(65) 99638-6107

CUIABÁ

O melhor detergente é a luz do sol

Touro de Ouro foi guardado em depósito da B3 e não deve ser exposto novamente

Publicados

O melhor detergente é a luz do sol

 

 

source
Touro de Ouro da B3 sendo removido
Reprodução/redes sociais

Touro de Ouro da B3 sendo removido

O Touro de Ouro da Bolsa de Valores brasileira, a B3, que foi removido da região central da cidade de São Paulo na noite de terça-feira (23), foi enviado para um depósito onde a B3 mantém seu acervo. A informação foi dada à Folha de S. Paulo nesta quarta-feira (24) pela própria Bolsa, que afirmou que não tem planos imediatos de uma nova exposição.

A retirada da estátua aconteceu algumas horas depois que a Comissão de Proteção à Paisagem Urbana (CPPU) da Secretaria Municipal de Urbanismo da capital paulista concluiu que o Touro de Ouro é uma peça publicitária  e foi instalado sem autorização.

Por cinco votos a quatro, os julgadores entenderam que a leitura de QR Code direcionando para redes sociais da B3 e do artista plástico Rafael Brancatelli mostra o intuito de divulgação de marcas. Os membros ainda lembraram que o sócio da XP Investimentos, Pablo Spyer, foi um dos investidores da obra, que pode estar associada a divulgação de sua escola para educação financeira, Touro Inc.

A instalação irregular é passível de multa, que pode ser aplicada pela Subprefeitura da Sé. O órgão aguarda o processo da CPPU para determinar o valor da condenação.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O melhor detergente é a luz do sol

CULTURA DE MATO GROSSO: Trajetória do artista Benedito Nunes é perpetuada em site e documentário

Publicados

em

 

Apelidado carinhosamente de Van Gogh do Cerrado, a trajetória do artista plástico Benedito Nunes está eternizada no site que leva o nome dele, e que conta com detalhes a história de vida e o legado cultural deixado pelo mato-grossense, que gostava de retratar a natureza da região e o cotidiano da cuiabania. Aprovado no edital Conexão Mestres da Cultura, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), o projeto ‘Tributo ao Mestre do Cerrado: Benedito Nunes’, conta também com o documentário ‘Se essa rua fosse Nunes’, com estreia para esta sexta-feira (26.11), na plataforma digital que homenageia o artista.

Falecido em março do ano passado, aos 63 anos de idade, Benedito Nunes é considerado um dos mais importantes artistas da famosa ‘Geração 80’. Nascido em 1956, era pintor, desenhista, professor e escultor. Ganhou reconhecidos prêmios nas artes visuais, participou de importantes exposições no Brasil e fora do país. E, os seus 30 anos de história com a arte, a biografia é contada pelo professor e crítico de arte Laudenir Antônio Gonçalves, disponível no site lançado pelo projeto.

Leia Também:  JORNALISTA JÂNIO DE FREITAS: No Brasil, a democracia e seus adeptos têm dívida impagável com a corrupção

A plataforma traz também o documentário ‘Se essa rua fosse Nunes’, produzido a partir das imagens e narração sobre as obras do artista. Também estão disponíveis no site uma galeria virtual e uma oficina apresentada pela proponente do projeto ‘Tributo ao Mestre do Cerrado: Benedito Nunes’, a artista Tânia Pardo.

“Nunes, além de ser um artista acessível e carismático, era famoso por retratar o cenário mato-grossense. Assim ficou conhecido como o Van Gogh do Cerrado, deixando sua marca na arte brasileira. Foi um grande artista, premiado em vários salões, não só em Mato Grosso, mas também fora. Reconhecido no Brasil por seu estilo, nos deixou um grande legado”, destaca Tania Pardo.

Conexão Mestres da Cultura – O edital surgiu para compartilhar os saberes e fazeres artísticos e culturais do estado, reconhecendo o trabalho desenvolvido por pessoas impactaram a cultura mato-grossense, considerando sua contribuição para o fortalecimento da cultura do estado e sua importância para a comunidade que atua.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA