(65) 99638-6107

CUIABÁ

O melhor detergente é a luz do sol

CULTURA EM MATO GROSSO: Biblioteca Estevão de Mendonça promove incentivo à leitura durante Expedição Araguaia-Xingu

Publicados

O melhor detergente é a luz do sol

 

Para levar cultura à população de todos os cantos do Estado, a Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça é parceira na 3ª Expedição Araguaia-Xingu, que acontece de 18 de novembro a 05 de dezembro. Com o projeto Biblioteca Itinerante, uma equipe do equipamento cultural da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT) desenvolve atividades de incentivo à leitura nas cidades e aldeias indígenas visitadas pela ação de cidadania promovida pelo Poder Judiciário de Mato Grosso.

A expedição, que é realizada por meio da Justiça Comunitária, já atendeu até esta quarta-feira (24.11), moradores dos municípios de Santa Cruz do Xingu, São José do Xingu e Santa Terezinha, e indígenas da etnia Kaiapo Metuktire, na Aldeia Piaruçu. Nesse período, a Biblioteca Itinerante já realizou mais de um mil atendimentos, que incluem atividades pedagógicas como oficinas com materiais recicláveis, distribuição de livros e contação de histórias.

A programação irá contemplar ainda as cidades de Luciara, São Félix do Araguaia e Cocalinho, e outras aldeias indígenas da região. Junto com a atividades culturais da Biblioteca Itinerante, a população tem acesso a diversos serviços do Poder Judiciário, como homologação de divórcios, regularização de pensão alimentícia, emissão de documentos, declarações, registros civis, dentre outros.

Leia Também:  CAIUBI KUHN E A REFORMA POLÍTICA: Na disputa pra deputado federal em 2018, em Mato Grosso, o jovem Vinicius Brasilino tinha um fusca velho e com problemas e Emanuelzinho uma Ferrari nova

O projeto Biblioteca Itinerante acompanha o Poder Judiciário desde a primeira edição da Expedição Araguaia- Xingu.  Na edição 2021, fazem parte da equipe as servidoras Waldineia Almeida, Helena Maria da Costa, Fabiola Arruda, Rosely Ribeiro e Antônio Hélio Capistrano.

Mais informações sobre a 3ª Expedição Araguaia-Xingu estão disponíveis no site do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), link aqui.

A Biblioteca Itinerante Estevão de Mendonça

Com o intuito principal de desempenhar o papel social da Biblioteca Pública, o projeto realiza atividades de promoção da leitura em locais distantes e carentes da capital e do interior do Estado.

A Biblioteca Itinerante incentiva o processo de formação de leitores por meio de doação de livros, principalmente de obras mato-grossenses, peças teatrais, contação de histórias, dentre outras ações.

“É uma ação que apresenta à sociedade o conceito de equipamento cultural ativo no processo de desenvolvimento sociocultural do indivíduo. Nossa missão é levar ações de acesso ao livro e de promoção da leitura, atendendo as regiões que não têm acesso à biblioteca”, explica Waldineia Almeida, coordenadora do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas.

Leia Também:  CRISE NA EDUCAÇÃO: Com a maior taxa de analfabetismo do Centro-Oeste, Mauro Mendes segue fechando escolas em Mato Grosso

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

O melhor detergente é a luz do sol

CULTURA DE MATO GROSSO: Trajetória do artista Benedito Nunes é perpetuada em site e documentário

Publicados

em

 

Apelidado carinhosamente de Van Gogh do Cerrado, a trajetória do artista plástico Benedito Nunes está eternizada no site que leva o nome dele, e que conta com detalhes a história de vida e o legado cultural deixado pelo mato-grossense, que gostava de retratar a natureza da região e o cotidiano da cuiabania. Aprovado no edital Conexão Mestres da Cultura, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), o projeto ‘Tributo ao Mestre do Cerrado: Benedito Nunes’, conta também com o documentário ‘Se essa rua fosse Nunes’, com estreia para esta sexta-feira (26.11), na plataforma digital que homenageia o artista.

Falecido em março do ano passado, aos 63 anos de idade, Benedito Nunes é considerado um dos mais importantes artistas da famosa ‘Geração 80’. Nascido em 1956, era pintor, desenhista, professor e escultor. Ganhou reconhecidos prêmios nas artes visuais, participou de importantes exposições no Brasil e fora do país. E, os seus 30 anos de história com a arte, a biografia é contada pelo professor e crítico de arte Laudenir Antônio Gonçalves, disponível no site lançado pelo projeto.

Leia Também:  TERRAS INDÍGENAS: Pedido de vista suspende julgamento do marco temporal no Supremo. LEIA VOTO DE FACHIN

A plataforma traz também o documentário ‘Se essa rua fosse Nunes’, produzido a partir das imagens e narração sobre as obras do artista. Também estão disponíveis no site uma galeria virtual e uma oficina apresentada pela proponente do projeto ‘Tributo ao Mestre do Cerrado: Benedito Nunes’, a artista Tânia Pardo.

“Nunes, além de ser um artista acessível e carismático, era famoso por retratar o cenário mato-grossense. Assim ficou conhecido como o Van Gogh do Cerrado, deixando sua marca na arte brasileira. Foi um grande artista, premiado em vários salões, não só em Mato Grosso, mas também fora. Reconhecido no Brasil por seu estilo, nos deixou um grande legado”, destaca Tania Pardo.

Conexão Mestres da Cultura – O edital surgiu para compartilhar os saberes e fazeres artísticos e culturais do estado, reconhecendo o trabalho desenvolvido por pessoas impactaram a cultura mato-grossense, considerando sua contribuição para o fortalecimento da cultura do estado e sua importância para a comunidade que atua.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA