(65) 99638-6107

CUIABÁ

O melhor detergente é a luz do sol

SÃO GONÇALO BEIRA RIO: BPW inaugurará sábado, 19, primeiro ateliê do Chita & Fuxico em parceria com a Associação Cultural Flor Ribeirinha

Publicados

O melhor detergente é a luz do sol

A Associação Cultural Flor Ribeirinha da comunidade de São Gonçalo Beira Rio, receberá o projeto Chita & Fuxico, idealizado pela Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais-BPW Cuiabá. Neste sábado, 19 de junho, ás 9 horas, será inaugurado o primeiro ateliê de costura do  projeto, Núcleo Flor Ribeirinha, em evento híbrido, transmitido por meio da plataforma Zoom, pelo Youtube, para várias partes do país, e exterior, mercados internacionais prospectados com apoio da BPW Brasil.

Há quase 20 anos a Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais-BPW Cuiabá, vem desenvolvendo projetos que impactam positivamente a sociedade. Tem uma trajetória marcada por ações que empoderam a mulher em diversas esferas, e também contribuem com o empreendedorismo feminino.

O Chita & Fuxico foi criado em 2018 e já tem sua marca registrada. Contempla em seu eixo estrutural a qualificação e a autonomia econômica de mulheres em situação de vulnerabilidade social, por renda, vítimas de violência doméstica e mães com filhos portadores de necessidades especiais.

Na parceria, a Associação Cultural Flor Ribeirinha está disponibilizando espaço da sua sede, reformado e equipado pela BPW, para a produção e aprendizagem, coordenará o projeto localmente, selecionará as participantes e as facilitadoras de confecção de chita e do fuxico, que inicialmente serão custeadas com recursos da ONG Feminina que recebeu doações e adquiriu máquinas de costuras e matérias primas através de live musical solidária realizada no ano passado.

Leia Também:  Lilo Pinheiro propôs, lutou e construiu: Cuiabá já tem seu Centro Integrado de Referência no Atendimento ao Autista. A unidade será administrada pela Associação dos Amigos do Autista e terá atendimento nas áreas de saúde e escolarização

Visando tornar o projeto uma griffe, com costura criativa, utilizando tecidos de cores alegres que fazem parte da cultura, tradição e regionalidade, a presidente da BPW Cuiabá, Zilda Zompero diz que a organização no estágio atual, intenciona não só o mercado local, mas busca também o nacional e internacional.

Para auxiliar no objetivo de conquistar mercados, a BPW Cuiabá está contando com a consultoria especializada de Fernanda Maximiano e Lais Gulin, além da conselheira superior e  coordenadora da Comissão de Responsabilidade Social, Sueli Batista. No lançamento do projeto Chita & Fuxico, Mariza Bazo, conselheira superior da BPW Cuiabá, fará apresentação da linha de produtos.

 

No lançamento do projeto Chita & Fuxico, serão leiloadas obras de arte dentro da temática do Chita & Fuxico.

Serão leiloadas obras de arte dentro da temática do Chita & Fuxico. As telas foram doadas pelos artistas Adriano Figueiredo, Rafael Jonnier, Odete Venâncio e Nadja Lammela. Duílio Sampaio, doou uma viola de cocho.

Na ocasião, o Grupo Flor Ribeirinha fará uma apresentação de parte de seu repertório de dança, terá ainda música regional com a participação de Pescuma, e a cantora Deize Águena, coordenadora da Comissão de Cultura da ONG Feminina, que estará acompanhada do violonista Rusível.

Leia Também:  ANTÔNIO WAGNER: A RGA, não é uma "siglazinha", ela representa a dignidade salarial de muita gente, por isso é um direito previsto na Constituição Federal. Pague-o, senhor Governador!

A fundadora e presidente da Associação Cultural e do Grupo Flor Ribeirinha, Domingas Leonor, enaltece a importância do projeto da BPW para a comunidade de São Gonçalo Beira Rio. Ela frisa que é um dos projetos mais esperados, tendo em vista o trabalho com as mulheres que terão oportunidade de costurar, criar e elaborar novas peças. “É com muito orgulho que recebemos o Chita & Fuxico, que terá muito sucesso. O projeto atenderá a nossa comunidade e bairros com a qualificação, que poderá gerar renda para as famílias, e será desenvolvido aqui no Quintal”, disse ela, reforçando que através da arte e da cultura, os projetos transformam a vida das pessoas. As ações por meio das parcerias ganham força e estimulam a comunidade.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O melhor detergente é a luz do sol

PASTORAL DA ECOLOGIA INTEGRAL: Ato Ecumênico marca protesto de comunidades religiosas contra ameaças ao Rio Cuiabá e ao Pantanal. Próximo evento é manifestação para pressionar pela derrubada do veto de Mauro Mendes à lei que proibe PCHs

Publicados

em

 

Próximo evento é manifestação para acompanhar votação de veto de Mauro Mendes à lei que proíbe PCHs

 

Convocado pela Pastoral da Ecologia Integral da Arquidiocese de Cuiabá e pelo Conic – Conselho Nacional de Igrejas Cristãs, um ato ecumênico marcou protesto da comunidade religiosa da capital contra as ameaças recentes contra a sustentabilidade do rio Cuiabá e do Pantanal de Mato Grosso nesta quarta-feira, 10 de agôsto.O evento aconteceu nas dependências da Igreja do Rosário e de São Benedito e, em meio aos cânticos e preces, foram muitos os protestos contra a decisão do governador do Estado, empresário Mauro Mendes, de vetar a lei aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado que proíbe a construção de pequenas centrais elétricas no leito do rio Cuiabá. O veto do governador deve ser apreciado pelos deputados estaduais no próximo dia 24, data para qual os religiosos já estão convocando uma nova manifestação.

Cerca de 70 pessoas participaram do ato ecumênico coordenado pelo vigário geral de Cuiabá, padre Deusdédit de Almeida e pelo padre Aloir Pacini. A celebração também contou com pastores das igrejas anglicana (Hugo Armando Sanchez) e luterana (Teobaldo Witter) e um representante das igrejas de matrizes africanas (Paulo Henrique Silva). O procurador de Justiça Luis Scalope falou pelo Ministério Público Estadual e na plateia estiveram, entre outros, o deputado Wilson Santos, autor da lei que proibiu a construção de pequenas centrais elétricas no Rio Cuiabá, o secretário municipal de Cultura, Aluizio Leite, presidente do Partido Verde em Cuiabá, a vereadora Edna Sampaio e a professora Enelinda Scala, do Partido dos Trabalhadores, bem como o advogado Diogo Botelho, secretário geral do PDT em Mato Grosso e o sindicalista Oscarlino Alves, do Fórum Sindical.

Leia Também:  FILÓSOFO VLADIMIR SAFATLE: Neste momento, a população brasileira vê, atônita, a preparação de um golpe de estado tosco, primário e farsesco. No lugar da Nova República, o Brasil, depois do golpe, assumirá sua feição de Estado Oligárquico de Direito. Um estado governado por uma oligarquia que, como na República velha, transformou as eleições em uma pantomima vazia. Uma oligarquia que já mostrou seu projeto: uma política de austeridade que não temerá privatizar escolas (como já está sendo feito em Goiás), retirar o caráter público dos serviços de saúde, destruir o que resta dos direitos trabalhistas por meio da terceirização e organizar a economia segundo os interesses não mais da elite cafeeira, mas da elite financeira

O encontro foi ritmado o tempo todo pelo entonação do cântico “Tudo Está Interligado”, conduzido pelo padre Deusdédit, acompanhado ao violâo por Cireneu Kuhn. A canção é baseada na Enciclica Laudato Si, publicada em 2015, de forte compromisso ecológico. “Tudo está interligado, como se fôssemos um/ Tudo está interligado nesta casa comum” – proclamava o refrão, que ecoou diversas vezes durante a noitada, que começou com música e terminou com música, com os manifestanes cntando em coro o clássico de Mário Zan e Arlindo Pinto, “Chalana”, acompanhados pela sanfona do padre Deusdédit.

Encarregado da leitura de trechos da Biblia Sagrada, o pastor Teobaldo Witter, depois de dizer que o Pantanal está sendo destruído para servir às riquezas, leu no Evangelho Segundo São Lucas, capítulo 12, a passagem em que Jesus Cristo relata a parábola do rico insensato, terminando por clamar: “Louco, esta noite pedirão a tua alma e o que tens preparado, para quem será?!”. Teoboldo aproveitou citação para criticar o governador Mauro Mendes e sua intenção de destruir o Pantanal, permitindo a sua exploração econômica. “Louco! Podem contar pro Mauro Mendes. E aqueles deputados que querem acatar o veto dele (do governador à lei da Assembleia contra as PCHs) também são loucos” – garantiu o pastor luterano.

Leia Também:  Colunista Mario Sergio Conti ressalta a “honradez pessoal” de Dilma Rousseff e critica os que tentam associá-la à escândalos: ‘Querer ligá-la à corrupção é, pois, injustiça extravagante. No entanto, lá está ele, Eduardo Cunha, o Sinistro, à frente da horda que quer expulsá-la do Planalto. O cretinismo parlamentar, expressão três vezes repetida em "O 18 do Brumário", contaminou a nação’

Em sua fala, o procurador Scalope festejou o reencontro com companheiros de luta de muito anos e alertou para os fortes ataques que se fazem, atualmente, visando invalidar importantes leis de preservação do meio ambiente em nosso Estado. Destacou o fato de, por apenas um voto, o Ministério Público ter conseguido contribuir para que o Tribunal de Justiça preservasse o Parque do Cristalino II, no Norte do Estado. Chamou de criminosa a decisão recente que permite o avanço da exploração econômica dentro da área do Pantanal. E sintetizou: “Esse realmente é um momento muito entristecedor”.

 

Para o próximo dia 24, quando o veto do governador deve ser levado à apreciação do plenário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, os organizadores do ato ecumênico de quarta-feira, já estão planejando nova manifestação, com caminhada da Praça Ulisses Guimarães, na Avenida do CPA, até à Assembleia, para pressionar os parlamentares, de acordo com o que informa o coordenador da Pastoral Ecológica Integral, o sociólogo e professor aposentado da UFMT Juacy da Silva. “Precisamos, claro, juntar muito mais, muito mais gente para que essa pressão surta efeito”, promete.

 

 

CLIQUE NO LINK ABAIXO E VEJA COMO FOI O ATO ECUMÊNICO, ACESSANDO ENOCK CAVALCANTI DA SILVA, NO FACE

https://www.facebook.com/1732705034/videos/591226152596849/

 

Juacy da Silva com Padre Deusdédit e o blogueiro Enock Cavalcanti, depois do ato. Fotos Vanessa Moreno

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA