presentear a irmã com o modelo .

Gil do Vigor resolveu caprichar no presente para sua irmã. Nesta sexta-feira (24), Juliana ganhou um carro elétrico branco
Reprodução

Gil do Vigor resolveu caprichar no presente para sua irmã. Nesta sexta-feira (24), Juliana ganhou um carro elétrico branco


Para garantir leveza, a Caoa incorporou ao hatch elétrico alguns compoentes de alumínio de aviação com polímeros de alta resistência. A empresa explica que isso garante economia na produção, resistência às diversas condições climáticas e 20% a 30% mais leve em relação às carrocerias em aço.

Leia Também:  BYD inicia produção de placas solares de alta potência

Antes de chegar, o iCar teve a suspensão reforçada, além de adaptações no motor. Sua bateria tem com capacidade total de 30,8 kWh, com sete estágios de regeneração de energia, e o motor com potência de 45 kW (61 cv) e torque de 15,3 kgfm . A autonomia é de 282 km.

Segundo a fabricante chinesa , a bateria pode ser carregada em apenas 36 minutos em estações de carga rápida (eletropostos), em pelo menos cinco horas em sistema de carregamento portátil e em onze horas com cabo emergencial em tomada de três pinos.

Equipado com kit de reparo de pneus, o Caoa Chery iCar traz ainda cabo portátil de carregamento de emergência – 220V / 20ª , além de monitor de pressão e temperatura dos pneus, câmera traseira e sensor de estacionamento, controle de estabilidade e freio eletrônico AutoHold, entre outros itens.

Na parte interna, o iCar traz painel de Instrumentos é em LCD, digital e colorido e a multimídia de 10,25” e tela colorida sensível ao toque. Os bancos dianteiros possuem regulagem elétrica, volante multifuncional, além de duas entradas USB e carregamento de celular wireless.

De acordo com a Caoa Chery , o iCar será comercializado no mercado brasileiro em versão única por R$139.990 . Trata-se do modelo elétrico mais em conta disponível no Brasil hoje em dia. Custa menos que o Renault Kwid e-Tech (R$ 142.990).

O Caoa Chery iCar é menor que um  Fiat Mobi  ou  Renault Kwid  (3,68 m ante 3,20 m do Caoa Chery). Apesar de pequeno, o modelo traz o visual do eQ1 chinês, mas com algumas diferenças, como as luzes de neblina em formato redondo, ao invés do vertical do modelo chinês.

O elétrico da Caoa Chery também traz a configuração 2+2, com os assentos traseiros sendo bem pequenos, mas conta com teto panorâmico, assistente de partida em rampa e de descida.

Além disso, o  iCar  ainda traz controle de ar-condicionado no volante, 7 configurações de regeneração de baterias, suspensão independente, freios a disco nas quatro rodas. O porta-malas é de apenas 100 litros, mas pode ser expandido para 380, caso os bancos traseiros sejam rebatidos, entre outros itens.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA