(65) 99638-6107

CUIABÁ

O mundo sobre rodas

Alfa Romeo 75 Turbo: aceleramos o único exemplar existente no Brasil

Publicados

O mundo sobre rodas


source


Para muitos, o 75 Turbo é considerado o último Alfa Romeo por ter sido o derradeiro modelo da marca com tração traseira
Renato Bellote

Para muitos, o 75 Turbo é considerado o último Alfa Romeo por ter sido o derradeiro modelo da marca com tração traseira

Alfa Romeo. A combinação dessas duas palavras, fruto do sobrenome do seu criador, traz a tona sentimentos de paixão e muita história. A marca foi fundada em 1910, em Milão, e fez história nas pistas e nas ruas para criar uma legião de entusiastas mundo afora.

O objetivo inicial de Nicola Romeo, sem dúvida alguma, foi o automobilismo. A marca milanesa se destacou em várias provas tradicionais em seu país de origem, como a Targa Florio , e logo alçou voos maiores. Vale lembrar que a Alfa Romeo foi a primeira equipe a conquistar um título mundial de Fórmula 1 .

O sucesso nas pistas logo se refletiu em modelos de rua bastante divertidos. A história mostra uma evolução constante da marca , inclusive em termos de motorização e otimização do desempenho. Como outras marcas italianas a gestão sempre foi um grande problema e, ao longo dos anos, passou para as mãos do governo e terminou na Fiat .

Leia Também:  Fiat Pulse terá o motor 1.0 turbo mais potente do Brasil

O exemplar da matéria é único no Brasil. Em 1987 foram criados apenas 500 exemplares de homologação para o grupo A. E apenas esse está no Brasil. Debaixo do capô temos o motor turbo, com 155 cavalos, além de radiador de óleo e intercooler.

O 75 Turbo Evoluzione é um carro pra lá de divertido. Para muitos ele é considerado o último Alfa Romeo, justamente por ser, durante muitos anos, a última opção equipada com a tão apreciada tração traseira. Isso só voltaria nos modelos mais atuais, lembrando que 164 166, ícones italianos , tinham tração dianteira. Um pecado para máquinas tão belas.

Guiar o carro é uma experiência bastante completa. E empolgante. Como todos os modelos turbinados dos anos 80 ele traz o turbolag. Em outras palavras, uma certa demora para encher a turbina. Se isso pode parecer uma deficiência está enganado. Assim que o caracol entra em ação o cuore sportivo mostra a que veio. Como já dito empolgação de sobra.

Uma outra característica bastante apreciada é o escapamento . O proprietário mandou fazer um sob medida justamente para explorar as sensações ao volante. Com o coletor dimensionado de fábrica e os engates mais longos experiência se torna muito interessante. Até a próxima semana. Arrivederci!

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O mundo sobre rodas

GM investe US$ 51 milhões para motores elétricos da picape Silverado

Publicados

em


source


A previsão é de lançar o Silverado EV em 2023. Antes disso, no no que vem, versão V8, a combustão deverá chegar ao Brasil
Divulgação

A previsão é de lançar o Silverado EV em 2023. Antes disso, no no que vem, versão V8, a combustão deverá chegar ao Brasil

Para ampliar o seu leque de ofertas de utilitários elétricos, a GM anuncia um investimento de US$ 51 milhões para apoiar fundições de unidades de propulsão para o Chevrolet Silverado EV, cuja v ersão a combustão deverá desembarcar no Brasil em 2022 .

Até então, quem optasse por um utilitário da GM, teria o Hummer e o Lyriq , ambos bem caros para a maioria até para o bolso dos norte-americanos. Assim, a Silverado elétrica seria, digamos, um modelo de entrada para o mundo dos ‘EVs’.

De acordo com a marca, a previsão é de lançar o Silverado EV em 2023 cuja fabricação será na planta da GM em Michigan na Factory Zero, e compartilhará a plataforma BEV3 com o Hummer.

Leia Também:  Motorhome Knaus Van I: uma prática casa sobre rodas

Leia Também

A Factory Zero é uma fábrica exclusiva para veículos elétricos e foi inagurada recentemente só para atender aos novos conceitos de eficiência e zero emissões e que servirá de modelo para as futuras instalações da GM como a nova Silverado.

Todo o sistema de acionamento da picape totalmente elétrica será produzido na Bedford Aluminium Casting Facility, com sede em Indiana, após um investimento de U$$ 51 milhões.

Inaugurada em 1942, a fábrica da  GM já recebeu US$ 37 milhões em 2016, bem como US$ 127,4 milhões em 2015. O local emprega atualmente cerca de 900 trabalhadores.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA