(65) 99638-6107

CUIABÁ

O mundo sobre rodas

Conheça a Astro, uma bicicleta elétrica surpreendentemente rápida

Publicados

O mundo sobre rodas

source
Bicicleta elétrica pode rodar até 128 km com carga e alcança os 52 km/h
Divulgação

Bicicleta elétrica pode rodar até 128 km com carga e alcança os 52 km/h

O setor de mobilidade elétrica cresce rapidamente o redor do mundo, e enquanto Carros elétricos ainda são opções muito caras, o segmento de Veículos elétricos leves aumenta sua participação nos mercados graças à Scooters, bicicletas elétricas e ciclomotores.

Uma empresa de Hong Kong chamada C3STROM busca abrir caminhos no setor de bicicletas elétricas com seu novo produto, chamado de Astro.

Além de trazer um desenho moderno inspirado em motocicletas , o modelo conta com um quadro de linhas retilíneas, farol retangular e rodas grandes com pneu de perfil alto, dando um ar de mini motocicleta para a e-bike .

O quadro é construído a partir da posição da bateria , fazendo que ela fique integrada à estrutura. Posicionada abaixo da linha horizontal do quadro, a bateria é disponibilizada em duas opções: 780 wH no modelo de entrada e 1040 wH na versão Pro , que segundo a fabricante, é capaz de 96 a 128 km de autonomia, dependendo das baterias escolhidas.

Leia Também:  Tecnologia e preços altos impulsionam o compartilhamento de carros

O motor da Astro é integrado ao cubo da roda traseira e poderá gerar 750 W (1 cv) e 8 kgfm de torque. O modelo contará com dois modos de condução , o C3 e o Off-Road. No modo C3 a velocidade da bicicleta será limitada a 45 km/h enquanto no modo fora de estrada será oferecido mais performance, e a velocidade da e-bike poderá chegar aos 52 km/h.

Para reduzir essa velocidade, a Astro possui garfo telescópico na dianteira, com as duas rodas equipadas com freios hidráulicos a disco , a roda traseira não possui nenhum sistema de redução de impacto, mas conta com o câmbio de 7 marchas fornecido pela Shimano.

O modelo elétrico deve estar disponível no mercado europeu e norte-americano no segundo semestre do ano, e apenas nas cores prata e cinza escurecido. O modelo básico chegará às lojas por US$ 1,699 e o modelo PRO por US$ 1,899 (R$ 8.711,45 e R$ 9.736,93, respectivamente, numa comversão simples).

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O mundo sobre rodas

Tecnologias contribuem para redução de  acidentes de trânsito em 30%

Publicados

em

source


Monitoramento eletrônico do trânsito ajuda a reduzir acidentes e mortes, segundo estudo  da RENAEST
Marcelo Casal Jr/Agencia Brasil

Monitoramento eletrônico do trânsito ajuda a reduzir acidentes e mortes, segundo estudo da RENAEST

De acordo com dados divulgados pelo Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (RENAEST), da Secretaria Nacional de Trânsito, pasta do Ministério da Infraestrutura, o número de mortes por acidentes de trânsito caiu em 30% no Brasil, entre os anos de 2011 e 2020.

Em 2011 o Brasil registrou 44.553 mortes resultantes de acidentes de transporte . O número baixou para 33.625 em 2018 e para 11.647 em 2021. Já o número de acidentes em 2021, foi de 632.764 registros, volume 33% menor se comparado ao ano de 2020, com 845.872 acidentes.

Com as novas regras no Código Brasileiro de Trânsito (CTB) – que passaram a valer neste ano – e investimentos em educação e planejamento estratégico especialistas acreditam que os números de acidentes no Brasil deverão melhorar.

Leia Também:  Mercedes divulga imagens do sedã EQE, irmão menor do EQS

Entre as tecnologias que têm ajudado a reduzir o número de acidentes no trânsito estão os radares , que atualmente são dotados de softwares que também conseguem emitir dados referentes à quantidade de pessoas que se deslocam de uma origem a um destino, de acordo com o horário, modo de transporte utilizado, (matriz origem-destino), velocidade média, tempo médio de percurso, entre outros.

O especialista em mobilidade, Guilherme Araújo, conta que a partir dos dados gerados pelos radares é possível comprovar uma redução média de até 35 vezes no comportamento irregular dos condutores em locais em que os equipamentos estão instalados.

Em apenas um mês a Velsis, uma das empresas brasileiras responsáveis pela fabricação de tecnologia em mobilidade , monitora três vezes mais do que o valor da frota nacional em passagens de veículos. Ao todo, são 370 milhões de passagens fiscalizadas por meio de equipamentos instalados em rodovias e vias do país.

“Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os radares servem para garantir a segurança da população. Ao aferir a velocidade, a tecnologia ajuda a evitar acidentes e mortes em vias, rodovias e em locais como no entorno de escolas, hospitais e residências”, afirma Guilherme Araújo.

Leia Também:  Tecnologia e preços altos impulsionam o compartilhamento de carros
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA