(65) 99638-6107

CUIABÁ

O melhor detergente é a luz do sol

ARTISTA DE MATO GROSSO: Everton Almeida, cantor e professor da Unemat Tangará, lança o álbum Sol de Agosto com músicas autorais e poemas de Marta Cocco

Publicados

O melhor detergente é a luz do sol

 

No dia 18 de junho será lançado o álbum Sol de Agosto, com músicas de Everton Almeida e poemas de Marta Cocco. O EP é composto de 5 canções autorais e 4 poemas. O lançamento será feito pelo canal do músico no Youtube. O projeto foi selecionado no edital MT Nascentes da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

Os temas das canções giram em torno de imagens e sons da cultura nordestina, num hibridismo com o espaço mato-grossense e referências da música popular brasileira. A canção tema do álbum, Sol de Agosto, é uma composição em parceria com Ricardo Novais, músico de Belo Horizonte, feita a partir de um poema do livro Norte, de Everton Almeida.

“Sol de Agosto” homenageia os pais do músico. “Foi o primeiro poema que fiz em referência à cultura de meu pai e minha mãe, a nordestina. É dela, na figura deles, que vem minha primeira experiência rítmica, melódica, semântica e afetiva. Por isso, faço poesia e música por eles e para eles, que sempre me mostraram que é possível resistir às secas da terra e a dos humanos”.

Leia Também:  RENATO GOMES NERY: Existe atualmente uma febre pelas lutas corporais. Pessoas normais ficam excitadas. Torcem. Sofrem. Alegram e festejam. Se há repúdio, inclusive legal, por brigas de galos e por qualquer tipo de violência contra as pessoas e animais, por que a violência é incitada e glorificada prazerosamente?

A gravação do álbum conta com voz e violão de Everton Almeida e a participação dos músicos Wesley Alves (guitarra), Jorge Félix (teclado/piano), Izaque Menezes (baixo), Jefferson Corrêa (bateria), Thiago Gasparino (violoncelo), Maycon Alves (viola), Ricardo Novais (voz), Alberto Salgado (voz) e Júnior Ferreira (acordeon).

Everton Almeida é cuiabano, músico, escritor e professor de Literatura na Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), de Tangará da Serra. Estudou violão com Toni Fernandes e Carlos Menezes, foi diretor musical da Cia de Teatro Mosaico e cantor no grupo vocal Candimba. Desde 2014, vem trabalhando com projetos e ações culturais em Tangará da Serra.

Serviço

Lançamento do EP Sol de Agosto

Data: 18 de junho de 2021 (sexta-feira)

Local: Canal de Everton Almeida no Youtube

Fonte: GOV MT

Eveerton Almeida, cantor e compositor, MT. Divulgação

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Lei e ordem

Juiz federal Ciro Arapiraca atende OAB-MT e CRA-MT e veta atuação de 19 empresas de administração de condomínios como a Colsutese Contabilidade, Planserv Assessoria, Emi-ka, Alternativa Serviços Administativos, Apex Administradora, Atentto Adm Condominial e L2PM Consultoria, que ofereciam serviços jurídicos de forma irregular em Mato Grosso – LEIA AÇÃO DA OAB E DECISÃO DO JUIZ CIRO ARAPIRACA

Publicados

em


A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT), por meio de sua Comissão de Direito Condominial, em parceria com o Conselho Regional de Administração de Mato Grosso (CRA-MT), obteve decisão liminar deferida em Ação Civil Pública impetrada contra dezenove empresas de administração de condomínios que ofereciam serviços jurídicos de forma irregular em Mato Grosso. 

 

Segundo a presidente da OAB-MT, Gisela Cardoso, a decisão é uma vitória para a advocacia. “Uma de nossas missões é coibir o exercício irregular da advocacia, tanto para defender os interesses dos jurisdicionados, quanto para garantir a ampliação mercado de trabalho para os profissionais da área devidamente qualificados. Esta decisão reflete o compromisso da Ordem com a defesa da advocacia”, comemorou.  

 

A ação resultou de estudo elaborado pela Comissão da OAB-MT que identificou que as empresas captavam clientes a partir da divulgação de supostos serviços de assessoria, consultoria e orientação jurídicas, ajuizamento de ações, cobranças extrajudiciais/judiciais e outros. Segundo a Ordem, além de cometer exercício irregular da profissão, [as empresas] reduzem drasticamente a possibilidade de trabalho dos advogados (as), pela atividade ilícita de captação que exercem.

 

Em todo o país tem sido corriqueiro, com aumento considerável de ocorrências, a usurpação aos ditames da Lei 8.906/1994, que veda de maneira clara a prestação de serviços advocatícios por pessoa física ou jurídica que não esteja inscrita nos quadros da OAB. A advocacia, especialmente, a condominialista, têm sofrido os impactos disso em sua atuação”, explica o presidente da Comissão de Direito Condominial da OAB-MT, Miguel Zaim.

 

O juiz federal da Primeira Vara, Ciro José de Andrade Arapiraca, em decisão publicada nesta segunda-feira (17), acolheu todos os pedidos da Ordem e concedeu tutela de urgência determinando que as empresas retirem de seus sites e redes sociais toda e qualquer menção ao oferecimento de assessoria jurídica e suspendam imediatamente a divulgação de qualquer material de mídia que contenham tais serviços. Além disso, determinou a suspensão imediata da execução de quaisquer atividades privativas da advocacia e da captação de clientes baseada nesses serviços. 

 

O magistrado fixou ainda multa diária no valor de R$ 2 mil caso no caso de descumprimento da decisão. Segundo a decisão liminar, no caso concreto “verifica-se clara violação ao artigo 28 do Código de Ética e Disciplina da OAB. O periculum in mora também se encontra presente, pois se mostra essencial que não se permita que esses atos possam continuar a ser praticados, evitando-se, assim, prejuízos de terceiros”.

 

Leia Também:  FAISSAL CALIL: Identifico óbices financeiros, culturais e comportamentais para o desenvolvimento de MT

 

FONTE: ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL seccional de Mato Grosso

OAB-MT e CRA-MT Impetram ACP Contra Empresas de Administração Condominial Que Oferecem Serviços Jurídicos I… by Enock Cavalcanti on Scribd

Juiz Federal Ciro Arapiraca Atende OAB-MT em ACP contra empresas de administração de condomínios by Enock Cavalcanti on Scribd

Ciro Arapiraca, juiz federal e Gisela Amaral, da OAB MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA