(65) 99638-6107

CUIABÁ

O melhor detergente é a luz do sol

Governo assina contrato para construção da 1ª Ferrovia Estadual de MT

Publicados

O melhor detergente é a luz do sol

 

O governador Mauro Mendes assina nesta segunda-feira (20.09) o contrato de adesão junto à Rumo Logística S/A para a construção, implantação e exploração de 730 quilômetros da primeira ferrovia estadual de Mato Grosso.

A assinatura ocorrerá em três atos distintos: em Cuiabá será às 9h30, no Centro de Eventos do Pantanal; em Nova Mutum, às 15h, no Centro de Eventos Casarin; e no município de Lucas do Rio Verde, às 18h, no Parque de Exposições Roberto Munaretto. Os três atos serão transmitidos ao vivo pelo Facebook do Governo de Mato Grosso.

A ferrovia vai interligar os municípios de Rondonópolis a Cuiabá, além de Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, conectando-se à malha ferroviária nacional, em direção ao Porto de Santos (SP).

O projeto prevê investimento de R$ 11,2 bilhões para a implantação da ferrovia estadual. Estudos realizados pela Rumo Logística indicam que mais de 230 mil empregos serão gerados durante os anos de construção da ferrovia.

Participam ainda dos eventos senadores, deputados federais, deputados estaduais, secretários de Estado, representantes da Rumo Logística, prefeitos e autoridades dos municípios que receberão o traçado da ferrovia.

Leia Também:  SAÍTO garante que Nelson Mandela, o Madiba, não morreu. E, para prová-lo, cita Cora Coralina: “Não morre aquele que deixou na terra a melodia de seu cântico na música de seus versos”

Coletiva

Em Cuiabá, o governador atenderá a imprensa em entrevista coletiva, às 9h30, no Centro de Eventos do Pantanal, com duração de 30 minutos.

Em Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, o governador atenderá aos jornalistas nos locais dos eventos.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O melhor detergente é a luz do sol

Desembargador Luiz Ferreira atende Ministério Público de Mato Grosso e afasta Emanuel da Prefeitura de Cuiabá. Policia encontrou uma mixaria de R$ 3,4 mil na casa do prefeito. LEIA INTEGRA DO PEDIDO DO MP-MT E DA DECISÃO DE LUIZ FERREIRA

Publicados

em

Os agentes do Ministério Público Estadual encontraram R$ 3,4 mil em espécie na casa do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), na madrugada desta terça-feira, durante a deflagração da operação que apura pretensas irregularidades em contratações temporárias feitas pela Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá.

No entanto, os agentes do MP não apreenderam os valores porque o consideraram irrisório para associá-lo a práticas de corrupção ou desvio de recursos públicos.

Na ação que resultou no afastamento do prefeito, o MP sustenta que a gestão de Emanuel descumpriu ordens judiciais e do TCE para suspender contratações temporárias da pasta da saúde durante o ano de 2018

Operação Capistrum

O Ministério Público e a Polícia Judiciária Civil, através do NACO (Núcleo de Ações de Competência Originária) da Procuradoria-Geral de Justiça, comandado pelo procurador Domingos Sávio, informam que em virtude de investigações originadas no Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa da capital, relacionadas a ilícitos perpetrados no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, postularam ao Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso medidas cautelares criminais visando a decretação de busca e apreensão e sequestro de bens em desfavor do Prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro e sua esposa Márcia Aparecida Kuhn Pinheiro, do Chefe de Gabinete Antônio Monreal Neto, da Secretária Adjunta de Governo e Assuntos Estratégicos Ivone de Souza e do Ex-Coordenador de Gestão de Pessoas Ricardo Aparecido Ribeiro, bem como de afastamento da função pública em relação a Emanuel Pinheiro, Antônio Monreal Neto e Ivone de Souza, e prisão temporária de Antônio Monreal Neto.

 

Leia Também:  OTACILIO PERON, pela CDL, questiona feriado religioso do dia 8

A ação pelo que se revelou até aqui tem por base delação premiada celebrada pelo ex-secretário de Saúde, Huark Douglas.

 

Os pedidos foram acolhidos pelo Tribunal de Justiça, através do desembargador Luiz Ferreira, no âmbito do procedimento de nº 47.520/2021, o qual corre em segredo de justiça.

O GAECO da capital e a DECOR (PJC-MT) prestaram apoio ao NACO para cumprimento dos mandados judiciais que foram cumpridos na presente data.

Além da medida criminal determinada pelo Egrégio Tribunal de Justiça, o Ministério Público propôs, através do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, ação cível por ato de improbidade administrativa visando a aplicação das sanções da lei de improbidade, bem como apresentou pedidos de indisponibilidade de bens e afastamento de agentes públicos.

 

Com informações do MP MT  e Issoé Noticia

 

 

Desembargador Luiz Ferreira Determina Afastamento de Emanuel Pinheiro Da Prefeitura de Cuiaba by Enock Cavalcanti on Scribd

 

 

Sávio e Ferreira

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA