(65) 99638-6107

CUIABÁ

O mundo sobre rodas

Chevrolet S10 da linha 2022:  veja vídeo com detalhes da versão LTZ da picape

Publicados

O mundo sobre rodas


source
Chevrolet S10 2022: rodas novas e com desenho inédito como única novidade na picape antes da chegada da nova geração
Divulgação

Chevrolet S10 2022: rodas novas e com desenho inédito como única novidade na picape antes da chegada da nova geração

Entre as picapes médias mais vendidas no Brasil está a Chevrolet S10, que conta com um bom custo benefício se forem levados em conta itens como motorização, preço e equipamentos de série.

No caso da versão LTZ da picape, podemos encontrar quase todos os itens da versão HighCountry , perdendo apenas os bancos marrons, rodas exclusivas e o “Santo Antônio” na caçamba, que para muitos usuários da picape não faz muita diferença.

E para a linha 2022 da Chevrolet S10 , apenas as rodas de liga leve da versão LTZ são inéditas. As poucas novidades mostram que a GM não deve adotar mais mudanças na picape até a chegada da nova geração, que deve ser lançada entre 2023 e 2024.

Leia Também:  Óbitos em acidentes com bicicletas em São Paulo tem redução de 43,6%

Tanto a versão com motor diesel, quanto a  versão 2.5 flex  vêm com os mesmos itens de série. O destaque fica por conta do ar condicionado digital, central multimídia com Apple CarPlay e Android Auto, sendo o CarPlay sem fio, volante com direção elétrica, partida remota, apenas para citar os principais equipamentos .

Você viu?

Apesar de bons itens, algumas coisas ainda não mudaram na picape , como o volante adotado desde o inicio desta geração (sem ajuste de profundidade), ausência de faróis de LED ou com lâmpadas de xenônio e sensor de ponto cego. Porém, alguns itens de tecnologia de segurança foram aplicados, como assistente de faixa e frenagem autônoma com detecção de pedestres.

Mais detalhes da Chevrolet S10 2022

Alerta de mudança indevida de faixa está entre os dispositivos eletrônicos da Chevrolet S10 da linha 2022
Divulgação

Alerta de mudança indevida de faixa está entre os dispositivos eletrônicos da Chevrolet S10 da linha 2022

No caso do motor 2.8 diesel, a picape rende 200 cavalos e bons 51 kgfm de torque máximo. E as versões flex têm 2.5 litros de cilindsrada e 205 cavalos, contando com o mesmo câmbio automático de seis marchas.

Leia Também:  Vendas de carros usados mantêm acumulado positivo

Atualmente a versão flex da S10 2022 parte de R$ 159.330, na versão Advantage, com cabine dupla. Se for escolher a LTZ, como a unidade avaliada, o preço sobe para R$ 199.070.  mesma versão da Chevrolet S10 com motor turbodiesel sai por R$ 240.380 e a topo de linha High Country , atinge os R$ 248.760.

Entre as rivais da S10 está a Ford Ranger Black , que parte de R$ 179,790, com motorização 2.2 turbodiesel. A Nissan Frontier Attack 4×4 turbodiesel custa R$ 220.450 e a Toyota Hilux SR 4×4 2.8 , R$ 230.280. Há também a Mitsubishi L200 Sport GLS (R$ 227.990) e a VW Amarok Highine V6 turbodiesel de R$ 273.290.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O mundo sobre rodas

Honda Accord híbrido se mostra  confortável e faz até 17,6 km/l

Publicados

em


source
Honda Accord híbrido é o primeiro modelo eletrificado que a marca traz ao Brasil, onde chegarão mais dois até 2023
Guilherme Menezes/ iG Carros

Honda Accord híbrido é o primeiro modelo eletrificado que a marca traz ao Brasil, onde chegarão mais dois até 2023

Se você quiser conhecer do que uma marca é capaz, veja o melhor modelo que ela oferece. Quando falamos de Honda, é o Accord e:HEV que aparece. Ao longo de seus 45 anos de vida, evoluiu e evoluiu, até chegar à sua 10ª geração, que é exatamente o carro que testamos aqui. O Honda Accord é a síntese da tradicional mentalidade japonesa, que, conforme a própria montadora diz, “o mínimo para a máquina e o máximo para o homem”.

Importado dos Estados Unidos, o Honda Accord híbrido chega por R$ 310.990, próximo de rivais europeus como o Audi A4 , mais em conta do que rivais de preço europeus, como o Audi A4, Volvo S60 BMW Série 3 e o recém lançado Mercedes Classe C . O ponto é que, por mais que não tenha apelo tão esportivo quanto eles, é imbatível em economia de combustível, espaço interno e capacidade de malas.

Mesmo a carroceria do Accord é maior do que a maioria deles. Levantamos algumas especificações para trazer mais detalhes. Tem 4,89 metros de comprimento, 1,86m de largura, 1,45m de altura e 574 litros de porta-malas.

Interessante é como os ocupantes se acomodam com conforto de sobra, aproximando-se de sedãs ainda maiores como BMW Série 5 , Audi A6 , Mercedes Classe E, entre outros. Muito disso se deve graças aos 2,83 metros de entre-eixos do modelo da Honda .

Impressões

Foto: Guilherme Menezes/iG Carros

Foto: Guilherme Menezes

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Leia Também:  Citroën C4 Cactus ganha desconto de R$ 2,5 mil e condições especiais

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Por fora, o Accord híbrido é sóbrio, elegante e grande. Suas novas rodas de 17 polegadas, novos para-choque e grade frontal e faróis de neblina em LED redesenhados, enquanto na traseira a novidade é o novo acabamento inferior no para-choque, são as principais marcas da sua renovação.

No interior, algo que poderia ser mais moderno (e, logo, um pouco melhor), é sua central multimídia. Ela tem todas as últimas funções de conectividade e pareamento com celulares, mas já é possível encontrar alternativas mais fáceis de usar (não que a multimídia do Honda Accord seja complicada).

De resto, caiu muito bem a mudança do seletor do câmbio do Accord , que agora é operado por botões, bem como a acessibilidade para outras funções por meio do volante multifuncional. Complementa o requinte do interior, as saídas de ar-condicionado na traseira, acabamento de couro nas laterais, linhas modernas que misturam o futurista com o conservador, entre outros atributos.

Desliza no asfalto

Na conectividade, o sistema de áudio agora permite a integração com as tecnologias de conectividade sem fios
Divulgação

Na conectividade, o sistema de áudio agora permite a integração com as tecnologias de conectividade sem fios

Ao volante, puro conforto e acerto ideal para a proposta. O carro é bem silencioso, macio e estável. O que o Accord (e os carros japoneses, de forma geral) tem de sossego ao volante, os alemães (principalmente Audi e BMW ) têm de precisão e desempenho. São referência na mesma medida, mas em searas distintas.

E é aí que entendemos como seu público-alvo é tão cativo quanto o dos alemães (ainda que, novamente, cada um desses perfis de usuário costumam ser bem diferentes uns dos outros). Isso nos leva à conclusão de que o Accord até concorre com os europeus, mas não tanto assim.

Voltando dos pensamentos e mergulhando no que interessa, a sensação ao dirigir é bem relaxante. Quando selecionamos o modo Eco, que intercala o motor a combustão de ciclo Atkinson com os dois elétricos, faz até 17,6 km/l na cidade e 17,1 km/l na estrada,segundo o Inmetro.

Leia Também:  MP permite posto de bandeira vender combustível de outros fornecedores

O híbrido da Honda consegue ser tão econômico (ainda mais na cidade), por conta do pouco uso do motor a combustão. Ao arrancar, por exemplo, apenas os motores elétricos funcionam.

E o mais legal é seu modo de condução semi-autônomo. Rodamos na estrada para analisar seu funcionamento. Vimos o quão inteligente, preciso e suave é a capacidade de leitura e de tomada de decisão. Bem fácil de acionar, de configurar e de ganhar confiança na atuação da tecnologia. Isso sim é o casamento entre a tradição e a tecnologia.

Leia Também

Se optar pelo modo Sport, todos os seus 215 cv de potência combinada e 32,1 kgfm estão sempre à disposição. Com isso, é capaz de acelerar até 100 km/h em 7,5 segundos e chegar aos 187 km/h, de acordo com dados da fabricante.

Leia Também

Leia Também

Leia Também

O desempenho do Honda Accord híbrido é tão elástico que, se não fosse pelo câmbio CVT, poderia até superar esses números. Entretanto, o câmbio é mais um dos responsáveis pela sua eficiência, algo que preserva sua razão de ser.

Leia Também

Leia Também

Conclusão

É claro que o mercado automotivo está praticando preços elevados tanto para modelos novos quanto seminovos. E, apesar dos mais de R$ 300 mil cobrados pelo Honda Accord, o carro tem seus atributos.

Certamente, o modelo não dará tanta manutenção, bem como se manterá atual, mesmo depois de anos de uso. O Accord é um carro que sempre teve o meu respeito e, agora, passo a apreciá-lo ainda mais.

Ficha técnica: Honda Accord e:HEV (Hybrid)

Preço: R$ 310.990

Motor: Combustão: 145 cv a 6.200 rpm; 17,8 kgfm a 3.500 rpm; elétrico: 184 cv e 32,1 kgfm; Combinada: 215 cv e 32,1 kgfm.

Câmbio: Automático CVT, tração dianteira

Suspensão: McPherson na dianteira, multilink na traseira; rodas de 17 polegadas com pneus 225/50 R17

Peso: 1.555 kg em ordem de marcha

Porta-malas: 574 litros.

Tanque: 48,5 litros

Consumo: cidade: 17,6 km/l; estrada: 17,1 km/l (gasolina), segundo o Inmetro

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA