(65) 99638-6107

CUIABÁ

O mundo sobre rodas

Confira 5 dicas antes de pegar a estrada no feriado do Dia de Finados

Publicados

O mundo sobre rodas


source


Vale a pena ter cautela na estrada seguindo as recomendações da direção defensiva para evitar acidentes
Divulgação

Vale a pena ter cautela na estrada seguindo as recomendações da direção defensiva para evitar acidentes

No último feriado prolongado, entre os dias 9 e 12 de outubro, a Polícia Rodoviária Federal registrou 973 acidentes apenas nas rodovias federais de todo o país com 75 mortes . Além disso, houve 783 pessoas flagradas no bafômetro e 4.800 atuações por falta de cinto de segurança em todos os passageiros e 268 motoristas foram multados por uso de celular enquanto dirigiam .  

Para que o próximo feriado do dia 2 de novembro, Dia de Finados , isso não se repita, a Younder , uma plataforma digital de educação que tem por objetivo oferecer experiências de aprendizagem, por meio da tecnologia traz cinco dicas para motoristas dirigirem com mais segurança.

Para isso, a especialista em tecnologia educacional e CEO da Younder , Claudia de Moraes, indica 5 atitudes que todo bom condutor de frota precisa saber para aprimorar as habilidades da direção segura e inteligente.

Leia Também:  Nissan Versa passa a contar com antena estilo tubarão

1 – Conheça e aplique as técnicas de direção defensiva

Segundo a executiva, a direção defensiva é de extrema importância, pois prepara o condutor para imprevistos e eventualidades que podem surgir no trânsito e que exigem a melhor tomada de decisão possível em um curto espaço de tempo.

Claudia enfatiza ainda que o treinamento de direção defensiva é indicado tanto para condutores profissionais de frota – como caminhoneiros, por exemplo -, para colaboradores que utilizam veículos da empresa – vendedores, equipe de trade marketing –   e para evitar os acidentes de trajeto, na ida ou volta do trabalho.

Leia Também

2 – Tenha um comportamento preventivo

Claudia de Moraes enfatiza que não cabe somente a equipe de gestão de frotas realizar a gestão de riscos nas estradas. Para ela, é fundamental que cada condutor faça a sua parte para antecipar e prever as eventualidades durante o trânsito e possíveis problemas com os veículos. “É imprescindível tomar atitudes prudentes e fazer revisões periódicas”, alerta.

Leia Também

3 – Tenha uma conduta ética e respeitosa no trânsito

As atitudes definem a forma como as pessoas se relacionam. Por isso, respeite as leis. O respeito à elas é fundamental para manter uma rotina ética e respeitosa. Evite dar “jeitinhos” e colocar em risco a sua vida e a dos outros. Seja íntegro e transmita confiança para todos que trabalham com você.

Leia Também:  Seminovos da Fiat são os mais valorizados em 2021; veja a lista

4 – Mantenha a distância adequada

É preciso cuidado e se dar conta do perigo que é andar colado ao veículo à frente. Mantenha uma certa distância do veículo à frente para fazer manobras, desvios e até realizar uma freada brusca com segurança, em uma emergência. Use o bom senso, olhe os retrovisores com frequência e respeite a velocidade.

5 – Conheça as políticas de segurança da empresa

 O Código Brasileiro de Trânsito é o principal guia para dirigir com segurança, mas, além dele, é recomendável estar por dentro das regras de segurança da empresa em que atua.

As políticas corporativas são pensadas para atender as necessidades especificas do negócio. As mais comuns incluem evitar danos ao veículo, diminuir custos operacionais e reforçam ainda mais a própria segurança dos condutores.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O mundo sobre rodas

Piloto põe raridades da Ferrari à venda e pode arrecadar R$ 40 milhões

Publicados

em


source


Coleção de Ferrari inclui um modelo de Fórmula 1 e supercarros icônicos, com 288 GTO e o 275 GTB/4
Divulgação

Coleção de Ferrari inclui um modelo de Fórmula 1 e supercarros icônicos, com 288 GTO e o 275 GTB/4

Um piloto de corrida pouco conhecido, Marcel Petitjean está colocado a sua invejável coleção de modelos da Ferrari cujo montante de 28 exemplares dos mais raros modelos serão oferecidos sem reservas em um leilão da RM Sotheby’s em Paris, no dia 2 de fevereiro.

Petitjean não teve muito sucesso como piloto de corrida nos anos 60, mas com certeza compensou mais tarde com seus investimentos inteligentes. O ex-piloto até pensou em abrir um museu do automóvel , mas seus planos fracassaram e mais tarde ele decidiu vender as raridades.

Entre as preciosidades, estão uma 288 GTO de 1985, com apenas 272 unidades fabricadas e esta em específico, conta com apenas 9.600 quilômetros. O preço? Pelo menos US$ 2,8 milhões de dólares, ou R$ 15.164.800, em conversão simples.

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Leia Também:  Mercedes-Benz mostra o conceito EQG, versão elétrica do Classe G

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Colecao de Ferraris. Foto: Divulgação

Outra das raridades é a 275 GTB/4 de 1966, a primeira Ferrari de produção a ser equipada com a versão de quatro árvores de cames no cabeçote do V12. Provavelmente chegará a mais de US$ 2,2 milhões de dólares (R$ 11.915.200).

Outros destaques incluem uma Ferrari 250 GT Series II Cabriolet restaurada de 1959 e uma Ferrari 250 GT/L Berlinetta de 1964. Ambos apresentam o motor V12 “Colombo” de bloco curto de 3,0 litros e, sem dúvida, adicionarão quase R$ 40 milhões de reais à conta bancária de Petitjean.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA