(65) 99638-6107

CUIABÁ

O melhor detergente é a luz do sol

Governador do Piauí vê ajuste do ICMS como enganação e diz negociar acordo

Publicados

O melhor detergente é a luz do sol

 

 

source
Wellington Dias, governador do Piauí, prometeu ir ao STF conta projeto que ajusta ICMS
Reprodução/ GOVPI

Wellington Dias, governador do Piauí, prometeu ir ao STF conta projeto que ajusta ICMS

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), vê o projeto que ajusta o ICMS dos combustíveis uma enganação e disse negociar com o Senado para derrubar a proposta. A declaração foi dada em entrevista à coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo .

O texto prevê o ajuste da alíquota do imposto sobre etanol, gasolina e diesel à base cobrada nos últimos dois anos. A medida é uma alternativa para reduzir os preços nas bombas de combustíveis já que a inflação e os frequentes reajustes da Petrobras fizeram a gasolina, por exemplo, atingir a marca de R$ 7 em alguns estados.

Para Dias, a proposta terá pouco efeito imediato e trará prejuízos aos consumidores daqui a dois anos. O governador ainda defendeu a capitalização do fundo de equalização do combustível para reduzir o valor nas bombas rapidamente.

“É claro que se nós governadores soubéssemos que essa proposta da Câmara resolveria a situação do combustível, até aceitaríamos esse sacrifício. Mas sejamos sinceros, é uma enganação. E muita gente boa entrou na onda”, disse o petista.

Leia Também:  Personagens gays da Disney reforçam a certeza de que gays, lésbicas e transexuais têm o direito de ser representados no cinema

Leia Também

Com negociações chefiadas pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), a medida foi aprovada pela Casa por ampla maioria. O texto foi entregue ao Senado, onde, segundo informações de bastidor, deve passar sem maiores resistências.

Estados e municípios afirmam que a medida prejudica a arrecadação e poderá ocasionar em perdas de R$ 24 bilhões nos orçamentos estaduais e R$ 6 bilhões para cidades. Os governadores ainda negociam recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para invalidar a aprovação da proposta e manter as alíquotas atuais.

Segundo Dias, que tomou frente nas conversas entre os governadores, o Congresso Nacional não pode intervir em um imposto estadual. O recurso tem apoio dos governadores de São Paulo (João Doria), Rio de Janeiro (Cláudio Castro), Rio Grande do Sul (Eduardo Leite) e do Distrito Federal (Ibaneis Rocha).

Leia Também:  STF anula condenação trabalhista de R$ 17 bilhões da Petrobras

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O melhor detergente é a luz do sol

CULTURA DE MATO GROSSO: Trajetória do artista Benedito Nunes é perpetuada em site e documentário

Publicados

em

 

Apelidado carinhosamente de Van Gogh do Cerrado, a trajetória do artista plástico Benedito Nunes está eternizada no site que leva o nome dele, e que conta com detalhes a história de vida e o legado cultural deixado pelo mato-grossense, que gostava de retratar a natureza da região e o cotidiano da cuiabania. Aprovado no edital Conexão Mestres da Cultura, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), o projeto ‘Tributo ao Mestre do Cerrado: Benedito Nunes’, conta também com o documentário ‘Se essa rua fosse Nunes’, com estreia para esta sexta-feira (26.11), na plataforma digital que homenageia o artista.

Falecido em março do ano passado, aos 63 anos de idade, Benedito Nunes é considerado um dos mais importantes artistas da famosa ‘Geração 80’. Nascido em 1956, era pintor, desenhista, professor e escultor. Ganhou reconhecidos prêmios nas artes visuais, participou de importantes exposições no Brasil e fora do país. E, os seus 30 anos de história com a arte, a biografia é contada pelo professor e crítico de arte Laudenir Antônio Gonçalves, disponível no site lançado pelo projeto.

Leia Também:  FILÓSOFA MARILENA CHAUI: "Desmontagem" da democracia, no Brasil e ao redor do mundo, é resultado do poder da economia política neoliberal

A plataforma traz também o documentário ‘Se essa rua fosse Nunes’, produzido a partir das imagens e narração sobre as obras do artista. Também estão disponíveis no site uma galeria virtual e uma oficina apresentada pela proponente do projeto ‘Tributo ao Mestre do Cerrado: Benedito Nunes’, a artista Tânia Pardo.

“Nunes, além de ser um artista acessível e carismático, era famoso por retratar o cenário mato-grossense. Assim ficou conhecido como o Van Gogh do Cerrado, deixando sua marca na arte brasileira. Foi um grande artista, premiado em vários salões, não só em Mato Grosso, mas também fora. Reconhecido no Brasil por seu estilo, nos deixou um grande legado”, destaca Tania Pardo.

Conexão Mestres da Cultura – O edital surgiu para compartilhar os saberes e fazeres artísticos e culturais do estado, reconhecendo o trabalho desenvolvido por pessoas impactaram a cultura mato-grossense, considerando sua contribuição para o fortalecimento da cultura do estado e sua importância para a comunidade que atua.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA