(65) 99638-6107

CUIABÁ

O mundo sobre rodas

GM irá retornar à Europa, mas apenas para vender carros elétricos

Publicados

O mundo sobre rodas

source
Lyriq será o primeiro elétrico da Cadillac e com grandes chances de marcar a volta da GM à Europa
Divulgação

Lyriq será o primeiro elétrico da Cadillac e com grandes chances de marcar a volta da GM à Europa

A General Motors planeja retornar ao mercado europeu cinco anos após a venda da Opel e Vauxhall para o Grupo PSA. Mas, dessa vez, vai oferecer apenas modelos elétricos.

O mercado de veículos elétricos na Europa está aquecido. Atualmente é o segundo maior do mundo, ficando atrás apenas da China. De olho nesse panorama, a CEO da fabricante, Mary Barra, revelou os planos da GM.

Segundo Barra, “vendemos a Opel há cinco anos para a atual Stellantis e não temos remorso da venda de um negócio de combustão interna. Porém, identificamos uma oportunidade de crescimento, e podemos retornar à Europa como uma marca exclusivamente elétrica.”

Após 16 anos consecutivos fechando no vermelho, Opel e Vauxhall passaram a ser lucrativas após apenas um ano sob administração dos novos donos, e se tornaram pioneiras na mobilidade elétrica no continente.

Chevrolet Equinox EV é outro modelo elétrico da GM que poderá ser vendido na Europa
Divulgação

Chevrolet Equinox EV é outro modelo elétrico da GM que poderá ser vendido na Europa

Leia Também:  Mercedes divulga teaser do novo SUV GLC híbrido plug-in

A venda da Opel por cerca de US$ 2.2 bilhões permitiu que a GM realizasse investimentos principalmente no mercado chinês, além de desenvolver carros elétricos e autônomos. Após a venda das marcas, a participação da GM na Europa se resumia apenas a oferecer o Camaro , Corvette e alguns modelos da Cadillac selecionados.

Em novembro do ano passado foi anunciada a criação de uma startup de mobilidade da GM na Europa, que iria contar com os veículos elétricos da fabricante, além de tecnologias de software autônomo para serviços de frotas e logística.

A executiva se recusou a dizer quais modelos planejam vender na Europa e quando a operação vai se iniciar, mas o SUV Cadillac Lyriq é um forte candidato a ser o primeiro modelo vendido. Depois, as versões eletrificadas do Corvette e também é provável que as versões elétricas de Blazer e Equinox também cheguem à Europa.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O mundo sobre rodas

Tecnologias contribuem para redução de  acidentes de trânsito em 30%

Publicados

em

source


Monitoramento eletrônico do trânsito ajuda a reduzir acidentes e mortes, segundo estudo  da RENAEST
Marcelo Casal Jr/Agencia Brasil

Monitoramento eletrônico do trânsito ajuda a reduzir acidentes e mortes, segundo estudo da RENAEST

De acordo com dados divulgados pelo Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (RENAEST), da Secretaria Nacional de Trânsito, pasta do Ministério da Infraestrutura, o número de mortes por acidentes de trânsito caiu em 30% no Brasil, entre os anos de 2011 e 2020.

Em 2011 o Brasil registrou 44.553 mortes resultantes de acidentes de transporte . O número baixou para 33.625 em 2018 e para 11.647 em 2021. Já o número de acidentes em 2021, foi de 632.764 registros, volume 33% menor se comparado ao ano de 2020, com 845.872 acidentes.

Com as novas regras no Código Brasileiro de Trânsito (CTB) – que passaram a valer neste ano – e investimentos em educação e planejamento estratégico especialistas acreditam que os números de acidentes no Brasil deverão melhorar.

Leia Também:  Mercedes divulga teaser do novo SUV GLC híbrido plug-in

Entre as tecnologias que têm ajudado a reduzir o número de acidentes no trânsito estão os radares , que atualmente são dotados de softwares que também conseguem emitir dados referentes à quantidade de pessoas que se deslocam de uma origem a um destino, de acordo com o horário, modo de transporte utilizado, (matriz origem-destino), velocidade média, tempo médio de percurso, entre outros.

O especialista em mobilidade, Guilherme Araújo, conta que a partir dos dados gerados pelos radares é possível comprovar uma redução média de até 35 vezes no comportamento irregular dos condutores em locais em que os equipamentos estão instalados.

Em apenas um mês a Velsis, uma das empresas brasileiras responsáveis pela fabricação de tecnologia em mobilidade , monitora três vezes mais do que o valor da frota nacional em passagens de veículos. Ao todo, são 370 milhões de passagens fiscalizadas por meio de equipamentos instalados em rodovias e vias do país.

“Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os radares servem para garantir a segurança da população. Ao aferir a velocidade, a tecnologia ajuda a evitar acidentes e mortes em vias, rodovias e em locais como no entorno de escolas, hospitais e residências”, afirma Guilherme Araújo.

Leia Também:  Idosos acima de 60 anos podem pedir cartão de estacionamento gratuito
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA