(65) 99638-6107

CUIABÁ

O melhor detergente é a luz do sol

FMI alerta perigo da variante Delta e defende doação de vacinas a países pobres

Publicados

O melhor detergente é a luz do sol

 

 

source
FMI
Redação 1Bilhão Educação Financeira

FMI

O ritmo de recuperação da economia global ainda é prejudicado pela pandemia e pela desigualdade no acesso às vacinas entre os países. Esta é a avaliação feita pela economista-chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), Gita Gopinath, durante entrevista coletiva para comentar o último relatório “Panorama Econômico Mundial”, divulgado nesta terça-feira.

O relatório mostrou que o Fundo reduziu em 0,1 ponto percentual, em comparação com a previsão de julho, a sua projeção para o crescimento global ao final deste ano. Agora, a expectativa de crescimento é de 5,9%, enquanto para o final de 2022, a taxa permaneceu em 4,9%.

O FMI alertou que as ameaças de crescimento aumentaram, destacando obstáculos como a variante Delta, problemas nas cadeias de abastecimento, inflação acelerada e custos crescentes de alimentos e combustível.

E que o número agregado também mascarou grandes reduções para alguns países, especialmente nações de baixa renda, onde o acesso às vacinas continua limitado.

‘Grande divisão vacinal’

A economista-chefe ressaltou que o órgão está preocupado com a divergência de acesso aos imunizantes, especialmente em países de baixa renda. Segundo Gopinath, cerca de 96% da população em países de baixa renda permanece não vacinada, enquanto mais de 60% das economias avançadas estão totalmente vacinadas e algumas começaram a dar injeções de reforço.

“Existe o que chamamos de grande divisão vacinal, e essa é uma questão importante que precisa ser tratada. Mesmo durante o pico da pandemia no ano passado e neste ano, as economias avançadas foram capazes de fornecer muito mais em termos de apoio a gastos e receitas para seu povo, enquanto que para os mercados emergentes e economias em desenvolvimento esse apoio foi muito mais restrito porque eles têm apenas menos espaço fiscal.”

Leia Também

Além desse apoio menor, as economias emergentes e em desenvolvimento estão precisando retirar de forma mais rápida suas medidas de estímulo à economia, seja pela elevação de taxas de juros seja pelo corte de despesas.

Leia Também

Segundo o Fundo, as projeções de crescimento de alguns países emergentes foram revisadas para cima devido ao aumento dos preços de commodities, o que não foi o caso brasileiro.

Leia Também:  PAULO LEMOS: Todos que defendem ou praticam a violência contra presos ou não presos são criminosos e devem responder por isso

Doação de imunizantes

Os números divulgados pelo Fundo destacam a influência dessa discrepância vacinal mencionada pela economista-chefe durante a coletiva nas projeções de crescimento dos países.

Para o FMI, o PIB para as economias avançadas recuperará seu nível pré-pandêmico em 2022 e até mesmo o excederá em 0,9% em 2024.

Em contraste, o Fundo avaliou que os mercados emergentes e em desenvolvimento ainda estariam abaixo de sua previsão pré-pandemia em 5,5% em 2024.

“Em primeiro lugar, é necessária muito mais ação multilateral para acabar com essa divisão da vacina. É importante vacinar pelo menos 40% da população de todos os países até o final deste ano e 70% até meados do ano que vem. Também é importante remover as restrições ao comércio que estão impedindo o fluxo livre de vacinas prontas e insumos.”

A economista-chefe também destacou que a atual situação exigirá que os fabricantes de vacinas e as nações de alta renda coordenem e garantam que mais entregas vão para a Covax Facilit, que é a organização que fornece vacinas para muitos países de baixa renda.

Vacina. Foto de Artem Podrez no Pexels

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O melhor detergente é a luz do sol

Desembargador Luiz Ferreira atende Ministério Público de Mato Grosso e afasta Emanuel da Prefeitura de Cuiabá. Policia encontrou uma mixaria de R$ 3,4 mil na casa do prefeito. LEIA INTEGRA DO PEDIDO DO MP-MT E DA DECISÃO DE LUIZ FERREIRA

Publicados

em

Os agentes do Ministério Público Estadual encontraram R$ 3,4 mil em espécie na casa do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), na madrugada desta terça-feira, durante a deflagração da operação que apura pretensas irregularidades em contratações temporárias feitas pela Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá.

No entanto, os agentes do MP não apreenderam os valores porque o consideraram irrisório para associá-lo a práticas de corrupção ou desvio de recursos públicos.

Na ação que resultou no afastamento do prefeito, o MP sustenta que a gestão de Emanuel descumpriu ordens judiciais e do TCE para suspender contratações temporárias da pasta da saúde durante o ano de 2018

Operação Capistrum

O Ministério Público e a Polícia Judiciária Civil, através do NACO (Núcleo de Ações de Competência Originária) da Procuradoria-Geral de Justiça, comandado pelo procurador Domingos Sávio, informam que em virtude de investigações originadas no Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa da capital, relacionadas a ilícitos perpetrados no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, postularam ao Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso medidas cautelares criminais visando a decretação de busca e apreensão e sequestro de bens em desfavor do Prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro e sua esposa Márcia Aparecida Kuhn Pinheiro, do Chefe de Gabinete Antônio Monreal Neto, da Secretária Adjunta de Governo e Assuntos Estratégicos Ivone de Souza e do Ex-Coordenador de Gestão de Pessoas Ricardo Aparecido Ribeiro, bem como de afastamento da função pública em relação a Emanuel Pinheiro, Antônio Monreal Neto e Ivone de Souza, e prisão temporária de Antônio Monreal Neto.

 

Leia Também:  ZÉ ANTONIO LEMOS: Estruturas político-administrativas em MT não conseguem acompanhar o dinamismo da sociedade mato-grossense

A ação pelo que se revelou até aqui tem por base delação premiada celebrada pelo ex-secretário de Saúde, Huark Douglas.

 

Os pedidos foram acolhidos pelo Tribunal de Justiça, através do desembargador Luiz Ferreira, no âmbito do procedimento de nº 47.520/2021, o qual corre em segredo de justiça.

O GAECO da capital e a DECOR (PJC-MT) prestaram apoio ao NACO para cumprimento dos mandados judiciais que foram cumpridos na presente data.

Além da medida criminal determinada pelo Egrégio Tribunal de Justiça, o Ministério Público propôs, através do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, ação cível por ato de improbidade administrativa visando a aplicação das sanções da lei de improbidade, bem como apresentou pedidos de indisponibilidade de bens e afastamento de agentes públicos.

 

Com informações do MP MT  e Issoé Noticia

 

 

Desembargador Luiz Ferreira Determina Afastamento de Emanuel Pinheiro Da Prefeitura de Cuiaba by Enock Cavalcanti on Scribd

 

 

Sávio e Ferreira

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA