(65) 99638-6107

CUIABÁ

O melhor detergente é a luz do sol

Hospital Estadual Santa Casa, de Cuiabá, realiza 30 cirurgias pediátricas em dois dias

Publicados

O melhor detergente é a luz do sol

 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) e o Hospital Estadual Santa Casa promovem o primeiro mutirão de cirurgias pediátricas eletivas após o início da pandemia pela Covid-19. Em 48 horas, a unidade hospitalar realizará 30 procedimentos cirúrgicos de hérnia e de postectomia em crianças com até 14 anos de idade, pelo programa Mais MT Cirurgias, lançado em julho pelo Governo de Mato Grosso.

Nesta sexta-feira (15.10), serão realizadas 15 cirurgias pediátricas e, no sábado (16.10), ocorrerão mais 15 procedimentos cirúrgicos.

O secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, destacou que as equipes técnicas estão empenhadas na meta de reduzir drasticamente a fila de espera por cirurgia eletiva em Mato Grosso.

“Estamos em uma força tarefa que conta com o empenho brutal de todos os profissionais que compõem as equipes dos nossos hospitais. Queremos realizar 800 cirurgias por mês no Hospital Estadual Santa Casa e 2 mil cirurgias por mês em toda a nossa rede. Esse esforço se soma à atuação dos municípios e dos consórcios intermunicipais de saúde para vencermos o desafio de realizar 25 mil cirurgias eletivas nos próximos 12 meses”, disse o gestor.

Leia Também:  JOSÉ ANTONIO LEMOS: O Dutrinha foi adquirido pela prefeitura sob a alegação de que seria reformado. Finda a temporada 2012, este é o momento certo para reformar o gramado, hoje a mais urgente carência do futebol cuiabano.Jogar em casa aqui é desvantagem.

“O mutirão contempla pacientes infantis que já estavam regulados pelos municípios e que aguardavam pela retomada das cirurgias eletivas, que estão sendo liberadas gradativamente até atender toda a demanda”, acrescentou a diretora do Hospital Estadual Santa Casa, Patrícia Neves.

A ação de mutirão deve ocorrer periodicamente, contudo, entre o mês de julho e setembro de 2021, mais de 750 cirurgias eletivas já ocorreram regularmente nos hospitais geridos pelo Estado. Isto é, os procedimentos eletivos já estão avançando em Mato Grosso.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Dinheiro na mão é vendaval

Procon-RJ multa iFood em R$ 1,5 milhão por troca de nomes de restaurantes

Publicados

em

 

 

source
Empresa deverá pagar indenização por não prestar informações sobre alteração em nomes de restaurantes
Sophia Bernardes

Empresa deverá pagar indenização por não prestar informações sobre alteração em nomes de restaurantes

O iFood foi multado R$ 1.508.240 pelo Procon-RJ por não prestar informações necessárias que garantirassem que os dados dos clientes estavam seguros, após uma pane no sistema que levou os nomes de vários restaurantes listados pelo serviço de entregas serem substituídos por mensagens políticas, antivacina e dados de app rival no último dia 2 de novembro.

Segundo o Procon Carioca, o IFood chegou a informar que as alterações teriam sido feitas por uma empresa prestadora de serviço, mas que não houve vazamento de dados pessoais dos consumidores nem de informações sobre cartões de débito ou crédito cadastrados como meios de pagamento.

Leia Também

No entanto, como o aplicativo declara em sua política de privacidade compartilhar dados com empresas terceirizados, incluindo os meios de pagamento, o Procon Carioca pediu ao iFood esclarecimentos sobre a vulnerabilidade de exposoção de dados dos consumidores, como CPF, endereço, cartões.

O Procon Carioca solicitou também informações sobre quais estabelecimentos foram afetados por esse acesso indevido, por quanto tempo os nomes ficaram alterados, qual foi o prazo para correção do sistema, quantas compras foram realizadas durante o acesso indevido e qual a identificação da empresa prestadora de serviços que deu causa ao acontecimento e suas atribuições na gestão da plataforma.

Segundo o órgão de defesa do consumidor a ausência de documentos comprobatórios de que não houve vazamento de dados e sobre o incidentes em si levou à multa. A empresa ainda pode recorrer.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA