(65) 99638-6107

CUIABÁ

O mundo sobre rodas

ACC faz motoristas abusarem mais do limite de velocidade, aponta pesquisa

Publicados

O mundo sobre rodas


source
Pesquisa avaliou os dados de condução de 40 motoristas da cidade de Boston (EUA)
Divulgação

Pesquisa avaliou os dados de condução de 40 motoristas da cidade de Boston (EUA)


A popularizaçao de tecnologias criadas para deixar os carros mais seguros está fazendo com que os motoristas assumam os riscos de adotar uma postura mais agressiva no trânsito. É o que aponta uma pesquisa feita nos Estados Unidos pelo IIHS , instituto de segurança viária ligado às seguradoras, que apontou que os condutores ficam 24% mais dispostos a ultrapassar os limites de velocidade enquanto guiam com o ACC (uma das siglas que identificam o controle adaptativo de velocidade de cruzeiro) acionado.


Feita com o auxílio do MIT, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts, a pesquisa analisou o comportamento ao volante de um grupo de 40 motoristas, que foram acompanhados por um período de quatro semanas nas vias da cidade de Boston. Durante este período, parte do grupo guiou um Range Rover Evoque 2016 com o ACC e outra parte um Volvo S90 2017 com o ACC e o sistema de direção semiautônomo Pilot Assist.

Leia Também:  Piaggio revela scooter elétrico voltado para o público juvenil

De acordo com o estudo, em vias com limite de 55 mph (88,5 km/h), a velocidade média com o ACC ou o Pilot Assist ativado foi 1 mph (1,6 km/h) superior à registrada sem o uso dos auxílios eletrônicos de direção. Pode não parecer muito, mas de acordo com uma projeção estatística feita pelo IIHS, o impacto disso seria uma elevação de 10% nos riscos de um acidente fatal.

O estudo ressalta, no entanto, que serão necessários novos estudos para avaliar quanto desses efeitos negativos podem ser contrabalançados pela capacidade dessas mesmas tecnologias de evitar acidentes. Mas o IIHS destaca que esses assistentes eletrônicos poderiam ser um pouco mais restritivos, já que nos carros testados a regulagem de velocidade do ACC podia ser feito em incrementos de 5 mph (8 km/h). Algo que pode explicar parcialmente os fato de os motoristas abusarem dos limites.

Até há pouco tempo restrito a carros importados, o ACC já pode ser visto em modelos produzidos no Brasil, como o Volkswagen Nivus, Toyota Corolla, o recém-lançado Corolla Cross e o Jeep Compass.

Leia Também:  Vazam fotos da nova esportiva Yamaha R7 da linha 2022
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O mundo sobre rodas

Projeto de Lei quer liberar importação de carros usados no Brasil

Publicados

em


source
Alfa Romeo Giulia
Divulgação

Alfa Romeo Giulia

O Projeto de Lei 237/2020 pode autorizar a importação de carros seminovos e usados no Brasil, independentemente da idade. Desde 1991, a importação é restrita a veículos diplomáticos, antigos ou de colecionadores, contanto que tenham sido fabricados há 30 anos ou mais.

O texto do deputado federal Marcel van Hattem (Novo-RS) sugere que qualquer pessoa possa fazer a importação, independentemente da idade do veículo. A primeira audiência aconteceu na Câmara dos Deputados nesta sexta-feira (17).

A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados demonstra preocupação com a possibilidade da liberação. Há o temor de que a autorização acarrete na importação de veículos de alto potencial de poluição, ou que sejam considerados ‘sucatas’ em seus países de origem.

Há também a preocupação com a idade da frota brasileira, que pode ficar ainda mais antiga com a autorização da importação. 

Leia Também:  Off-road, misto ou all terrain: escolha o pneu certo para o seu SUV ou picape
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA